CEO da Uber, Travis Kalanick deixa conselho de Trump após pressão por decreto migratório

Scroll down to content

unnamed-6O executivo-chefe da Uber, Travis Kalanich, concede palestra em evento na Índia, em janeiro de 2016


O executivo-chefe da Uber, Travis Kalanick, deixou o conselho de empresários do presidente Donald Trump após ser pressionado devido ao decreto que proíbe temporariamente a entrada de cidadãos de sete países de maioria islâmica e de refugiados nos Estados Unidos.

Em e-mail para os funcionários da empresa nesta quinta-feira (2), Kalanick afirmou que conversou com o republicano sobre as preocupações com a política anti-imigração e os problemas que pode criar ao país.

Ele disse ter saído devido à interpretação que sua participação no grupo pode ter. “Integrar o grupo não era para ser um endosso ao presidente e a suas políticas, mas infelizmente isso tem sido mal interpretado”, disse.

“Há muitas maneiras de continuar a defender pela mudança justa na imigração, mas ficar no conselho era uma forma de ficarmos no caminho para isso. O decreto está ferindo muitas pessoas em comunidades de todo o país.”

A saída acontece após a Uber sofrer um boicote nos EUA por impedir o uso da tarifa dinâmica —que aumenta o preço das corridas— durante uma greve de taxistas em Nova York em protesto contra as medidas anti-imigração.

Manifestantes anti-Trump e usuários encararam a medida como uma forma de se aproveitar do ato para lucrar. Nos dias subsequentes, o aplicativo recebeu milhares de pedidos de cancelamento de americanos.

A demanda foi grande a ponto de a empresa ter que mudar o sistema de cancelamento para apagar os perfis de forma automática —antes um funcionário da Uber avaliava as solicitações e dava baixa nas assinaturas.

O presidente da Uber chegou a criticar o decreto, mas não estancou a perda de clientes. Também anunciou um fundo de US$ 3 milhões (R$ 9,36 milhões) para dar apoio aos motoristas que sejam prejudicados pela proibição.

As críticas chegaram também da própria equipe do aplicativo. Antes da carta a seus funcionários, Kalanick planejava ir à reunião do conselho econômico de Trump desta sexta (3) em Washington.

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: