Ellen Page se casa com dançarina Emma Portner

Atriz, famosa por filmes como ‘Juno’ e ‘A Origem’, oficializou união com Emma Portner

screenshot_21
Ellen Page e Emma Portner (Foto: Reprodução/Instagram)

A atriz Ellen Page, 30, e a dançarina, coreógrafa e professora do Broadway Dancer Center, Emma Portner, estão oficialmente casadas. A novidade foi divulgada por elas em seuas respectivas contas do Instagram, na noite de quarta-feira (3). As duas estão juntas desde o meio de 2017.

Sem título
Ellen Page anuncia casamento com Emma Portner (Foto: Reprodução/Instagram)

“Mal posso acreditar que agora posso chamar essa mulher incrível de esposa”, escreveu Ellen Page, com as mãos das duas já com alianças e outras fotos românticas. “Já posso chamar essa mulher incrível de minha esposa! @ellenpage, eu te amo!”, publicou Emma, também com cliques do casal.

Mulher-Maravilha 2 | “Estamos fazendo um filme totalmente diferente”, diz Patty Jenkins

Filme estreia em 2019

patty jenkins ww warner bros final
Patty Jenkins e Gal Gadot

Em entrevista ao ET Canada (via HH), Patty Jenkins falou sobre como Mulher-Maravilha 2 será diferente, mas com elementos familiares:

“Na verdade, estamos fazendo um filme totalmente diferente com muito mais do mesmo, coisas similares que nós amamos, mas é um filme totalmente próprio. Não é um ‘2’ para nós. É uma aventura totalmente nova e não poderíamos ser mais sortudos em fazê-la”.

Jenkins também falou sobre a possibilidade de incluir uma participação de Lynda Carter no longa: “Vamos ver. Lynda é uma das pessoas mais queridas para nós, uma grande mentora e amiga. E nós tentamos desesperadamente tê-la no primeiro filme. A agenda não funcionou, mas ela sempre foi parte da nossa família Mulher-Maravilha. Não vamos falar nada ainda, mas certamente não será por falta de tentativa”.

Mulher-Maravilha 2 chega aos cinemas em 1º de novembro de 2019. A personagem aparece antes em Liga da Justiça, que está em cartaz nos cinemas. [Camila Sousa]

Netflix anuncia sequência para o filme ‘Bright’, com Will Smith

Longa dirigido por David Ayer estreou na plataforma em dezembro

unnamed
Will Smith e Joel Edgerton em cena do filme ‘Bright’. Foto: Matt Kennedy/Netflix

O serviço de streaming Netflix anunciou nesta quarta-feira, 3, que irá produzir uma sequência para o filme Bright, lançado com exclusividade na plataforma em dezembro.

Com direção de David Ayer, o filme traz como protagonistas Will Smith e Joel Edgerton e traz um cenário futurista e fantasioso, com criaturas convivendo com humanos, na cidade de Los Angeles.

O anúncio do segundo filme, que também terá direção e roteiro de Ayer, veio com um vídeo em que diversas pessoas fazem teste para o papel de um Orc, uma das criaturas do filme. Confira, em inglês:

Apesar de não revelar muitos detalhes sobre a audiência, a Netflix já afirmou anteriormente que Bright foi o filme original mais visto do serviço de streaming até hoje. O longa está disponível na plataforma.

Frances Bean Cobain lança Instagram de culinária saudável

6bb8790a4f6942f698a8ee7222adfdae
Frances Bean Cobain – Marc Jacobs Spring 2017 ad campaign photographed by David Sims

Filha de um dos casais mais icônicos e polêmicos do rock, Frances Bean Cobain, 25 anos, está empenhada em diversificar seus negócios, para além da arte e da música. Acaba de lançar um perfil de Instagram dedicado a receitas culinárias com viés saudável. Filha de Courtney Love e Kurt Cobain, ela batizou seu novo projeto de  Witchin’ in the Kitchen (@SpaceWitchin_in_theKitchen) e já começou a dividir por lá sua rotina gastronômica, compartilhando com seus seguidores receitas e ideias, além de vídeos com passo a passo de pratos no Stories.

Apesar de muito recente, a página já conta com mais de 62 mil seguidores e receitas com ovo poché servido dentro de um avocado e chashu de porco. A bio do perfil diz: “deixe o alimento ser seu remédio” e mostra que, apesar do background familiar barra pesada, está decidida a tomar outros rumos. A divulgação da página foi feita por Frances em seu perfil pessoal, o @space_witch666.

Paralelo ao projeto, Frances lançou também um canal de Youtube, que já conta com mais de 1.500 inscritos mesmo sem ter nenhum vídeo postado. Olho nela! [Glamurama]

Alexa Chung é a nova porta-voz da L’Oréal Professionnel

A it girl britânica estreia a parceria anunciando as novas colorações marrons da marca

Sem título
Alexa Chung – L’Oréal Professionnel

A L’Oréal Professionnel anunciou nesta quarta-feira (3) sua nova porta-voz internacional para 2018, Alexa Chung. A it girl britânica vai estrear a parceria anunciando a nova coleção de colorações Marrons Parisienses, que possibilita técnicas de associação de tonalidades para personalizar cores de maneira bem natural.

“Estou bem feliz de me juntar à família L’Oréal neste ano. Presumo que seja porque eu queria muito ser francesa, aí virei a musa dos Marrons Parisienses”, brincou a influencer em post no Instagram. “A personalidade da Alexa representa perfeitamente a mulher L’Oréal Professionnel: confiante, elegante e livre. Em 2018, ela representará lançamentos-chave para a marca, tanto em cuidados com os cabelos quanto em coloração”, concluiu Marion Brunet, gerente geral internacional da marca.

A empresa já tinha começado a estreitar os laços com Alexa no ano passado, atuando no backstage para o lançamento de sua marca ALEXACHUNG, em Londres. A collab se estendeu até a edição outono / inverno da Semana de Moda de Paris. [Gisele Navarro]

China vai investir mais de US$ 2 bi em parque tecnológico para inteligência artificial

Centro de pesquisa e desenvolvimento será instalado em Pequim; país asiático estabeleceu meta para se tornar líder global no segmento até 2025

DSo6K5LW0AEvWpz
China terá centro de pesquisa em inteligência artificial que vai abrigar 400 empresas

A China vai investir cerca de US$ 2,12 bilhões em um novo parque de pesquisa e desenvolvimento em inteligência artificial. O centro será instalado em Pequim, segundo a agência oficial Xinhua, e o objetivo é colocar o país asiático na liderança do desenvolvimento desse tipo de tecnologia até 2025.

De acordo com a agência, o parque de inteligência artificial receberá 400 empresas e deve movimentar 50 bilhões de yuan ao ano. O projeto está sendo desenvolvido pelo Zhongguancun Development Group e terá parcerias com universidades.

O plano da China de acelerar seu desenvolvimento em inteligência artificial acontece em meio a tensão entre o país asiático e os Estados Unidos, que tentam criar novas tecnologias com fins militares.

A China espera que a indústria de inteligência artificial atinja 150 bilhões de yuan em 2020 e 400 bilhões de yuan em 2025, de acordo com o governo. Além do parque, o governo chinês já anunciou outras medidas para ampliar os talentos na área de inteligência artificial.

O interesse em inteligência artificial tem atraído empresas estrangeiras. No mês passado, o Google afirmou que terá uma equipe de pesquisa em inteligência artificial na China, apesar de o buscador continuar bloqueado no país asiático.

O novo parque tentará atrair empresas especializadas em análise de grandes conjuntos de dados, o chamado Big Data, aprendizado de máquina e computação em nuvem.

Além do parque, Pequim deve receber em breve uma área de testes para veículos autônomos, para permitir o desenvolvimento local de carros sem motorista. [Reuters]

Próxima turnê de Taylor Swift, que estreia em maio, corre o risco de ser um fiasco…

taylor-pre-2.jpg
Taylor Swift durante apresentação

Um dos maiores nomes da música pop internacional no ano passado, Taylor Swift corre o risco de ter um 2018 bem diferente. O motivo? Apesar do sucesso comercial e de crítica do recém-lançado álbum “Reputation”, que chegou às lojas em novembro com singles repletos de enigmas e indiretas feitos sob medida para os desafetos, a turnê homônima que a cantora inicia em maio e com a qual deverá viajar pelo mundo até dezembro está longe de ser uma campeã de vendas.

Com 44 shows na América do Norte, Europa e Oceania, a “Taylor Swift’s Reputation Stadium Tour” está sendo considerada por experts da indústria musical uma decepção no que diz respeito à venda de ingressos, com muitas dessas apresentações longe de estarem lotadas, algo pouco comum em se tratando de um artista do nível de Taylor.

Um dos maiores problemas teria a ver com os valores que estão sendo cobrados: enquanto no passado o preço médio de um ingresso para ver a intérprete de “Look What You Made Me Do” ao vivo e em cores girava em torno de US$ 150 (R$ 489,75), na nova turnê a cifra saltou para mais de US$ 400 (R$ 1.306), o que está espantando até os fãs mais fiéis.

O comentário é que Taylor e seu promoter, Louis Messina, optaram por inflacionar esses preços a fim de aumentar o lucro individual deles por show, que caso o plano tivesse funcionado poderia chegar a US$ 1,5 milhão (R$ 4,9 milhões). O que nenhum dos dois contava é que a popularidade da cantora não seria suficiente para evitar uma rejeição em massa, inclusive porque eles já haviam feito algo parecido com a última aventura dela nas estradas, em 2015, com a turnê “1989”, que faturou mais de US$ 250 milhões (R$ 816,2 milhões). [Anderson Antunes]

Dicas de Carla Bruni para Melania Trump: “Manter a discrição e fazer o bem ao maior número de pessoas”

1t30JYUMSr2IF0Se1TQUEw_Carla-Bruni
Carla Bruni: Chanel Show Spring Summer 2017

Prestes a embarcar em uma turnê pelo Estados Unidos para promover o álbum de clássicos da língua inglesa “French Touch”, lançado em outubro, Carla Bruni passou os últimos dias dando entrevistas para várias publicações do país nas quais raramente escapa de perguntas sobre a primeira-dama Melania Trump, lembrando que a ex-modelo e cantora não somente ocupou o mesmo cargo durante o governo do marido, Nicolas Sarkozy, como presidente da França (2009-2012), como também foi apontada como suposto affair de Donald Trump no começo dos anos 1990 depois que o próprio presidente americano espalhou um boato de que havia terminado o casamento com Marla Mapples para ficar com ela.

Para quem não sabe, Trump costumava ligar para repórteres naquela época se passando por um tal de John Miller, um relações públicas de mentirinha da Trump Organization, disparando críticas a seus desafetos mas também contando histórias, nem sempre verdadeiras, que esperava que lhe deixassem bem aos olhos do público. “Não tenho nada para dizer pra ela, isso seria pretensioso”, Bruni explicou a um jornalista do “New York Daily News” quando foi questionada por ele se teria alguma dica preciosa para Melania.

“O máximo que posso dizer é que quando você vive essa situação a melhor coisa a fazer é se adaptar e manter um perfil discreto. E ajudar a maior quantidade de pessoas que puder. Uma das coisas boas dessa posição é que isso [ajudar os outros] é possível. Eu mesma recebia umas 400 cartas por dia com pedidos de ajuda feitos por pessoas
de todas as partes”, contou a intérprete de “Quelqu’un m’a dit”.

Em outra ocasião, Bruni mencionou as diferenças entre os EUA e a França para exemplificar aquilo que se espera das mulheres de presidentes nos dois países, e até lembrou que o ex-presidente François Mitterrand era casado mas mantinha uma segunda família com a amante Anne Pingeot. “Acho que nos EUA ou na Inglaterra isso seria impossível, mas os franceses gostam das coisas um pouco bagunçadas e misteriosas…”.

Outro tema que não passou despercebido nas conversas com a imprensa foi o escândalo sexual que abalou Hollywood desde a revelação dos casos de assédio atribuídos ao produtor Harvey Weinstein. Apesar de garantir nunca ter sofrido nenhum abuso do tipo, Bruni, que se apresenta no mês que vem em Nova York, afirmou que faz questão de ensinar os filhos – Giulia Sarkozy, de 6 anos, e Aurélien Enthoven, de 16 anos – que o mundo está cheio de predadores sexuais. “Isso nunca vai acabar e é melhor que eles estejam preparados para o pior”, disse. [Anderson Antunes]

A moda praia afro da Iyá Iyá Teresa

20118-iya-iya-teresa-01
Primeira coleção de moda praia da Ìyá Ìyá Teresa

Ìyá Ìyá Teresa, marca de Aline Andrade, foi lançada há um ano apostando na ancestralidade africana como elemento principal do seu DNA. E agora ela traz mais novidades: se nas passadas Aline escolheu a cultura afrobrasileira como tema, pra essa estreia da moda praia a estilista corre pros “aromas, temperos e sabores do norte da África, em especial Egito e Marrocos“. Entram nesse caldeirão especiarias e sementes – é por isso que a coleção chama Sabor!

Cores quentes (laranja e amarelo) se misturam com o preto e branco e dominam maiôbiquíni e sunga, tudo em lycra. Já dá pra comprar no Instagram ou no Facebook! [Lilian Pacce]