Justine Geneau on the cover and cover story of Aeroflot Magazine

Sem título.jpg
Aeroflot Magazine

Justine Geneau on the cover and cover story of Aeroflot Magazine. Shot by Pavel Kryukov.

Conheça as novas grifes internacionais para ficar de olho em 2018

Sete marcas que prometem ser sucesso
Por Vivian Sotocórno

Halpern

14719571_1715301948796882_84236931583442944_n
Halpern (Foto: Reprodução/ Instagram)

Americano baseado em Londres, onde se pós-graduou na prestigiada Central Saint Martins, Michael Halpern é o neodesigner mais quente da vez. Suas criações maximalistas e completamente decoradas com paetês vem sendo usadas por fashionistas como Adwoa Aboah e Giovanna Battaglia – e já lhe renderam inclusive um prêmio de talento emergente do British Fashion Awards, espécie de Oscar da moda britânica. Parte do line-up da semana de moda londrina desde setembro passado, a grife já é hit de vendas em multimarcas de peso, como a Bergdorf Goodman. “Eu amo a era disco, o glamour dos anos 70 e ouvir histórias da minha mãe sobre o Studio 54”, contou Michael à Vogue americana sobre as inspirações de seu trabalho.


Vampire´s wife

23967713_130556150949268_5870154570511941632_n.jpg
Vampire´s wife

Ex-modelo e mulher do cantor Nick CaveSusie Cave aposta em peças ultrafemininas em clima nostálgico – que viraram hit no tapete vermelho, vestidas por mulheres de personalidade forte como a atriz Tilda Swinton e a cantora Florence Welch. Susie não quer reinventar a moda, mas sim resgatar elementos que traduzem a força da mulher: um vestido com modelagem ajustada ao busto e à cintura, comprimento mídi e babados na manga, feito em tons de pedras preciosas, é seu maior hit. À venda no e-commerce thevampireswife.com e na multimarcas londrinas Liberty.


Kwaidan Editions

Kwaidan Editions
Kwaidan Editions (Foto: Divulgação)

Baseada em Londres, a grife foi fundada pelo casal Léa Dickely e Hung La– que se conheceu enquanto ambos estudavam na prestigiada Royal Academy of Arts da Antuérpia e já passou por grifes como Céline e Balenciaga (La) e Alexander McQueen e Rick Owens (Dickely). Criada há um ano, a marca vai na contramão do fast-fashion e aposta em uma alfaiataria bem-cortada e luxuosa – que já pode ser vista nas araras do Dover Street Market.


Marine Serre

14350388_1776833392572130_8087969295826419712_n
Marine Serre (Foto: Reprodução/ Instagram)

Vencedora da edição de 2017 do prêmio LVMH, a francesa brinca habilmente com a mistura de técnicas, silhuetas e tecidos, em uma moda street, irreverente e colorida. Na coleção vencedora da premiação, por exemplo, referências à indumentária árabe do século 19 foram combinadas ao sportwear dos anos 90 e 2000. Com passagens por Margiela e Dior (sob o comando de Raf Simons), Marine promete ainda dar muito o que falar. “Ela mistura o esportivo e o feminino e realmente fala sobre sua geração”, elogiou Nicolas Ghesquière. À venda no Dover Street Market e na Opening Ceremony.


Eckhaus Latta

5eckhaus_latta.jpg
Eckhaus Latta (Foto: Divulgação)

Novo hit de NY, a grife vem conquistando clientela jovem e engajada com suas criações enérgicas e tricôs experimentais exibidos por um mix de modelos e amigos da marca, caso do skatista Alex Olson e da artista Maia Ruth Lee, que circulou grávida (e com a barriga à mostra) pelo desfile deverão 2018 da grife. “ Essa variedade de diferentes corpos, gêneros, raças e idades mostra que nossa roupa é real”, diz o nova-iorquino Mike Eckhaus, que comanda a marca ao lado da californiana Zoe Latta. À venda no e-commerce shop.eckhauslatta.com.


Vaquera

6vaquera
Vaquera (Foto: Divulgação)

Finalista da edição de 2017 do CFDA/Vogue Fashion Fund, a grife é comandada por um coletivo formado por quatro estilistas e baseado no Brooklyn. Há duas temporadas, vem apresentando desfiles enérgicos na semana de moda de Nova York, reunindo pessoas comuns para vestir as criações urbanas e cool que são a cara de downtown. “O quarteto faz parte de uma nova onda de grifes que vem repensando o casting, convocando seus amigos – fazendo com que os desfiles tradicionais, com modelos, pareçam antiquados”, escreveu Nicole Phelps, diretora do Vogue Runway. À venda na Opening Ceremony.


Cult Gaia

7cult_gaia
Cult Gaia (Foto: Divulgação)

Responsável pela bolsa-hit de 2017 no Instagram (o modelo em formato meia-lua Ark), a marca de Los Angeles promete novos acessórios best-sellers para 2018. Comandada pela americana Jasmin Larian, que estagiou com Narciso Rodriguez e Jason Wu antes de fundar a Cult Gaia, a grife (que também oferece roupas) aposta em bolsas de bambu ou acrílico geométricas e coloridas, que estão à venda na Fiverstory, Net-a-Porter e Bergdorf Goodman.

Adolescência agora vai até os 24 anos, diz estudo

A nova definição reflete mudanças de comportamento, como a demora para concluir os estudos, casar e ter filhos

festivales
Estudo divulgado pela revista científica Lancet Child & Adolescent Health afirma que a definição de adolescência mudou, passando agora para o período entre 10 e 24 anos de idade (Istock/Getty Images)

Até quando vai a adolescência? Alguns podem achar que ela dura a vida toda. Mas cientistas definiram um período para essa fase da vida, que fica entre a infância e a vida adulta.

Estudo divulgado pela revista científica Lancet Child & Adolescent Health afirma que a definição de adolescência mudou, passando agora para o período entre 10 e 24 anos de idade. Pela definição anterior, essa etapa da vida ia até os 19 anos.

A nova definição reflete mudanças de comportamento, como a demora para concluir os estudos, casar e ter filhos.

De acordo com o estudo, a definição adequada desta etapa da vida é essencial para o desenvolvimento de leis, políticas sociais e serviços.

O estudo lembra que a definição do início da adolescência já foi antecipada anteriormente para 10 anos – costumava ser padronizada como 14.

Gucci, Zara e outras marcas assinam tratado de sustentabilidade

Documento criado pela Global Fashion Alliance foca em incentivo da economia circular

a4d65d8c46f5072a2123a9703da04be9
A Gucci já havia anunciado que deixaria de usar pele de animais em suas peças  Foto: Valerio Mezzanotti/The New York Times

Na última quinta-feira, 19, 64 marcas, incluindo nomes como Zara, H&M e Adidas, assinaram um tratado se comprometendo a ter uma produção mais sustentável até 2020. A iniciativa veio do grupo Global Fashion Alliance, que tem como objetivo trazer a atenção da moda para o estilo de economia circular. O conglomerado de luxo Kering, responsável por grifes de luxo como Gucci, Balenciaga e Stella McCartney, também faz parte do acordo.

O que isso vai significar em ações de fato, só será possível saber no futuro. Cada companhia criou os seus próprios meios de atingir a meta: design sustentável, reutilizar produtos e usar tecidos recicláveis até 2020. A Asos, por exemplo, irá extinguir material não-recicláveis de sua cadeia de produção. O grupo Kering, por sua vez, se comprometeu a investir em tecnologias sustentáveis.

O Global Fashion Alliance faz recomendações gerais e, a cada ano, estas marcas deverão mostrar o seu progresso para a aliança, que irá publicar relatórios com as novidades. “Nós recebemos 143 propostas, com focos em diversas áreas e diferentes níveis de engajamento, mas todas têm um ponto em comum: dar passos para que a moda seja uma industria circular”, explicou Eva Krause, chefe excutiva do GFA, em entrevista para o WWD.

Google e chinesa Tencent fazem acordo de patentes

Parceria reduz potencial de litígio entre empresas e mostra que gigante de buscas está de olho no mercado chinês

1474658831513.jpg
Pony Ma Huateng, presidente executivo da Tencent

O Google fechou um acordo de licenciamento de patentes com a chinesa Tencent, em mais um movimento de sua busca para crescer na China, onde seus principais produtos, como o serviço de buscas e o Gmail, são bloqueados pelo governo local.

A empresa de tecnologia dos EUA já havia assinado acordos similares antes com a Samsung, a LG e a Cisco, mas a parceria com a Tencent é a primeira com uma grande empresa de tecnologia chinesa.

O pacto com a empresa chinesa de mídia social e de jogos Tencent cobre uma ampla gama de produtos e abre caminho para a colaboração tecnológica no futuro, esclareceu o Google nesta sexta-feira, sem divulgar termos financeiros do negócio.

O Google não revelou o escopo do novo acordo de patentes e a Tencent não respondeu imediatamente a perguntas sobre quais produtos o contrato de patente cobriria.

“Trabalhando juntos em acordos como este, as empresas de tecnologia podem se concentrar na construção de melhores produtos e serviços para seus usuários”, disse Mike Lee, chefe de patentes do Google.

Além de reduzir a possibilidade de processos contra a Tencent, o acordo reforça a intenção do Google de entrar na China – em 2017, a empresa inaugurou um laboratório no país e lançou uma versão do Google Translate com o mandarim. / REUTERS

GLAAD Media Awards | Sense8, Will & Grace e The Handmaid’s Tale estão entre os indicados

Prêmio reconhece produções que fazem um retrato inclusivo da comunidade LGBT

ae57950330606875df12793a1a6b54efc544a69bfdda5f1d2ec6725725fec7acf087e0e246ae86b28d80bdd638f303f5f611918d27aff3de939dc7cc62e985db7416b8f34840af0cb88423b92bf53d1df5cec32a7c320a7cc31cbbaa1f
The Handmaid’s Tale

The Handmaid’s TaleSense 8 Star Trek: Discovery estão concorrendo entre si a um dos principais prêmios da 29ª edição de GLAAD Media Awards, prêmio da Aliança Gay e Lésbica contra a Difamação que reconhece anualmente as produções que retratam a comunidade LGBT de modo inclusivo.

Confira a lista de indicados nas categorias de televisão:

Melhor Série de Comédia
The Bold Type (Freeform)
Brooklyn Nine-Nine (FOX)
Crazy Ex-Girlfriend (The CW)
Modern Family (ABC)
One Day at a Time (Netflix)
One Mississippi (Amazon)
Superstore (NBC)
Survivor’s Remorse (Starz)
Transparent (Amazon)
Will & Grace (NBC)

Melhor Série de Drama
Billions (Showtime)
Doubt (CBS)
The Handmaid’s Tale (Hulu)
Nashville (CMT)
Sense8 (Netflix)
Shadowhunters (Freeform)
Star (FOX)
Star Trek: Discovery (CBS All Access)
This Is Us (NBC)
Wynonna Earp (Syfy)

Melhor episódio de série (em séries sem personagens LGBTQ regulares)
“Chapter,” Legion (FX)
“Grace,” Pure Genius (CBS)
“Lady Cha Cha,” Easy (Netflix)
“The Missionaries,” Room 104 (HBO)
“Thanksgiving,” Master of None (Netflix)

Melhor Filme de TV ou Minissérie
American Horror Story: Cult (FX)
Feud: Bette and Joan (FX)
Godless (Netflix)
Queers (BBC America)
When We Rise (ABC)

Melhor Programa Infantojuvenil
Andi Mack (Disney Channel)
“Chosen Family” Danger & Eggs (Amazon)
“The Emergency Plan” Doc McStuffins (Disney Channel)
The Loud House (Nickelodeon)
Steven Universe (Cartoon Network)

Melhor Reality Show
Gaycation with Ellen Page (Viceland)
I Am Jazz (TLC)
RuPaul’s Drag Race (VH1)
Survivor: Game Changers (CBS)
The Voice (NBC)

Star Wars | Rumores sugerem que diretora Reed Morano, de The Handmaid’s Tale, negocia direção de novo longa

Diretora teve reunião com a produtora Kathleen Kennedy

Sem título.jpg
Reed Morano – The Handmaid’s Tale 

A diretora de The Handmaid’s Tale Reed Morano se encontrou com a produtora e chefe da LucasfilmKathleen Kennedy, e desde então especula-se sobre a possibilidade de ela ser a primeira mulher a comandar uma produção da franquia.

Em entrevista ao Hollywood Reporter, Morano confirmou a reunião, porém não deu detalhes sobre o conteúdo da conversa.

“Acho que ela estava assistindo [The Handmaid’s Tale] com a filha e, então, ligou para as pessoas perguntando ‘quem é esse Reed?’. Ela provavelmente pensou que eu era um cara por causa do meu nome. Ela é incrível. Estávamos falando sobre filmes de aventura e não lembrava que ela produziu Os Goonies. Todo filme que amei quando estava crescendo foi algo que ela produziu. De todo modo, foi uma reunião ótima. Obviamente, não posso falar sobre nada do que discutimos.”

Star Wars: Os Últimos Jedi está em cartaz nos cinemas brasileiros

Já o Episódio IX chega aos cinemas em 20 de dezembro de 2019. [Mariana Canhisares]

Vera Cortez: joias desembarcam em Los Angeles em fevereiro

Designer faz uma seleção de peças exclusivas para a LeMagazyn

vera-cortez-02
Vera Cortez (Foto: Divulgação)

LeMagazyn, loja conceito focada no design brasileiro localizada em Venice Beach, Los Angeles, recebe as joias de Vera Cortez no próximo dia 03.02. Mas se programe desde já para fazer suas compras, pois as peças chegam em edição limitada, com curadoria da própria designer!

Sofrendo por amor no karaokê da Kenzo

Romance e drama no novo vídeo da KenzoHumberto Leon e Carol Lim, diretores criativos da marca, convidaram Karen O. do “Yeah Yeah Yeahs” para compor e cantar, ao lado de Michael Kiwanuka, a música-tema da campanha. O curta, dirigido por Ana Lily Amirpour, conta a história de um fotógrafo (Alex Zhang Hungtai) que sofre lembrando de sua musa (Jessica Henwick) no trabalho e no karaokê da “firma”. O vídeo tem também a participação da top Kiko Mizuhara. A coleção de primavera-verão 2018 da marca é inspirada na modelo icônica Sayoko Yamaguchi (musa de Kenzo Takada na década de 1970) e no compositor Ryuichi Sakamoto.