Residência Au Yeung / Tribe Studio Architects

TRIBE_AuYeung_KatLu_01Do arquiteto. Um modesto, porém bem construído, bangalô dos anos 30 em uma região frondosa dos subúrbios de Sydney foi adaptado pelo escritório Tribe Studio com um pavilhão de jardim e uma série de flores decorativas, reduzindo seu impacto e acomodando o novo programa sob uma cobertura de duas águas.

A casa original era bem construída e encantadora, com um toque a mais de capricho em sua apresentação: uma parede de tijolos colocados em formato espinha de peixeum glorioso resplendor de tijolos sobre a porta que agora reflete na nova extensão posterior, e alguns detalhes no estilo Tudor. No entanto, a localização, o planejamento e a eficiência energética eram ruins.

Nossa encomenda pedia que a casa se transformasse para comportar um estilo de vida de uma família jovem. Isso nos deu a oportunidade de tratar de forma mais completa o jardim, para explorar o caráter da casa e da região, que consta predominantemente de casas térreas decoradas com belos e frondosos jardins.

A casa reformada é muito compacta e, apesar disso, tem um forte ar suburbano: vários dormitórios, banheiros e espaços de estar. Sua pequena interferência no entorno e a expressão de um piso térreo preservam o sentido da pequena casa dentro de um jardim estabelecido, consistente com outras residências na área, realçando a paisagem da rua.

A parte posterior foi tratada com tanto cuidado, atenção e capricho, quanto a fachada frontal de tijolos decorativos original, que reflete a inversão dos valores suburbanos de “melhor frente orientada para a rua”, dando lugar ao foco no jardim posterior e nas áreas de entretenimento.

A forma é sutil – uma crista estendida para criar um pórtico, dando espaço a novos dormitórios e um banheiro. As janelas Dormer dobram-se por trás das elevações chave, faceando os limites laterais.

A materialidade foi conservada: uma celebração de tijolos decorativos, telhas cobertas com líquen. Honramos o tecido da herança desta casa usando um nível de qualidade e detalhe na nova elevação do jardim traseiro. O tijolo na frente aparece na nova elevação traseira, as leves janelas frontais transformam-se em janelas emolduradas em aço na parte posterior. Trata-se de uma espécie de referência e resposta à paleta de materiais entre as faces públicas e privadas do edifício. O hardware sólido de latão e mármore utilizado em toda a casa é colaboração de Tribe Studio, BITPART, desenhado e fabricado na Austrália.

Em termos de sustentabilidade, o foco aqui foi o planejamento inteligente, a flexibilidade de uso e um toque leve. O impacto da residência foi reduzido e o novo alojamento se acomoda sobre uma extensão de cobertura. Os pequenos tamanhos dos dormitórios respeitam a ordem original da casa, enquanto adiciona usos múltiplos. A casa agora possui células fotovoltaicas, tanques de coleta de água, sistema de calefação hidrônico, massa térmica alta e ventilação cruzada funcional. ArchDaily Traduzido por Julia Brant

Este slideshow necessita de JavaScript.

Arquitetos: Tribe Studio Architects
Localização: Roseville, Austrália
Arquitetos Encarregados: Hannah Tribe, Miriam Green, Henry Berresford
Área: 182.0 m2
Ano do projeto: 2016
Fotografias: Katherine Lu
Fabricantes: Bowral Bricks, Dulux Paint, BitPart
Empreiteiro: Daniel Girling-Butcher
Engenharia: Cantilever Consultants

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s