Apple e Amazon estariam em uma guerra de licitação pelos direitos da franquia 007

James-Bond-Apple-Amazon-RightsFontes não divulgadas estão dizendo ao The Hollywood Reporter que a briga pelos direitos de distribuição dos filmes de James Bond acabou de ganhar dois novos competidores: Apple e Amazon. Até agora, a Warner Bros. vinha na frente, com o melhor lance, mas sejamos honestos: a Apple e a Amazon têm bolsos mais fundos.

Duas das maiores empresas de tecnologia do mundo entrando em uma guerra de licitação por uma franquia icônica como 007 é algo importante. Se as informações forem verdadeiras, a tão esperada mudança de controle da indústria do cinema de Hollywood para o Vale do Silício poderá estar se desdobrando diante de nossos olhos. E embora já tenhamos visto a Amazon Studios fazer jogadas sérias no cinema, conquistando dois Oscars com Manchester À Beira-Mar, ainda não sabemos muito sobre o que a Apple pode querer fazer. Eis as pistas do THR:

Fontes dizem que os recém-chegados executivos Zack Van Amburg e Jamie Erlicht estão liderando os esforços em nome da Apple. Considerando seus históricos (a dupla foi co-presidente da Sony Pictures Television e chocou a indústria ao anunciar em junho que sairia para a Apple), isso deveria sugerir que a Apple está interessada em conseguir um acordo maior por direitos ou então adquirir propriedade completa para tirar proveito do potencial ainda fortemente não explorado de Bond na TV. A avaliação da franquia pode estar em torno de US$ 2 bilhões a US$ 5 bilhões, segundo uma fonte interna.

Vamos esclarecer uma coisa: com mais de US$ 260 bilhões à disposição, a Apple tem dinheiro suficiente para comprar os direitos de distribuição de James Bond. Ela tem dinheiro para comprar a franquia inteira se a MGM e a Eon Productions, o estúdio britânico que produz os filmes, decidirem vendê-la. E as coisas ficam ainda mais interessantes a partir daqui.

A MGM e a Eon Productions controlam a franquia 007 e também são as responsáveis por receber propostas de cinco grandes estúdios, assim como, segundo noticiado, de Apple e Amazon. Mas a MGM e a Eon não distribuem os filmes. Desde que Casino Royale chegou aos cinemas em 2006, a Sony Pictures Entertainment tem tido esse privilégio. O contrato da Sony para distribuir os filmes expirou em 2015. A Sony também pagou por uma grande parcela para comercializar os filmes, e você sabe que não foi por acidente que Daniel Craig usou celulares e câmeras Sony em muitos dos filmes recentes da franquia. Ficou bem conhecida a história de que Craig e o diretor Sam Mendes recusaram acordos multimilionários de exposição de produtos tanto da Sony quanto da Samsung para 007 Contra Spectre, porque eles acharam que James Bond não iria querer usar um celular Android.

Isso nos leva de volta para a Apple. Vencer a disputa pelos direitos de distribuição não apenas daria à Apple um ponto de apoio enorme em uma franquia de filmes muito rentável e icônica como também potencialmente lhes daria uma nova maneira de comercializar os produtos e serviços da empresa. Imagine só uma cena em que James Bond pula de um avião e checa a altitude em seu Apple Watch, enquanto voa em direção ao chão. Vai dizer que não seria legal se Bond tirasse do bolso o mais recente iPhone, exibindo as novas funcionalidades de realidade aumentada do dispositivo enquanto faz alguma coisa de espião? Ou, em um estilo mais ponderado, pense em uma exclusividade do iTunes para baixar o próximo filme do agente em 4K UHD. A Apple poderia cobrar quase qualquer preço que quisesse dos consumidores.

Dito isso, você já consegue imaginar que a Amazon quer James Bond exatamente por todas essas razões. A empresa já tem experiência produzindo, comercializando e distribuindo filmes. Sua base de consumidores enorme no Prime seria uma audiência cativa para conteúdo de 007, até mesmo uma versão em série que convidasse as pessoas a fazer maratonas como com The Man in the High Castle, só que com os vilões do Bond em vez de nazistas. No entanto, é difícil imaginar o agente usando um Amazon Echo ou um Kindle Fire para suas atividades de espião.

Embora seja um divertido exercício de adivinhação imaginar o que Apple e Amazon poderiam fazer com James Bond, por enquanto, não passa disso. É uma ideia que as empresas estariam supostamente perseguindo. Pode nunca acontecer. Mas, sério, pensa só em um futuro esquisito em que James Bond usa um Apple Watch e fones Beats. É quase tão ridículo quanto a ideia de que ele usaria um Sony Xperia. Que ele de fato usou! []

[The Hollywood Reporter]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s