10 excentricidades sobre Karl Lagerfeld no dia em que o kaiser completa 84 anos

karl 479761306.jpgKarl Lagerfeld é praticamente um sinônimo de excentricidade. E no dia em que o estilista por trás do comando criativo da Chanel, da Fendi e da marca que leva seu nome completa 84 anos, o site Glamurama o homenageia por meio de 10 manias fora da curva do kaiser todo poderoso.

1. PAIXÃO POR ILUSTRAÇÃO
O estilista, para quem não sabe, começou sua história na moda desenvolvendo ilustrações, até dar início à carreira de diretor criativo. E como tudo que ele faz é com maestria, também é um ilustrador e tanto com desenhos constantemente publicados em jornais, revistas e sites mundo afora – com traços facilmente reconhecidos. Em seu site, o Kaiser mantém o canal “The Karl Daily”, constantemente atualizado com desenhos e textos autorais.

2. BANHO DE SOL
Se você marcar de jantar com Karl Lagerfeld, não estranhe quando ele chegar sem banho. Ele só entra no chuveiro de manhã. A razão? Alega que só gosta de tomá-lo quando acorda.

3. DON’T TOUCH!
Além de ser obcecado por ficar sozinho, a não ser na companhia de sua gata Choupette, Lagerfeld também não gosta que as pessoas o toquem. Simples assim…

4. DELIVERY
Em entrevista a Kendall Jenner em uma edição especial da edição americana da “Harpers Bazaar”, o kaiser já admitiu que sua casa não tem cozinha, e que come apenas comidas encomendadas em restaurantes. “Eles me trazem comida, como em um hotel, para o almoço e jantar”, e completa: “esta casa é apenas para dormir e desenhar. Mesmo que o espaço seja enorme, eu quero estar sozinho”, completou ele ao se referir a cozinheiros.

5. UMA BURCA PRA CHAMAR DE SUA
Óculos de sol e rabo de cavalo são marcas registradas de Karl Lagerfeld desde 1976, quando ele ainda nem tinha cabelos grisalhos. Sobre os óculos, disse uma vez: “eles são a minha burca”. O Kaiser também tem pavor de produtos para o cabelo. O único que não fica sem? O shampoo a seco da Klorane. Talvez tenha sido esta a razão de ter adotado, há tanto tempo, o rabo como seu penteado.

6. COLEÇÃO DE GADGETS
Durante uma participação em uma conferência sobre tecnologia do site Le Web, em 2011, Lagerfeld admitiu ter 4 iPhones, mais de 20 iPads e centenas de iPods. “O iPod mudou completamente a forma das pessoas se aproximarem de música”. À esta altura do campeonato, imaginamos que a lista tenha se multiplicado consideravelmente.

7. ABAIXO A SELFIE
Pois é, na era da selfie, eis que ele detesta a forma de se auto fotografar. “Coisa horrível em que você aparece distorcido. O queixo é muito grande, a cabeça é muito pequena. Não, isso é masturbação eletrônica.”

8. SINCERIDADE
Dizer a verdade, por mais cruel que seja, tornou-se um mantra na vida do kaiser, que já chegou a dizer que não gosta do rosto de Pippa Middleton e que ela deveria “apenas mostrar seu traseiro”. Kate Middleton não usa nem Chanel nem Fendi, eis aí um bom motivo.

9. CHOUPETTE, UMA EXCENTRICIDADE À PARTE
Claro que a gata mais cool da moda, Choupette, merece um item aqui para chamar de seu, já que assim como seu dono, também é cheia de manias. Lagerfeld já disse em entrevista que a pet adora comer à mesa e não no chão como os demais pets e que só se alimenta no kit criado sob medida pela Goyard, uma das marcas preferidas da gata ao lado de Louis Vuitton e, claro, Chanel. Como era de se esperar, ela tem uma linha para chamar de sua na marca de Karl Lagerfeld, que a considera a Greta Garbo das gatas.

10. FREAK POR PAPEL E HATER DE LIVROS DE DECORAÇÃO 
Aficionado por livros – tem uma livraria particular com mais de 300 mil edições -, Karl admitiu não gostar de livros de mesa. Disse uma vez em entrevista ao WWD que livros não foram feitos para serem usados como decoração. “Um livro”, disse ele, “deve ser fácil de abrir e você não deve ter que ser um fisioculturista para levantá-lo”. “Eu gosto de livros que posso ler na cama. Essas lápides poderiam me matar”, alfinetou. Mas vale lembrar que ele mesmo já lançou livros do tipo como o “Karl Lagerfeld: The Little Black Jacket: Chanel’s Classic Revisited” (2014).

11. “PURITANO TOTAL”
Last but not least, consideramos excêntrico da parte de Lagerfeld, que se autointitula “puritano total” – e não bebe, não fuma e raramente vai a festas -, ter passado quase duas décadas ao lado de Jacques de Bascher, considerado um representante dos excessos de Paris nos anos 1970. E tem mais: nunca ter tido relações sexuais com ele. Bascher acaba de ser tema do livro “Jacques de Bascher, dandy de l’ombre”(2017), onde é retratada sua relação com Lagerfeld. Sobre o livro, o estilista alemão falou em entrevista ao jornal “Libératio”: “Amei infinitamente esse menino, mas não tinha contato físico com ele. Claro, fiquei seduzido por seu encanto físico.” Bascher morreu vítima de Aids em 1989 aos 38 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s