Kate Moss – Harper’s Bazaar US Setembro 2017 by Nikolai von Bismarck

Sem título.png90Kate’s New Obsession
for Calvin Klein
Harper’s Bazaar US
September 2017
www.harpersbazaar.com
Photography: Nikolai von Bismarck
Model: Kate Moss
Styling: Elissa Santisi
Hair: Sam McKnight
Make-Up: Hung Vanngo
Manicure: Charly Avenell
Set Design: Gillian O’Brien
Harpers Bazaar USA September 2017-107 (1)Harpers Bazaar USA September 2017-103

Mulher-Maravilha | Geena Davis quer participar da continuação

Geena+Davis+FOX+2016+Upfront+Red+Carpet+vbJe08YwfjrlGeena Davis quer participar do próximo filme da Mulher-Maravilha. A atriz afirmou que adorou a primeira produção e revelou que chegou a pedir para Patty Jenkins um papel na continuação (Via EW).

“Eu encontrei com ela e falei, ‘eu tenho certeza de que você irá fazer a sequência e se precisar de alguém para ser uma Amazona, eu estou aqui. Estou disponível’. Eu amei [o primeiro filme] e quero mais longas desse tipo. Meu sonho é ter um show em uma plataforma de streaming onde eu possa ser durona”.

A cineasta ainda não fechou contrato para continuação, mas o acordo está próximo. Segundo o Deadline, a diretora pode se tornar a mais bem paga de todos os tempos.

Mulher-Maravilha 2 chega aos cinemas em 13 de dezembro de 2019. A personagem aparece antes em Liga da Justiça, que tem estreia marcada para 16 de novembro.

Studio Gang e nAOM selecionados como finalistas para redesenhar a Torre Montparnasse em Paris

Sem título.png90Studio Gang e nAOM (Franklin Azzi Architecture / Chartier Dalix / Hardel-Lebihan Architectes) foram selecionados como as duas equipes finalistas que competem pelo redesenho da infame Torre Montparnasse de Paris, superando uma lista de estrelas que incluiu OMAMAD Architects (China) + DGLA (França), Architecture StudioDominique Perrault Architecture, e PLP Architecture.

O concurso pediu às equipes que enviassem uma proposta para a torre que “não só cria uma identidade nova poderosa, dinâmica e arrojada para a Torre Montparnasse, mas também aborda todos os desafios envolvidos em termos de acessibilidade, conforto e desempenho energético dos usuários”.

“Ficamos bastante impressionados com o alto padrão de todas as sete propostas apresentadas, mas tivemos que fazer uma escolha. Afinal, é disso que as competições tratam!”, explicou o júri em sua decisão. “Ambas as propostas finais atendem aos requisitos do cliente em termos de uma declaração urbana arrojada, desempenho ambiental e acessibilidade de usuários de alta qualidade “.

“A Cidade de Paris está encantada com o excelente nível de propostas concorrentes nesta fase final do concurso”, disse Jean-Louis Missika, vice-prefeito de Paris para o planejamento urbano, a arquitetura, a atratividade, o desenvolvimento econômico e das Iniciativas da Grande Paris (Grand Paris)”. Ambos os candidatos demonstraram uma compreensão pericial dos desafios urbanos colocados pela Torre Montparnasse. Suas propostas permitirão que a torre se adapte aos desafios do século XXI e estabeleça um novo marco na paisagem urbana moderna de Paris”.

O projeto de 300 milhões de euros será totalmente financiado pelos coproprietários do edifício, o que significa que não terá qualquer custo para os contribuintes. O projeto vencedor será anunciado em setembro. A construção está programada para começar em 2019, com a conclusão prevista para 2023.  Traduzido por Eduardo Souza

Notícia via Demain Montparnasse.

Gregory Robert, o pantera cor-de-rosa da vida real!

160817gregorypink12-600x600Se Gregory Roberts estivesse no filme “Meninas Malvadas” sua fala seria: “Todos os dias usamos rosa”

Gregory Robert é um modelo francês de 25 anos que tem uma filosofia de vida bem interessante: use rosa! O parisiense faz sucesso no Instagram por compartilhar seus looks incríveis (quase) sempre com peças em salmão, coral, rosinha, pink… todo tipo de rosa que você imaginar!

Projeto chamado Pinkvision, com fotos de várias pessoas vestindo rosa! O mais bacana é que ele prova que todos podem (e devem) usar a cor – sem aquele preconceito bobo que rosa só deve ser usado por mulheres, não é? Que tal se inspirar? [Lilian Pacce]

Em sua 6ª edição, DW! SP expande seus domínios e ganha novos personagens

1503085573547.jpgCriada pelo arquiteto Felipe Bezerra e pelo designer André Gurgel, do Estúdio Mula Preta, a poltrona Donut, apresentada na BoomSPDesign, tem formato baseado no desenho de uma rosquinha. A ideia foi retratar, de maneira bem-humorada, a relação entre comida e pessoas. Foto: Mula Preta/Divulgação


Festivais e semanas de design não nascem do nada, nem acontecem pelo simples desejo de seus promotores. Nas capitais do mundo, onde eles já fincaram raízes, são, antes de tudo, sintoma de vigor criativo, intensa sinergia urbana, além de uma azeitada relação entre todos os setores envolvidos na difusão de bens de consumo: indústria, comércio e mídia.

Sob essa perspectiva, não restam dúvidas de que sobram credenciais para garantir a São Paulo um lugar cativo na concorrida agenda do design internacional. Como bem atesta, aliás, a última edição do DW!, ou Design Weekend local; evento que em sua 6ª edição, encerrada no último dia 13, reuniu nada menos do que 300 expositores, espalhados por 120 pontos da cidade. Números que já o posicionam como o maior festival de seu gênero na América Latina.

Uma expansão rápida, sem dúvida, mas que, no entender de Lauro Andrade, idealizador e promotor do evento, responde a motivações bem precisas. “Três valores fundamentais do design são abordados durante o DW!. O primeiro é seu poder de integrar criatividade, tecnologia e estética. O segundo, sua capacidade de induzir à inovação, agregando valor aos produtos e, o terceiro, sua capacidade de decodificar tecnologias para o usuário final”, afirma.

Igualmente salutares, parecem crescer o envolvimento da população com o festival, bem como o número de lançamentos assinados por profissionais de outras áreas – em especial arquitetura, arte e moda – em um saudável exercício de contaminação criativa que você comprova nas próximas páginas. Por ora, boa leitura. E vida longa à semana de design paulistana.

Conheça o brutalismo de Boston com este novo mapa da Blue Crow Media

Brutalist_Boston_Map_x_City_Hall_-_Credit_Chris_Grimley_Michael_Kubo_and_Mark_PasnikEm seu nono guia arquitetônico, a editora londrina Blue Crow Media destaca os edifícios brutalistas da cidade de Boston. O mapa foi criado por Chris Grimley e Mark Pasnik, juntamente com Michael Kubo, autores do livro “Heroic: Concrete Architecture and New Boston“. O mapa destaca mais de quarenta exemplos de arquitetura brutalista localizados na região de Boston.

Trabalhos aclamados como o Boston City Hall, feito por Kallmann, McKinnell e Knowles, o Centro de Serviço do Governo de Paul Rudolph e a Escola Madison Park de Marcel Breuer são apresentados no guia. Ele inclui também o único edifício norte-americano de Le Corbusier, o Carpenter Center para Artes Visuais. A Biblioteca Charlestown Branch de Eduardo Catalano e a Escola Josiah Quincy de The Architects Collaborative são exemplos de obras menos conhecidas.

Projetos de infra-estrutura em concreto construídos nas décadas de 1960 e 1970, como hospitais, universidades e edifícios governamentais, fizeram parte de um esforço de renovação urbana chamado “New Boston”. O legado da arquitetura de concreto da cidade se proliferou através de uma variedade de obras institucionais e comerciais espalhadas por toda a região. A revitalização teve como objetivo modernizar, embora muitos esforços de renovação urbana tenham deixado algumas comunidades divididas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Mapa Brutalista de Boston faz parte de uma série, que inclui cidades como Paris e Sydney, da Blue Crow Media, que explora a arquitetura do século XX. De acordo com a editora, os mapas são projetados para afirmar a importância da arquitetura brutalista, que muitas vezes tem sido objeto de polarização no debate público.

Disponível por US $ 10 USD, 9 € e £ 8 aqui, o guia apresenta uma introdução à arquitetura na região, juntamente com fotografias e detalhes de cada edifício. Mapas para Nova York e Tóquio serão lançados ainda este ano.  Traduzido por Camilla Sbeghen

Via Blue Crow Media.

Residência na Montanha Franklin / hazelbaker rush

extsouth79979_2_smDo arquiteto. As montanhas Franklin se estendem no extremo norte de El Paso, como uma península de natureza rochosa na paisagem urbana da cidade, elevando-se 700 metros sobre o vale do Rio Grande. O terreno da residência está localizado aos pés da montanha Franklin, 240 metros sobre a cidade, posicionado acima de um pequeno desfiladeiro com vistas ao centro de El Paso e Juárez ao sul.

A medida que a acidentada paisagem nativa desce pela ladeira e encontra o volume da residência, a terra começa a ser percebida como mais controlada e cultivada. O terreno escarpado converte-se em uma série de terraços que retardam o fluxo de água. Este oásis montanhoso é enriquecido com suculentas nativas e cactos além de vegetações rasteiras coloridas e aromáticas. Um ecossistema sustentável de pequena escala para uma família que converteu um terreno “duro” em um santuário.

A inclinação permite que a residência de três pavimentos mantenha uma conexão direta com o exterior em cada nível. Os espaços utilitários estão no primeiro pavimento com as funções de estar, cozinha e jantar no segundo pavimento e o dormitório mais privativo e áreas de recreação da família no terceiro nível. Os picos das montanhas ao leste atrasam os primeiros raios de sol até muito tarde. Ao sul, a inclinação cai abruptamente no córrego profundo onde cedo pela manhã ou pela tarde, as águias reais e os falcões percorrem as correntes térmicas até os desfiladeiros mais altos em busca da sua próxima refeição. Frequentemente, as crianças despertam e vêm cervos e coelhos pastando na flora recém plantada ao longo do pátio sul, às vezes encontrando a evidência do felino local. Cada noite, quando o sol se põe, o céu se ilumina e o estar ao ar livre converte-se no melhor lugar para ver o céu desvanecer de vermelho a alaranjado a índigo profundo a medida que as luzes da cidade de Juaréz iluminam o vale ao sul.

Próximo a parte superior do terreno existe uma mina de quartzo abandonada. Os cristais angulares dispersos na parte leste do lugar – objetos bonitos e estranhos entre as pedras cinzas – converteram-se em uma inspiração para a massa da residência. Um volume tradicional de estuque de cal branco abriga as habitações e a área privada da família e se equilibra com uma massa estereotômica de basalto cinza local, utilizando o estilo dos muros de todo o povoado que coincide com o entorno e é tão presente no local que, desde uma distância os pavimentos mais baixos quase desaparecem e a massa branca do dormitório parece flutuar na paisagem.

Os materiais estão diretamente relacionados com o artesanato vernacular de El Paso; tijolos de pedra, estuque liso, trabalhos de aço relacionados com o trem e artigos de couro relacionados com a história dos vaqueiros. Nos momentos em que um se acopla diretamente à edificação, as maçanetas das portas e os puxadores dos armários estão feitos com aço preto com um pequeno detalhe de couro para suavizar e dar calidez às bordas frias. Os materiais naturais são utilizados de maneira pouco convencional para expressar claramente um refinamento da arte vernacular.  Traduzido por Camilla Sbeghen

Este slideshow necessita de JavaScript.

Arquitetos: hazelbaker rush
Localização: El Paso, Estados Unidos
Área: 483 m2
Ano do projeto: 2015
Fotografias: Casey Dunn
Fabricantes: Supreme, Western Window
Construtora: Cullers & Caldwell Builders
Engenharia Estrutural: Harris Engineering Services

Madonna compartilha clique em família

Sem título.png90
Madonna com os filhos (Foto: Reprodução/Instagram)


A rainha do pop, Madonna, fez 59 anos na terça-feira (11) e para comemorar celebrar a data, ela reuniu amigos e familiares em uma festa temática em Lecce, na Itália.

Na sexta-feira (18), ela compartilhou uma foto ao lado dos 6 filhos. Na imagem, Madonna está com Rocco, de 17 anos, David, 11, Lourdes, 20, Mercy James, 11, e as gêmeas Esther e Stella, de 4 anos. “Aniversário”, escreveu a cantora na legenda do clique.

Os seguidores da diva adoraram o registro. “Merece um quadro esta foto”, comentou uma fã. “Família adorável”, elogiou outro. Uma internauta comentou: “Uma mãe e crianças maravilhosas”.

Natalie Westling – W Magazine Setembro 2017 by Zoë Ghertner

Sem título.png90.jpg99.jpg
Beguile
W Magazine September 2017
www.wmagazine.com
Photography: Zoë Ghertner
Model: Natalie Westling
Styling: Melanie Ward
Hair: James Pecis
Make-Up: Aaron de Mey
Manicure: Gina Edwards
Set Design: Spencer Vrooman