Tendência: invista na cor mostarda

Vibrante como o sol, o mostarda é forte tendência nas passarelas, tanto em peças confortáveis de tricô quanto em clássicas como as de alfaiataria. Quer dar mais bossa ao look? Aposte em botas brancas para compor um visual urbano e moderno. Abaixo, sugestões de como usar a cor.

Fotos Gustavo Ipolito (MLages), Styling André Puertas, Produção Executiva Vandeca Zimmermann

Sem título.jpgOs três tons de mostarda deixam o look atual (Foto: Gustavo Ipolito (MLAGES))


Casaco Bottega Veneta, R$ 10.970. Camiseta Intimissimi, R$ 69. Calça Forever 21, R$ 100. Bandana B.Luxo, R$ 25. Relógio Orient, R$ 498. Botas Carmen Steffens, R$ 500

038a041_mc317_hi_lo-02O cinza do trench coat faz par perfeito com o mostarda da calça e do tricô  (Foto: Gustavo Ipolito (MLAGES))


Trench coat Burberry, R$ 8.395. Tricô Bo.Bô, R$ 998, sobre tricô Seiki, R$ 140. Calça Renner, R$ 199. Óculos Ray-Ban, R$ 520. Anéis Romannel, de R$ 95 a R$ 648

038a041_mc317_hi_lo-03.jpgDá para ousar nas estampas: a jaqueta, num estilo de onça moderna, dá personalidade ao look  (Foto: Gustavo Ipolito (MLAGES))


Jaqueta Louis Vuitton, R$ 10.200. Tricô Marisa, R$ 60. Bermuda A. Niemeyer, R$ 791. Brinco My Gloss, R$ 499. Anel Swarovski, R$ 479. Meias Lupo, R$ 18. Botas Constance, R$ 250

038a041_mc317_hi_lo-04Branco e mostarda: um clássico contemporâneo (Foto: Gustavo Ipolito (MLAGES))


Colete Zoomp, R$ 1.909. Moletom Adidas, R$ 270. Saia Cholet, R$ 330. Brincos Riachuelo, R$ 26. Botas Louis Vuitton, R$ 6.550

038a041_mc317_hi_lo-05.jpgNeste look, até a armação do óculos ganhou um toque do mostarda (Foto: Gustavo Ipolito (MLAGES))


Moletom À La Garçonne + Hering , R$ 180. Camisa MyFavoriteThing(s), R$ 280. Saia Cris Barros, R$ 1.242. Óculos Livo, R$ 399. Bolsa Dani Cury, R$ 1.144. Anel Maria Dolores, R$ 224. Botas Carmen Steffens, R$ 500

038a041_mc317_hi_lo-06.jpgO blazer xadrez quebra o monocromático da composição (Foto: Gustavo Ipolito (MLAGES))


Tricô Lucas Magalhães, R$ 1.900. Blazer Bobstore, R$ 1.850. Tricô UMA, R$ 485. Calça MyFavoriteThing(s), R$ 280. Brincos Morana, R$ 39


Modelo Jaque Cantelli (Ford Models)
Beleza Guilherme Casagrande (FS.AG) com produtos Sisley
Assistente de fotografia Guga Ribeiro
Assistente de beleza Kiyomi Hayashi
Produção de moda Lucas Fernandes
Tratamento de imagem 2labstudio
Agradecimento Oppa Design (móveis)

Jovens dos EUA trocam Facebook por Instagram e Snapchat

Os adolescentes e adultos jovens americanos migraram paulatinamente do Facebook para o Instagram e o Snapchat, atraídos pelo perfil mais visual destas redes sociais, segundo um estudo da empresa eMarketer publicado nesta terça-feira.

O número de “usuários mensais ativos” (que entram ao menos uma vez por mês) do Facebook nos Estados Unidos com entre 12 e 17 anos este ano “diminuirá 3,4% em comparação com 2016, para 14,5 milhões”, uma redução que “se acelera”, pois a queda no ano passado foi de apenas 1,2%, aponta a eMarketer.

A diminuição observada entre os mais jovens “empurra para baixo” o crescimento do número total de usuários do Facebook, que se espera que aumente 2,4%, até 172,9 milhões de pessoas, nos Estados Unidos.

Segundo a eMarketer, o Instagram – a plataforma para compartilhar fotos propriedade do Facebook – e o serviço de mensagens Snapchat se beneficiam deste desinteresse.

“Vemos adolescentes e adultos jovens migrando para o Snapchat e o Instagram. Ambas as plataformas são bem-sucedidas porque estão mais em sintonia com a sua forma de se comunicar, ou seja, com os conteúdos visuais”, explica o analista Oscar Orozco, citado no estudo.

A pesquisa de mercado prevê também que a quantidade de usuários do Snapchat nos Estados Unidos crescerá 25,8%, até 79,2 milhões, um aumento impulsado pelos jovens de 18 a 24 anos, que deveriam aumentar para 24,4 milhões (+19,2% em relação ao ano passado), mais numerosos do que no Facebook, que atrairá 23,5 milhões.

Como resultado, “pela primeira vez” este ano, a eMarketer prevê que adolescentes e jovens adultos (12-24 anos) sejam mais numerosos no Snapchat do que no Facebook ou no Instagram.

Os usuários do Instagram aumentarão 23,8% em 2017, até chegar a 85,5 milhões, dos quais 22,1 milhões terão entre 18 e 24 anos. Os menores de 12 anos aumentarão 19% e os que estão na faixa de 12-17 anos aumentarão 8,8%, segundo a eMarketer. [AFP]

Can Xomeu Rita / Marià Castelló Martínez

01Do arquiteto. Can Xomeu Rita é uma pequena habitação que se apropria do nome da fazenda tradicional do interior da ilha de Formentera, onde está implantada. Sua localização no território responde a uma clareira da vegetação próxima ao campo de trigo e aveias existentes no terreno, onde o alinhamento com os traços dos muros de pedra seca existentes coincide com a boa orientação para o sul, assim como com uma área adequada para recuperar a água da chuva em uma cisterna.

A simplicidade do programa é refletida na planta mediante três franjas que vão desde a parte mais pública – orientada ao sul com o acesso e as melhores vistas- até a área noturna na parte norte, na qual os dormitórios se abrem para o eixo leste-oeste. Na franja central fica um espaço diáfano de relação, cozinha e sala de jantar.

O desenho bioclimático da residência é fundamentado no feito de aproveitar a ventilação cruzada no interior para garantir um ambiente fresco durante os meses de verão, graças à análise dos ventos dominantes. Do mesmo modo, a profundidade da varanda foi dimensionada para permitir os aportes da radiação solar no interior durante o inverno e, em troca, gerar sombra e frescor durante o verão.

O baixo orçamento com que contava a intervenção também se manifesta na tectônica do edifício, que mostra como ela foi realizada. Termoargila, madeira de pinus, calcário e cal permanecem aparentes, como acabamentos que conformam soluções construtivas transpiráveis que brindam calidez, conforto e saúde ao lar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Arquitetos: Marià Castelló Martínez
Localização: Espanha
Área: 69.0 m2
Ano: 2016
Fotografias: Marià Castelló
Estrutura: Ferran Juan
Arquitecto Técnico: José Luís Velilla Lon
Arqueologia: Glenda Graziani Echávarri
Colaboradores: Marga Ferrer y Natàlia Castellà
Construtor: Motas Proyectos e Interiorismo S.L.

Explore os espaços sagrados do Museu Katyn de BBGK Architekci neste vídeo

Neste vídeo, BBGK Architekci leva você ao seu recém-finalizado Museu Katyn, em Varsóvia, na Polônia, um espaço dedicado aos eventos do Massacre de Katyn na Segunda Guerra Mundial. Selecionado como finalista do Prêmio Europeu de Arquitetura Contemporânea Mies Van der Rohe 2017, o projeto faz a ponte entre uma estrutura histórica existente e uma nova intervenção através do uso de materiais e do sequenciamento de espaços sagrados e comoventes.

Assista ao vídeo para um passeio pelo museu, com comentários de críticos, incluindo Aaron Betsky, o diretor do Departamento de Proteção ao Patrimônio Histórico de Varsóvia, Michał Krasucki, e a editora-chefe da revista polonesa Architektura-Murator, Ewa P. Porębska. [

In Residence: Mattia Bonetti

O retiro à beira-mar do artista e designer Mattia Bonetti, de Paris, no Lago Lugano, no sul da Suíça. Os móveis, a iluminação e os objetos de Bonetti podem ser encontrados nas coleções do Centre Pompidou, em Paris, do Museu Nacional de Design Cooper-Hewitt, em Nova York, e do Victoria & Albert Museum, em Londres, entre outros. Mais recentemente, Bonetti apresentou uma seleção de novos trabalhos em Londres através de sua galeria de mais de trinta anos, David Gill.

George e Amal Clooney doam R$ 3,16 milhões para ONG que combate grupos de ódio

3000George Clooney e sua mulher vão ajudar instituição que combate grupos de ódio. A decisão foi tomada após grupos de supremacistas brancos realizarem manifestações em cidades dos Estados Unidos.

“Amal e eu queremos adicionar nossa voz e oferecer assistência financeira para a luta por igualdade que está em andamento. Não há dois lados na intolerância e no ódio”, declarou Clooney ao jornal The Guardian.

Através da Clooney Foundation for Justice, instituição criada pelo casal em 2016, eles pretendem cooperar com a Southern Poverty Law Center, organização não governamental que monitora as atividades de grupos de ódios domésticos e de outros extremistas. Clooney e sua mulher doaram U$ 1 milhão (aproximadamente R$ 3,16 milhões) para a ONG.

“O que aconteceu em Charlottesville e o que está acontecendo em comunidades ao redor do país demanda nosso engajamento coletivo para enfrentar o ódio”, defendeu.

Glória Maria é capa (e recheio) da revista do Cidade Jardim

glor.jpgGlória Maria é capa (e recheio) da revista do Cidade Jardim (Foto: Divulgação)


Para sempre fantástica! Glória Maria é a capa da nova edição da revista do Cidade Jardim, publicada pelas nossas Edições Globo Condé Nast e com direção de Bruno Astuto.

Encarnando as divas da disco music dos anos 70 e 80, Glória dá um banho de cultura, informação e entrega parte da receita de sua boa forma. “Não como nenhum tipo de creme, não tomo refrigerante e estou sempre em movimento”, diz ela na entrevista feita por Bruno Astuto. “Sempre vivi livre, leve e solta”.

O ensaio exclusivo com a apresentadora foi feito pelas lentes de Jacques Dequeker, com direção de moda de Barbara Migliori, styling de Alexandra Benenti e beleza de Max Weber. A revista sai nesta sexta-feira, dia 25 de agosto, cheia de novidades deliciosas.

Ela comenta o fato de ter virado uma das rainhas dos memes da Internet ao pular no bungee jump mais alto do mundo em Macau e fumar ganja numa cerimônia religiosa na Jamaica.

“Para você ver como o mundo anda careta, né? Como eu poderia ir lá e passar batido de um assunto pelo qual o país é famoso mundialmente? Mas o bom desse programa foi mostrar que a Jamaica vai muito além da maconha ou do Bob Marley. E agora está na moda. Todo mundo quer ir para a Jamaica”.

De idade nova desde o último dia 15, ela afirma que pretende levar o número para o túmulo. “Nem minha mãe sabe mais a minha idade. Quando você começa a contar os anos, o tempo fica furioso e começa a agir contra você. E eu o quero a meu favor”.

Ela atribui sua forma invejável ao fato de nunca ficar parada: “Não paro nunca, só na hora de dormir. Medito andando no calçadão. Não fico parada em posição zen para contemplar, não sou iogue nem vivo no alto da montanha. Minhas pernas acompanham a minha mente em ebulição”.

Nubank vai usar geolocalização de smartphone para evitar fraudes

1496799674735.jpgAtualmente, cerca de 500 mil pessoas aguardam aprovação na Nubank


A startup brasileira de cartões de crédito Nubank vai começar a usar a localização do smartphone do usuário para prevenir transações fraudulentas. A novidade apareceu em uma atualização na política de privacidade da empresa nesta semana.

A partir de agora, o texto inclui a frase “dados de geolocalização que não permitam identificar o cliente individualmente podem ser compartilhados com eventuais provedores desse serviço”. É uma medida simples: como muita gente carrega o celular para onde quer que for, essa é uma forma fácil de saber se a compra foi feita no mesmo lugar que o cartão está sendo utilizado.

Segundo o Nubank, em nota enviada ao Estado, “a empresa está sempre procurando maneiras de simplificar e melhorar a experiência com o aplicativo”. Além disso, a empresa diz que quer tornar as compras mais seguras, bem como “conhecer melhor o perfil de uso dos clientes para ajustar limites no futuro”.

A startup brasileira não é a primeira a fazer isso: no exterior, as bandeiras de cartão Visa e MasterCard já usam sistemas semelhantes com seus aplicativos. A assessoria da Visa disse que a função ainda não está disponível no Brasil.

Caso você não queira dividir os dados de localização do seu smartphone com o Nubank, é possível alterar isso no sistema da empresa.

Caso você use Android, por exemplo, a alteração pode ser feita no menu Configurar, na aba de aplicativos. Procure pelo Nubank na lista, seleciona o menu de “Permissões” e desative a opção Localização. No iOS, isso vale para o menu “Ajustes”, depois “Privacidade”, aí entre em “Localização” e desative o Nubank.

Kombi está de volta em versão elétrica

Volkswagen anuncia que produzirá novo modelo até 2022

db2017au00543_small.jpgEm janeiro deste ano a alemã Volkswagen apresentou durante o salão de Detroid o I.D. Buzz, um carro conceito que, nada mais é, do que uma versão bastante hi-tech de uma velha conhecida da marca: a Kombi.

A ideia causou alvoroço entre os fãs do modelo clássico – e tanto burburinho parece ter chamado atenção da marca alemã. Após receber diversas cartas e e-mails clamando pelo veículo, Herbert Diess, presidente da Volkswagen, anunciou que marca irá sim produzir a nova Kombi – e com lançamento marcado para 2022.

Com design retrô, que busca agradar os mais nostálgicos, a nova versão é também bem mais moderna do que a antiga. Ela não só será elétrica, mas terá também uma série de assessórios de última geração, como, pro exemplo, softwares que reconhecem suas preferências e indicam caminhos de acordo com suas necessidades, além da tão sonhada direção autônoma – que com um simples empurrão pode ser recolhida para o painel, liberando o motorista de sua função.

Aparentemente mais compacta por fora, a nova van tem o interior mais espaçoso, já que as baterias serão colocadas no chão do veículo, e, segundo o vídeo de lançamento, poderá ser usada por seus passageiros como uma “confortável sala de estar”.

Por outro lado, para os que costumavam usar a Kombi para trabalho e não tanto para viagens, a Volkswagen promete uma versão “cargo”. Sem bancos, este micro-ônibus permitirá que empresas realizem grandes entregas com índice zero de poluição.

Com iluminação interna variável, podendo ser tanto branca e fria, quanto amarela e aconchegante, a van do futuro tem 4,94 m de comprimento, 3,3 m de largura e 1,96 m de altura, e pode chegar a 160 km/h, com autonomia para uma viagem de 434 km de distância. Giovanna Maradei I Fotos Divulgação