Apple diz que iPhones, iPads e Macs estão expostos a falhas em chip

26-Apple-Park-interior
Interior do Apple Park

A Apple informou nesta quinta (4) que os iPhones, os iPads e os Mac também foram expostos às falhas nos designs de chips que os deixaram vulneráveis à ação de hackers.

A companhia, no entanto, disse que não há registro de impactos no consumidor.

“A ação dos hackers depende de um aplicativo malicioso a ser baixado nos seus Macs ou dispositivos móveis (iPhone e iPad), logo recomendamos que se façam downloads apenas da fontes confiáveis, como a App Store”, disse a empresa.

O Apple Watch não ficou exposto, segundo a gigante da tecnologia.

A Apple também afirmou que atualizações recentes para os sistemas iOS e macOS mitigam uma das vulnerabilidades, conhecida como Meldtown. O navegador Safari também terá atualização, para a defesa contra o Spectre, outra das vulnerabilidades.

Pesquisadores de segurança revelaram na quarta-feira (3) um conjunto de falhas que, segundo disseram, podem permitir que hackers roubem informações confidenciais de quase todos os dispositivos que usam chips da Intel, da Advanced Micro Devices e da ARM Holdings.

A Intel disse que começou oferecer atualizações de software e firmware para sanar os problemas de segurança, os quais alega não devem causar impacto financeiro ou na participação de mercado. [Reuters]

Venice Magazine Winter 2018 Michaela Kocianova by Christopher Ferguson

Venice-Magazine-Winter-2018-Michaela-Kocianova-Christopher-Ferguson-4.jpg
Michaela Kocianova

Photography: Christopher Ferguson at See Management. Styled by: Seppe Tirabassi. Hair: Katsumi Matsuo. Makeup Artist: Ellen Guhin at See Management. Model: Michaela Kocianova.

Harper’s Bazaar Turquia Janeiro 2018 Blanca Padilla by Tom Schirmacher

uWms4B0BYMQgrpk
Blanca Padilla by Tom Schirmacher

Photography: Tom Schirmacher. Creative Director: Juan-Carlos Castro. Styled by: Sarah Gore Reeves. Hair: Gavin Harwin. Makeup: Rie Omoto at See Management. Manicurist: Ami Vega at See Management. Model: Blanca Padilla at Next.

Self Service Magazine Janeiro 2018 Arizona Muse by Benjamin Vnuk

Self-Service-Magazine-January-2018-Arizona-Muse-Benjamin-Vnuk-2
Arizona Muse by Benjamin Vnuk

Photography: Benjamin Vnuk at Lundlund. Styled by: Eliza Conlon. Hair: Joseph Pujalte. Makeup: Aude Gill. Model: Arizona Muse.

Alberta Ferretti Spring Summer Campaign 2018

Alberta-Ferretti-Spring-Summer-Campaign-2018-7
Alberta Ferretti S/S Campaign 2018 – Mario Sorrenti

Campaign: Alberta Ferretti. Photography: Mario Sorrenti. Styled by: Carine Roitfeld. Creative Director: Alex Wiederin Hair: James Pecis. Makeup: Kanako Takase. Model: Vittoria Ceretti, Cara Taylor and Binx Walton.

Este slideshow necessita de JavaScript.

É, “Vogue” UK, não foi dessa vez… de novo

40118-vogue-uk-fevereiro-02.jpg
A capa da “Vogue” UK de fevereiro, clicada por Juergen Teller com Margot Robbie e Nicole Kidman

Lembra que todo mundo ficou cheio de esperanças a respeito da mudança de chefia na “Vogue” UK com a entrada de Edward EnninfulO Blog LP fez um resumão e tudo na época. E aí saiu a primeira capacom a super Adwoa Aboah. E aí os fashionistas pensaram: oba, agora vai, uma revista de moda com fama internacional mais diversa e inclusiva! Só que aí veio Taylor Swift na capa seguinte e rolou um ponto de interrogação – ué… Mas, vai saber, talvez seria apenas uma exceção, certo?

Bom, a 3ª capa sob a direção de Enninful chega com mais decepção para quem esperava algo bem diferente. São duas loiras famosas, Margot Robbie e Nicole Kidman, sob uma chamada que diz “Nova era de Hollywood”. Além de Margot e Nicole serem atrizes com bastante tempo de estrada pra serem empacotadas como uma “nova era”, o resto dos nomes da lista abaixo da chamada também não é animador: Emma StoneGal Gadot e Saoirse Ronan foram as escolhidas como destaque ao lado de uma isolada Hong Chau, a única não-branca ali.

A coisa piora quando outra das chamadas é “Por que nós precisamos falar de raça?”. O povo do Twitter não demorou a responder: “por causa dessa capa”. A gente sabe que é provável que o recheio da publicação, que chega nas bancas a partir de 5/01, pode ser mais diversificado do que parece. Mas o simbolismo das escolhas da capa não corresponde às expectativas, definitivamente. E a coisa piora quando a gente descobre que… essa mesma foto é de uma das capas da “W Magazine” de janeiro/2018, com styling de Enninful em si e mais algumas outras opções (a única negra que aparece entre elas é Mary J Blige abraçada com Tom Hanks; a outra não-branca é Daniela Vega, atriz trans chilena que chamou a atenção no longa “Una Mujer Fantástica“, do ano passado; e Hong Chau… não aparece). Motivo: esse chamado portfólio de “Melhores Performances” fotografado por Juergen Teller é uma parceria entre a “W”, a “Vogue” UK e a “Vanity Fair” francesa. Mas quem editou essa lista? Então tá, né…

Liga da Justiça ultrapassa Batman vs Superman e se torna o maior filme da Warner no Brasil

Longa está perto de superar Velozes e Furiosos 8, a maior bilheteria de 2017

justice-league-superman-banner
 Justice League

Liga da Justiça se tornou hoje (4) o maior filme da Warner Bros. Pictures no Brasil. O longa ultrapassou Batman vs Superman – A Origem da Justiça e soma R$ 132,6 milhões na bilheteria. O total de espectadores é 8,46 milhões.

Além disso, o longa da DC se tornou a 5ª maior bilheteria do Brasil e, segundo projeções, deve ultrapassar em breve Velozes e Furiosos 8, que foi a maior arrecadação de 2017 com R$ 133,413 milhões.

Liga da Justiça continua em cartaz no Brasil. [Camila Sousa]

DVF anuncia Nathan Jenden como seu novo diretor criativo

Nathan Jenden, que trabalhou na marca até 2011, preenche a vaga que era de Jonathan Saunders

gettyimages-73203158
Diane Von Furstenberg e Nathan Jenden (Mark Mainz/Getty Images)

Depois que Jonathan Saunders pediu demissão repentinamente, em dezembro do ano passado, muito se especulou sobre quem seria seu substituto. Nesta quinta-feira (4), finalmente, a DVF anunciou quem preencherá a vaga de diretor criativo.

Agora, quem fica à frente da equipe de criação da marca é Nathan Jenden. Ele já trabalhou na DVF durante 10 anos, até 2011, e tem um bom relacionamento com a fundadora, Diane Von Furstenberg. A decisão pode trazer mais estabilidade à empresa, já que há rumores de que Jonathan renunciou ao cargo por ter desentendimentos com Diane.

“Eu quero fazer ótimas roupas que repercutam entre as mulheres”, disse Jenden ao site Business of Fashion. “Atualmente a DVF é mais relevante do que nunca, em sua mensagem de empoderamento, ao mesmo tempo em que é dinâmica e moderna. Quero dar à garota DVF o que ela quiser, quando quiser, com a alegria de viver e o propósito que personifica Diane, a marca e o espírito das mulheres de hoje”. [Gisele Navarro]

Incluir prática de esportes no seu perfil do Tinder pode duplicar suas chances de um crush

Saiba como potencializar seu perfil nos aplicativos de relacionamentos

GettyImages-506583544
Descubra o que pode potencializar seu perfil (Foto: Think Stock)

De acordo com uma nova pesquisa conduzida pelo GolfSupport, há um truque surpreendente para garantir encontros nos aplicativos de namoro.

A resposta? Praticar um esporte.

De acordo com o estudo, homens e mulheres que revelaram o esporte em seus perfis receberam significativamente mais cliques do que as que não o fizeram.

Mas qual esporte o torna mais atraente para o sexo oposto? De acordo com a pesquisa, os melhores esportes favorecidos pelos homens incluem dança, halterofilismo e ginástica, com boxe e golfe também classificados como altamente atraentes. As mulheres, por outro lado, favoreceram o rugby, o levantamento de peso, o golfe e a natação como os esportes mais atraentes para potenciais parceiros.

Mas por que somos tão atraídos pelas pessoas que praticam esporte?

As mulheres gostam de atletas porque querem se envolver com homens saudáveis”, explicou um estudo, acrescentando: “os atletas também mostram motivação, força, determinação e trabalho em equipe”. Outro estudo revelou que as mulheres associam um interesse no esporte com o dito parceiro sendo “mais confiante”,”mais saudável” e com uma melhor “disposição emocional”.