Streetwear afiado domina último dia da Casa de Criadores

abre_-_cem_freio_.jpg
Cem Freio (Foto: Arthur Vahia)

Oclima de festa tomava conta do Clube Atlético São Paulo na noite de sexta-feira (11.11). Também, pudera: tomado por talentos independentes da moda brasileira e uma turma animadíssima de fashionistas, no espaço encerrava-se a temporada de inverno 2017 de mais uma edição da Casa de Criadores.
A seguir, Vogue revela detalhes das coleções apresentadas pelas marcas  Hangar 33, Cem Freio, Tarcisio Brandão, Heloisa Faria, Fernando Cozendey e Ale Brito. [Larissa Gargaro]

TARCISIO BRANDÃO
Inspirado na dicotomia entre a identidade virtual versus real das pessoas, Tarcisio Brandão levou à passarela sua versão de um exército de nômades digitais, que vestiam verdadeiras armaduras que mesclavam o universo tech com peças de perfume utilitário – pense em macacões, saias-cinto, calças de shapes robóticos (mas não menos sexy).  Em uma cartela recheada de brancos, cremes, metálicos e preto, o estilista buscou contrastar a tecnologia com o seu tradicional trabalho artesanal. “De certa forma, quero falar para as pessoas serem mais off-line do que online”, explica. Vogue adora os ousados tops de metal dourado.

HANGAR 33
Comandada por Rafael Varandas, que também é diretor criativo da excelente Cotton Project, a Hangar 33 levou o universo street para os uniformes de aviação – como o laranja-sinalizador, que surge tanto na cartela de cores, quanto na estamparia digital (irresistível a jaqueta bomber com os dizeres I am here). “A roupa aeronáutica tem origem na roupa militar, então o design costuma ser totalmente utilitário”, explica o estilista, “e a nossa ideia foi reunir todas essas utilidades e transformá-las em uma estética que pode ser usada na rua”. Dever cumprido: em sua coleção de estreia na marca do Grupo Lunelli, Varandas conseguiu levar um refinamento cool para peças que, apesar de originalmente masculinas, prometem agradar o público feminino também. E boa notícia: a linha estará à venda em uma loja pop-up armada na Cotton Project, nos Jardins, entre fevereiro e março do ano que vem.

HELOISA FARIA
Fire walk with me: inspirada no universo onírico de David Lynch e nas paisagens áridas dos Estados Unidos – resultado de uma viagem feita de motorhome por lugares como o Death Valley e o Grand Canyon -, Heloisa Faria criou uma versão delicada e romântica do guarda-roupa essencial para uma mulher que vai desbravar o deserto. Além de explorar as sobreposições e o tricô, suas marcas registradas, nesta temporada a estilista volta a utilizar tecidos e aviamentos vintage em algumas de suas peças, como casacos pesados de patchwork e cintos com fivelas one of a kind. Para o inverno 2017, Heloisa também apresenta duas novidades: uma linha de bijoux criada com o Estúdio Iracema, e uma parceria com o e-commerce Passarela, que colocou à venda, imediatamente após o desfile, um modelo de sapato e dois de seus looks.

CEM FREIO
“Eu crio dinâmicas de vestuário, não simplesmente roupas”, conta Apolinário, o nome por trás da Cem Freio, uma das marcas estreantes nesta edição da Casa de Criadores. Indo além da tendência genderless – “não quero me limitar a isso, o que eu quero é fomentar a liberdade do corpo, de você poder ser o que você quiser”, diz -, o estilista oferece peças modulares em moletom, jeans (by Carmim) e malha que são verdadeiras “ferramentas” para que os fashionistas expressem suas vontades e suas verdades. Vestidos tomara-que-caia que podem virar saias, calças com cós duplo de tamanho universal, t-shirts e jaquetas bomber com bordados de dizeres como “vamoqvamo” e “passivo agressivo” têm a cara do streetwear atual: cool, destemido e extremamente desejável. Feitos a partir de cubos de acrílico e moedas de cruzeiro, os acessórios são assinados por Iury Trannin, e algumas roupas desfiladas na noite de sexta-feira (11) já podem ser encontradas no Freak Market, em São Paulo.

FERNANDO COZENDEY
Famoso pelo seu trabalho com a lycra, Fernando Cozendey vai além e traz, pela primeira vez, uma série de looks que usam jeans tanto na composição – como nas peças holográficas que usa o material como forro –, quanto como protagonista, oferecendo uma cartela de vibrante e festiva. Batizado de “Flor”, o inverno 2017 do estilista explora o desabrochar da auto-estima após um término de relacionamento: dividida em três partes, a coleção passa por momentos dark, com pegada rock’n’roll; por uma evolução sensível, representada pelas roseiras; e pela explosão de libertação e alegria, que surge nos looks vibrantes em pink, lilás e azul que ganham companhia de muitas margaridas. Jardineiras, jaquetas, calças, coletes e parkas statement com altas doses de glamour prometem fazer bonito nos closets deles e delas.

ALE BRITO
Conhecido pelo seu DNA esportivo-cool, Ale Brito se inspirou na vestimenta industrial para criar um inverno 2017 mais fechado e duro que o tradicional. Utilizando materiais como veludo cristal, verniz, vinil, jeans, couro e até mesmo pelo de ovelha, o estilista apresentou a sua versão dos trajes de trabalho das grandes fábricas, criando pantalonas, jaquetas, regatas e peças de alfaiataria que poderiam muito bem ser o uniforme de algum grupo de rap do leste europeu. Destaque também para os acessórios: para complementar os looks, correntes, cadeados e até chaveiros ganharam novas funções ao serem usados como brincos, cintos e pulseiras.

Fuja do óbvio e aposte em batons com cores nada convencionais

1670givg_005_758_v3_maistopo
Último grito da moda, batons com cores nada convencionais – em  tons de cinza, roxo, vinho quase preto e azul-escuro, como os da nova safra do Rouge Dior – deixam o look surpreendentemente cool. Pronta para sair da zona de conforto? [Luiza Souza]
Iniciação violeta (Foto: Gil Inoue)Iniciação violeta (Foto: Gil Inoue)

O tom forte do roxo do Rouge Dior (cor Superstitious Matte) pode ser o primeiro passo para as mais clássicas aderirem à tendência dos batons arrojados. “Antes, aplique o Lip Glow Liner, delineador labial que neutraliza a cor natural, preenche e reestrutura o contorno da boca”, ensina Nicolas Berreteaga, maquiador do Pro Team Dior para a América Latina.

Gótica soft (Foto: Gil Inoue)Gótica soft (Foto: Gil Inoue)

Peter Philips, diretor de criação da linha de beleza da Dior, apostou forte no visual gótica de butique quando escolheu o batom Poison Matte (em versões mate e com acabamento glossy) para protagonizar o make do último desfile de inverno da marca.“O look é sofisticado e moderno na mesma medida”, afirma Nicolas Berreteaga, que completou o visual com uma “borradinha” proposital de máscara na pálpebra móvel, para um efeito total anos 90.

Azul dark (Foto: Gil Inoue)Azul dark (Foto: Gil Inoue)

Vedete da temporada passada, quando coloriu incansavelmente as pálpebras e os cílios das fashionistas, o azul continua em alta, mas agora migra para os lábios. Atenção: o efeito deve ser bold, e o tom, bem escuro, quase preto, como o Visionary Matte, um dos novos tons do Rouge Dior.

Cinza, sim! (Foto: Gil Inoue)Cinza, sim! (Foto: Gil Inoue)

Sucesso nos anos 90, os batons acinzentados voltam com tudo. Adote a tendência com o Montaigne Matte, uma das cores “Extreme” do Rouge Dior

Boca Louca (Foto: Divulgação)O look do momento pede lábios com cores ousadas combinados a pele e olhos suaves. De cima para baixo: Rouge Dior cor Montaigne Matte 207, R$ 159, Dior; Rouge Dior cor Poison Matte 962, R$ 159, Dior; Rouge Dior cor Visionary Matte 602, R$ 159, Dior; Rouge Dior cor Superstition Matte 789, R$ 159, Dior; Blue Nectar cor Lust Extract, R$ 73, MAC; Artist Rouge Cream cor C603 Midnight, R$ 83, Make Up For Ever; Artist Rouge Cream cor C600 White, R$ 83, Make Up For Ever; Vice Lipstick cor Perversion, R$ 73, Urban Decay; Vice Lipstick cor Heroine, R$ 73, Urban Decay; Let’s Rock cor Roots Rock, R$ 19, Vult; Let’s Rock cor Punk Blues, R$ 19, Vult (Foto: Divulgação)

Acha que está sendo ousada ao passar batom vermelho, pink, coral? Pois saiba que esses tons ficaram “basiquinhos” perto dos pretos, cinza e azuis que estão inundando o mercado da beleza.

A febre dessas cores parecia um fenômeno mais teen, inclusive uma das responsáveis por disseminar o visual foi Kylie Jenner, a caçula do clã Kardashian que virou empresária de sucesso com sua linha de batons inusitados.

Entre os beauty artists, quem lidera a trupe dos desbravadores dessa moda é Peter Philips, diretor criativo de maquiagem da Dior, que colocou quatro tons “Extreme”, como foram batizados, na nova linha do Rouge Dior, vistos neste editorial e que desembarcam este mês no Brasil.

Make Up For Ever, Urban Decay, MAC e Vult também lançaram suas versões recentemente, com acabamento opaco ou metalizado – outro must! Vai arriscar? Além de atitude, os batons da vez pedem pele levíssima e pouca maquiagem nos olhos – afinal uma boca azul merece ser o centro das atenções!

Inspiração do dia: cozinha gourmet ao lado da piscina

regional-salvador-32

Reportagem visual: Tiago Cappi I Texto: Rosele Martins
Casa baiana que se preza deixa o verde e a brisa entrarem sem cerimônia. Exatamente como acontece nesta cozinha gourmet, que traduz a combinação de elegância e simplicidade, tão característica daqui. Enquanto o branco e a água da piscina refletem o sol, a madeira, o barro e as fibras trazem um toque agradável. Puro deleite para os olhos e o tato. Projeto do arquiteto David Bastos.

Obras de arte de David Bowie arrecadam R$ 140 milhões em leilão

1610354

Um leilão realizado em Londres arrecadou cerca de US$ 41,5 milhões (em torno de R$ 140,78 milhões) com avenda da coleção de arte do músico David Bowie.
Segundo a casa de leilões Sotheby’s, a exibição das obras atraíram público recorde neste sábado (12).
Entre as mais de 130 obras que Bowie havia comprado ao longo da carreira estão trabalhos de Damien Hirst, Henry Moore e Marcel Duschamp. O item mais caro leiloado foi uma tela grafitada por Jean-Michel Basquiat, comprada por cerca de R$ 30 milhões. O curioso é que o próprio Bowie interpretou o artista Andy Warhol no filme biográfico sobre Basquiat lançado em 1996.No total, mais de 51 mil pessoas compareceram à exibição pré-venda dos itens de arte de Bowie, morto em janeiro. Já o leilão em si atraiu cerca de 1.750 interessados.

Em 1998, Bowie disse ao jornal “The New York Times” que arte era a única coisa que ele realmente gostaria de ter.

Gwyneth Paltrow quer voltar para Chris Martin três meses após finalização de divórcio, diz ‘Radar Online’

gwy-tumblr_o1ziafc3re1qcpno5o1_500

Três meses após finalizarem o processo de divórcio, Gwyneth Paltrow e Chris Martin podem estar retomando o relacionamento, de acordo com informações publicadas pelo Radar Online.

O músico e a atriz foram casados de 2003 até 2014 e tiveram dois filhos, Apple, 12 anos, e Moses, 10. Apesar de não estarem juntos há dois anos, a separação só foi assinada e finalizada este ano.

Mesmo passando dois anos separados, o casal manteve uma relação de amizade e frequentemente eram vistos passeando com as crianças. “Martin é como meu irmão”, disse Gwyneth em uma ocasião.

“Tanto Chris quanto Gwyneth tentaram seguir em frente e não conseguiram… Ela realmente sente falta da companhia dele”, contou uma fonte para a publicação, dizendo que Gwyneth está começando a se arrepender do divórcio.

Como os fãs devem se lembrar, após a separação tanto a atriz quanto o cantor entraram em outros relacionamentos. Martin com Jennifer Lawrence e Paltrow com Brad Falchuk, produtor de ‘Glee’.  Atualmente, o vocalista do Coldplay está namorando a atriz Annabelle Wallis e o relacionamento de Gwyneth com Brad parece estar chegando ao fim depois de algumas confusões entre o casal.

“Ela pretende conversar com Chris para dar um novo impulso ao relacionamento deles”, garantiu a fonte.

Príncipe Harry deve pedir mão da atriz Meghan Markle em casamento até o Natal, diz tablóide ‘Mirror’

Pouco mais de dois meses depois de começar um relacionamento com Meghan Markle, o príncipe Harry pedirá a atriz da série ‘Suits’ em casamento. De acordo com informações do Mirror, Harry planeja fazer o pedido até o Natal.
A notícia movimentou as casas de aposta da Inglaterra. Segundo o jornal, as chances de Harry pedir Meghan em casamento já estão em 2/1 nas casas de jogos.

De acordo com a revista Life & Style, o príncipe e a atriz já estariam noivos. Harry teria dado a atriz um anel de noivado, mas ela ainda não está usando, pois eles queriam manter sigilo sobre o relacionamento. “Agora que o romance se tornou público, eles querem se casar o mais rápido possível”, contou uma fonte da publicação.

A atriz de 35 anos pediu recentemente um afastamento das gravações da série ‘Suits’. Uma fonte próxima à produção informou ao jornal New York Post que Meghan informou aos seus chefes que precisaria de um tempo para resolver “algo importante”. Meghan então viajou para Londres, onde está atualmente hospedada com o príncipe no palácio de Kensington.

A expectativa é que o casal apareça junto neste sábado (12), quando deveram acompanhar uma partida de rugby no Estádio de Twickenham. De acordo com The Sun, funcionários do local estão se preparando para receber a atriz. “Tudo o que nos disseram é que Meghan está chegando e que devemos deixar um assento disponível para ela”, contou a fonte.

De acordo com a revista People, Harry já apresentou a noiva para o pai, o príncipe Charles. Nos próximos dias, o príncipe também deverá apresentar a companheira ao restante da família real. Esse teria sido o principal motivo de a atriz ter viajado para Londres.

Design I Jardim multissensorial na Itália combina natureza e música

01-jardim-multissensorial-na-italia-combina-natureza-e-musica.jpeg

O escritório OFL Architecture combinou geometria, natureza e design para criar o jardim multissensorial Zighizaghi em Favara, comuna na Sicília, Itália. Feito em parceria com a marca de móveis Miliashop, o espaço público é formado por dois níveis: o piso horizontal e o sistema vertical de som e iluminação.

Reprodução | Giuseppe Guarneri e Riccio Blu | Designboom
02-jardim-multissensorial-na-italia-combina-natureza-e-musicaMadeira e plantas mediterrâneas formam a plataforma, cujo desenho foi influenciado pelo padrão hexagonal dos favos de mel. As formas dão flexibilidade para a configuração e a tornam modular.
Reprodução | Giuseppe Guarneri e Riccio Blu | Designboom
03-jardim-multissensorial-na-italia-combina-natureza-e-musicaJá os prismas vermelhos acima são, na verdade, alto-falantes. A ideia é que a música age como uma ferramenta de conexão entre a natureza presente ali e os visitantes.
Reprodução | Giuseppe Guarneri e Riccio Blu | Designboom
04-jardim-multissensorial-na-italia-combina-natureza-e-musicaFonte: Designboom
Reprodução | Giuseppe Guarneri e Riccio Blu | Designboom
05-jardim-multissensorial-na-italia-combina-natureza-e-musica

Mulheres que já passaram dos 60 anos se tornam musas inspiradoras nas redes sociais

ageless-baddie-winkle-1
Baddie Winkle (@baddiewinkle), 88 anos: Com looks irreverentes, Baddie já marcou presença em red carpets e estrelou campanhas (Foto: Andrea Behrends, Andreas Ohlund, David Taylor, Nikko La Mere, Divulgação, Instagram e Getty Images)

Desde 2014, a americana Helen Van Winkle, 88, que trabalhou 28 anos numa fábrica de automóveis, vem conquistando uma legião de fãs na internet – atualmente, tem 2,2 milhões de seguidores no Instagram. Ela se lançou na rede graças à neta, que a ajudou na criação do perfil.
Estilo: aposta em peças pop e divertidas, como camisetas estampadas com tie-dye e casacos de pelos coloridos. “Meu estilo mudou muito com a descoberta da internet, me sinto mais confiante”, conta.
O que faz fora das redes sociais: já estrelou comerciais, como uma campanha para a marca Smirnoff, em clima de balada.

Linda Rodin, 68 anos: Em sua cartela de cores, Linda aposta em muitos tons de azul e cinza, inclusive na escolha de seu poodle Winkle (Foto: Andrea Behrends, Andreas Ohlund, David Taylor, Nikko La Mere, Divulgação, Instagram e Getty Images)Linda Rodin (@lindaandwinks), 68 anos: Em sua cartela de cores, Linda aposta em muitos tons de azul e cinza, inclusive na escolha de seu poodle Winkle (Foto: Andrea Behrends, Andreas Ohlund, David Taylor, Nikko La Mere, Divulgação, Instagram e Getty Images)

Nos anos 70, a americana Linda Rodin, 68, fundou em Nova York a Linda Hop, concept store pioneira no SoHo. Ela também trabalhou como stylist e vestiu grandes nomes da música, entre eles Bob Dylan. Em sua conta no Instagram (com 110 mil seguidores), divide seus posts com o poodle Winkle, seu fiel companheiro.
Estilo: “Não abro mão de uma boa calça jeans e uma camisa bem cortada no mesmo tecido.”
O que faz fora das redes sociais: businesswoman bem-sucedida, há dez anos fundou a Rodin Olio Lusso, linha de cosméticos famosa pelo óleo facial, à venda em lojas como a parisiense Colette e a nova-iorquina Barneys. Seu melhor truque de beleza? “Dormir!”

Sarah Jane Adams, 61 anos: Sarah posou para a campanha de inverno da multimarcas sueca Ahlens, em total look Adidas (Foto: Andrea Behrends, Andreas Ohlund, David Taylor, Nikko La Mere, Divulgação, Instagram e Getty Images)Sarah Jane Adams (@saramaijewels), 61 anos: Sarah posou para a campanha de inverno da multimarcas sueca Ahlens, em total look Adidas (Foto: Andrea Behrends, Andreas Ohlund, David Taylor, Nikko La Mere, Divulgação, Instagram e Getty Images)

Inglesa radicada em Sydney, a designer de joias Sarah jane Adams, 61, lançou há dez anos a própria marca, a Saramai Jewels – promover seu trabalho foi o principal motivo pelo qual começou a usar o Instagram, em novembro de 2013.
Estilo: dona de um visual esportivo e irreverente, é fã dos estilistas Jeremy Scott e Vivienne Westwood. “Eu me visto para mim mesma, por isso as escolhas dependem da lua e das tarefas do dia”, explica ela, que se diz antifashion e é fã de itens customizados. “Tenho peças que guardo há 40 anos.”
Planos futuros: atualmente prepara um livro para contar como usa suas roupas como forma de expressão.

Valerie Von Sobel, 75 anos: Em produções ousadas, Valerie não economiza nos acessórios, principalmente nos chapéus. Muitos deles são desenhados por ela mesma (Foto: Andrea Behrends, Andreas Ohlund, David Taylor, Nikko La Mere, Divulgação, Instagram e Getty Images)Valerie Von Sobel (@valerie_von_sobel), 75 anos: Em produções ousadas, Valerie não economiza nos acessórios, principalmente nos chapéus. Muitos deles são desenhados por ela mesma (Foto: Andrea Behrends, Andreas Ohlund, David Taylor, Nikko La Mere, Divulgação, Instagram e Getty Images)

Nascida em Budapeste, Valerie Von Sobel, 75, divide-se entre Los Angeles e uma fazenda no interior da Califórnia. É artista plástica e, depois de perder o filho de 19 anos para um câncer cerebral, criou uma fundação para ajudar pais e mães solteiros em situações semelhantes.
Estilo: aposta em looks com mood étnico e combinações elaboradas de cores. Suas marcas favoritas são Dior e Comme des Garçons, além de jovens estilistas avant-garde, como a  radicada em LA Aliona Kononova, da grife MOE.
Curiosidade: Valerie foi atriz. “Atuei em filmes como As Férias de Papai, ao lado de James Stewart, em 1962, uma das minhas maiores realizações.” Depois de ser descoberta pelo fotógrafo e blogger Ari Seth Cohen, apareceu este ano na capa do segundo livro da série Advanced Style, focado no estilo de mulheres elegantes da sua faixa etária. [Julia Diniz]

Mila Kunis exibe o barrigão na reta final da gravidez

Mila Kunis, usando uma blusa preta justinha, exibiu seu barrigão de reta final de gravidez nesta sexta-feira, 11, nos Estados Unidos. A atriz passeou com o marido, o ator Ashton Kutcher, e com a filha do casal, Wyatt. A família foi a uma loja de sucos em Los Angeles.

Ashton Kutcher revelou em recente entrevista para o programa “Today” que o segundo filho dele e de Mila Kunis será um menino. O ator falou sobre como se sente sobre o segundo filho. “Eu estou um pouco assustado para ser honesto. É intensamente assustador.”

O ator também comentou que sua filha, Wyatt Kutcher, de 2 anos, tem uma pequena noção de que terá um irmão. “Ela aponta para a barriga de Mila e diz: ‘Irmãozinho’. E então ela aponta para o pai e diz: ‘Cerveja'”, comentou ele. “Eu acho que ela entende que tem algo na barriga, mas eu não sei se ela sabe que não vai ser uma boneca de plástico”, continuou.