SAP anuncia parceria com startup SheWorks! focada em contratar mulheres

Plataforma SheWorks! usa IA para combinar talentos e clientes, além de fornecer ferramentas para monitoramento e gestão de equipes remotas

SheWorksA SAP anunciou nesta semana que iniciará uma colaboração com a startup SheWorks!, uma nova plataforma digital que combina tecnologias como machine learning e big data para conectar mulheres a oportunidades de trabalho remoto. O anúncio da parceria foi dado durante o SAP Executive Partner Summit, realizado na Riviera Maya, no México, entre 15 e 17 de agosto.

Fundada em 2016 pela empreendedora Silvina Moschini, a startup visa aumentar a empregabilidade de mulheres e, consequentemente, ajudar a reduzir o abismo entre gêneros que ainda ocupa o mercado de trabalho.

Há anos, gigantes do setor de tecnologia têm trabalhado para endereçar o desequilíbrio entre gêneros em suas equipes a medida que a pauta se torna cada vez mais pública. Apesar das companhias salientarem seus esforços para criar políticas e programas de diversidade entre seus contratados, mulheres ainda são subrepresentadas no setor.

Na América Latina e no Caribe, onde países lutam para ganhar fôlego em suas economias e gerar empregos, a desigualdade é ainda maior. Relatório de desenvolvimento da ONU de 2015 destacou que, na região, as mulheres ganhavam, em média, 19% a menos que os homens para desempenhar o mesmo trabalho. Ainda segundo o relatório, menos de 20% das posições de liderança de empresas na América Latina são ocupadas por mulheres. Dados do Banco Interamericano de Desenvolvimento apontam que mulheres em posição de destaque no mundo executivo ganham, em média, a metade do que os colegas homens.

“Não há dúvida de que temos um grande desafio no campo do desenvolvimento profissional. A América Latina continua sendo a região mais desigual, economicamente falando, no mundo, e mais de 20 milhões de jovens – um a cada cinco – estão desempregados ou fora da escola”, ressalta Claudio Muruzabal, presidente da SAP América Latina.

O acordo entre SAP e SheWorks! prevê que as profissionais cadastradas no banco de talentos recebam treinamento em soluções da SAP relacionadas com a transformação digital dos negócios. Após treinamento, as profissionais estarão habilitadas e oficialmente certificadas para serem contratadas pela própria empresa, por seus parceiros de negócios ou por seus clientes, segundo a companhia de software alemã.

A parceria visa também conectar programadoras, desenvolvedoras, designers e cientistas de dados através da educação, diz Silvina. Alianças semelhantes a da SAP foram firmadas com o Google e Microsoft. Profissional em descoberta: Saiba mais sobre a profissão do cientista de dados com a Hekima Patrocinado

“Milhões de mulheres competentes deixam seus empregos porque não conseguem encontrar a flexibilidade de que precisam para conciliar suas vidas pessoal e profissional”, explica Silvina defendo que a startup visa apresentar empregos que se adaptem às vidas das mulheres. “Nossa proposta é reduzir drasticamente as taxas de desemprego feminino contando com as oportunidades da nova economia digital: competências digitais e trabalho remoto”.

A base de talentos da SheWorks! visa não só reunir, como também incentivar profissionais para um mercado de trabalho digital. A medida que empresas passam cada vez mais a adotar o trabalho remoto, a plataforma surge como um marketplace alinhado com uma nova cultura corporativa e um “escritório” onde não há limites geográficos.

Em coletiva para jornalistas, Silvina compara o SheWorks! a um marketplace de talentos, onde empresas, da mesma forma como o Uber, também avaliarão o desempenho das profissionais que elas contratam. Para a empreendedora, as competências de uma candidata atuam como uma espécie de moeda na economia digital.

Como funciona – Interessadas devem cadastrar seu perfil, informar suas habilidades e histórico profissional. Há também testes que visam validar competências informadas. Usando algoritmos, a plataforma cruzará dados dos perfis e tentará encontrar as profissionais que melhor se adequariam para certas vagas. Do outro lado, empresas contratam a plataforma para ofertar vagas para posições fixas ou mesmo projetos. Quando o “match perfeito” aparecer, a startup entrará em contato com a candidata. Para elas, não há cobrança de taxas ou mensalidade. A plataforma também fornece ferramentas para monitoramento e gestão de equipes remotas.

Desde que foi lançada, a plataforma conta com uma base de 5 mil usuárias. Crescimento que, segundo Silvina, foi orgânico. A startup, baseada em Miami (EUA), agora planeja lançamentos oficiais em outros mercados na América Latina, além de buscar ampliar parcerias estratégicas com outras companhias que possam capacitar mulheres para diferentes funções.

Em cinco anos, a startup deseja reunir e promover 100 mil mulheres com habilidades digitais a trabalhos e empregos à distância. [Carla Matsu*]

*Jornalista participou do SAP Executive Partner Summit à convite da SAP

Sara Grace Wallerstedt – i-D Magazine Fall 2017 by Letty Schmiterlow

Sem título.png90
Even Miracles Take Time
i-D Magazine Fall 2017
i-d.vice.com
Photography: Letty Schmiterlow
Model: Sara Grace Wallerstedt
Styling: Julia Sarr-Jamois
Hair: Kiyoko Odo
Make-Up: Nami Yoshida

Inumanos ganha novo vídeo apresentando um por um os membros da Família Real

Inumanos ganhou um novo clipe que mostra nome e função de cada membro da Família Real na série – confira:

A trama da série se passa nos dias atuais e terá cenas na Terra e na Lua, seguindo a Família Real dos Inumanos. Filmada com câmeras IMAX, produção terá os seus dois primeiros episódios exibidos nas enormes telas por duas semanas – em cópias dubladas e legendadas. No Brasil, o Canal Sony será responsável pela transmissão. [Rafael Gonzaga]

Links são cada vez menos relevantes no Facebook

fakeFACEBOOK: A empresa se recusou a interceptar dados de dois investigados por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico / Peter Macdiarmid/Getty Images (Peter Macdiarmid/Getty Images)


São Paulo – Os links são a modalidade de publicação menos efetiva no Facebook atualmente. Imagens, textos e principalmente vídeos têm mais importância na linha do tempo dos usuários em 2017. Os dados são de um levantamento realizado pela consultoria Socialbakers, obtido em primeira mão por EXAME.

A razão da relevância dos demais formatos de conteúdo, indica o Socialbakers, é que o Facebook busca reter os usuários em sua plataforma o máximo de tempo possível.

“Hoje, todo mundo disputa a atenção dos usuários. A briga não ocorre somente entre marcas e amigos, mas também entre as próprias redes sociais. Cada uma delas quer que os usuários gastem mais tempo dentro de seu território, consumindo informações e publicidades disponíveis. Não é interessante para o Facebook enviar os usuários para outro site, correndo o risco de não tê-los de volta em seguida”, disse, em nota a EXAME, Cassia Messias, country manager da Socialbakers Brasil.

O relatório indica um mudança de comportamento no consumo de conteúdo no mesmo ano, 2016, em que mais de 60% dos acessos a redes sociais vieram dos smartphones.

O consumo global de vídeos chegou a representar 4.375.000 terabytes por mês, dados de internet necessários para que você possa assistir os vídeos com reprodução automática no Facebook. Para 2017, a consultoria estima que o valor chegar a 7.225.123 terabytes.

A perda de relevância dos links na linha do tempo dos internautas havia sido indicada por executivos do próprio Facebook. A rede social caminha para se tornar uma plataforma de vídeos, como é o YouTube atualmente. [Lucas Agrela]

#LikeAGirl: nova campanha de Always estimula adolescentes a conquistar autoconfiança

“Fracasso não é derrota. Fracasso é um impulso para continuar crescendo”. A frase faz parte da nova campanha da Always, que deseja encorajar as adolescentes a aumentarem sua autoconfiança e não terem medo de falhar em qualquer situação da vida.

Essa já é a quarta versão da campanha intitulada “LikeAGirl” (#TipoMenina), lançada em 2014. Esse ano,  ela segue os resultados da Pesquisa de Confiança e Puberdade de Always.

O estudo revela que metade das garotas tem medo do fracasso durante a fase da adolescência. Esse medo é tão intenso que muitas jovens deixam de aproveitar oportunidades de crescimento e realmente paralisam frente a uma decisão. Em média, 7 entre 10 meninas evitam tentar coisas novas durante por medo de falhar.

Por isso, a marca se vê na obrigação de incentivar que as meninas abracem o fracasso e o utilizem como um impulso para construir a autoconfiança, empoderando essas jovens a continuarem crescendo e seguindo em frente.

No vídeo lançado hoje, vemos meninas em situações da vida real que capturam o quão intenso pode ser o medo de falhar e como isso se reflete no dia a dia delas.

De acordo com a Fase II do Estudo Confiança e Puberdade de Always, após assistirem ao vídeo “#LikeAGirl”, a maioria das pessoas (76% das mulheres na faixa dos 16 a 24 anos e 59% dos homens) disse que o vídeo mudou sua visão sobre a expressão “tipo menina”. []

YouTube expande serviço de TV para 14 mercados nos EUA

Juntamente com a operadora de TV Sinclair, o YouTube terá acordo para transmitir afiliadas da ABC, FOX e NBC

Sem título.png90O Google, da Alphabet, expandiu o serviço de transmissão de TV do YouTube para 14 novos mercados nos Estados Unidos nesta quinta-feira, 17. O objetivo  agora é atingir metade das famílias norte-americanas com 17 mercados adicionais a serem lançados ao longo das próximas semanas, disse a empresa nesta quinta-feira.

O YouTube está ampliando o acesso à transmissão de TV ao vivo, à medida que os mais jovens assistem programas online e as redes de transmissão tradicionais lidam com o envelhecimento demográfico entre os telespectadores.

A operadora de TV Sinclair declarou nesta quinta-feira que tem acordo com o YouTube TV para transmitir suas afiliadas ABC, CBS, FOX e NBC em nove dos 14 novos mercados. O grupo também tem estações em 11 dos 17 mercados em que o YouTube TV entrará em algumas semanas.

Os novos mercados incluem Boston, Cincinnati e San Antonio. Austin e Indianapolis estão entre os próximos lançamentos. O YouTube não comentou o número de assinantes de serviço de transmissão. [Reuters]

A Noiva | Tradições bizarras viram pesadelo de protagonista em novo trailer

A Noiva, filme de terror russo do diretor Svyatoslav Podgayevsky, ganha novo trailer. Confira:

O longa conta a história da noiva Nastya, interpretada pela novata Victoria Agalakova, que visita a família do seu futuro noivo e se vê em meio a tradições e rituais bizarros, comuns na Europa Oriental e na União Soviética, como tirar fotos com os mortos.

A produção conta ainda com Alexandra Rebenok, Igor Khripunov, Lada Churovskaya e Victor Solovyov.

A Noiva estreia nos cinemas no dia 21 de dezembro. [Mariana Canhisares]

Família negra com pais homossexuais estrela campanha da marca de luxo Acne Studios

Sem título.png90.jpgKordale Lewis e Kaleb Anthony e seus filhos Desmiray, Maliyah, Kordale Junior e Kaleb Junior são os astros da campanha de outono/inverno da Acne Studios Foto: Inez and Vinoodh/Acne Studios/Divulgação


Pela primeira vez na história, um casal negro e homossexual estampa uma campanha de moda de uma marca européia. Os norte-americanos Kordale Lewis e Kaleb Anthony estrelam as novas fotos da grife sueca Acne Studios,  acompanhados de seus quatro filhos: Desmiray, Maliyah, Kordale Junior e Kaleb Junior.

1503002122491 (1).jpgO casal se tornou famoso em 2014, ao publicar no Instagram uma foto deles arrumando o cabelo das meninas. “Ser pais é acordar suas filhas às 5:30, fazer café da manhã, as vestir pra escola e colocá-las no ônibus às 6:30”, dizia a legenda da foto. A postagem teve mais de 53,7 mil curtidas e 5.953 comentários.

Mary Queen of Scots | Veja a primeira foto de Saoirse Ronan como Mary Stuart

Mary Queen of Scots, filme sobre Mary Stuart, ganhou sua primeira imagem que mostra Saoirse Ronan no papel principal (via The Playlist):

mary17Josie Rourke comanda o longa, que tem roteiro do criador de House of CardsBeau Willimon. Coroada rainha da Escócia quando tinha apenas um ano, Mary Stuart (1542-1587) ocupou também o trono da França depois de se casar, em 1558, com Francis II. Dois casamentos depois, forçada a abdicar em 1567, ela buscou a ajuda de sua prima Elizabeth I da Inglaterra, cujo trono Mary exigira anteriormente com o apoio dos católicos ingleses (que perderam poder no reinado de Elizabeth). Percebida como uma ameaça, Mary ficou presa a mando de Elizabeth por 18 anos, em castelos e mansões no interior da Inglaterra, até ser julgada e executada por seu envolvimento em planos de assassinar Elizabeth I.

Por enquanto o filme não tem data de lançamento. A história de Mary Stuart também foi contada recentemente na série de TV Reign. [Camila Sousa]