Makeup Artist Misha Shahzada Newest Beauty Editorial by Stephane Coutelle

Sem título
Newest Beauty Editorial

Photography: Stephane Coutelle at Thomas Treuhaft. Producer: Sheri Chiu. Hair: Joseph DiMaggio. Makeup: Misha Shahzada at See Management Models: Anna Rubin at Silent, Dinara Chetyrova at Muse, Matilda Lowther at Heroes, and Alice Muller at Women 360.

Princesa Eugenie, neta da rainha Elizabeth, se casará no fim do ano

Filha do príncipe Andrew e de Sarah Ferguson, a jovem de 27 anos conheceu o noivo na Suíça em 2010

0af96_1351_4a224f6c_ca0a3e89.jpg
Princesa Eugenie de York posa com seu noivo, Jack Brooksbank, com quem se casará no fim do ano Foto: JONATHAN BRADY/AFP

LONDRES – A família real britânica vai celebrar mais um casamento em 2018. O Palácio de Buckingham anunciou nesta segunda-feira que a princesa Eugenie – neta da rainha Elizabeth II e filha de Andrew e Sarah Ferguson – e Jack Brooksbank se casarão no último trimestre deste ano.

“O duque e a duquesa de York (Andrew e Sarah) estão felizes em anunciar o noivado da princesa Eugenie e de Jack Brooksbank. Vossa alteza real e o senhor Brooksbank ficaram noivos na Nicarágua, no começo deste ano”, revelou a nota. Eugenie é a sexta neta da rainha Elizabeth II e é a oitava na linha de sucessão.

A cerimônia será realizada na Capela de São Jorge, em Windsor, uma das residências da rainha e o mesmo cenário escolhido para o casamento do príncipe Harry e da atriz Meghan Markle, que ocorrerá em 19 de maio.

Eugenie, de 27 anos, e Brooksbank, de 31, se conheceram em 2010 em uma estação de esqui na Suíça. Ele é gerente do bar Mahiki, no centro de Londres, muito frequentado por celebridades britânicas e internacionais.

Também em um comunicado, os pais do rapaz, Nicola e George Brooksbank, afirmaram que não podiam estar mais felizes com a notícia do compromisso.

A família real terá um ano emocionante, com casamentos e nascimentos. Em abril, a família aumentará com o terceiro filho dos duques de Cambridge – o príncipe William e sua mulher, Kate. / EFE

Conteúdo original ajuda Netflix a chegar a 110 milhões de assinantes

Séries como ‘Stranger Things’ e ‘The Crown’ impulsionaram crescimento da empresa, que ganhou 6,5 milhões de assinantes em todo o mundo entre outubro e dezembro; valorização na bolsa fez empresa chegar a US$ 100 bi

stranger things-1500797978-936-640x480
Séries originais ajudaram empresa a ter bom resultado no quatro trimestre

A Netflix alcançou a marca de 110,6 milhões de assinantes em todo o mundo no final de 2017. Segundo dados divulgados pela empresa em seu resultado financeiro para o período entre outubro e dezembro de 2017 nesta segunda-feira, 22, o serviço de streaming ganhou 6,4 milhões no período, graças ao bom desempenho de séries como ‘Stranger Things’ e ‘The Crown’, que estrearam no 4º trimestre.

O resultado surpreendeu os analistas, que esperavam que a empresa ganhasse 5,1 milhões de assinantes entre outubro e dezembro do ano passado. Com a notícia, as ações da empresa subiram cerca de 9% na bolsa de valores Nasdaq após o fim do pregão desta segunda-feira, sendo negociadas a US$ 248,78. Com a valorização, a Netflix bateu pela primeira vez a marca de US$ 100 bilhões em valor de mercado.

O desempenho da Netflix foi especialmente bom no mercado internacional, onde ganhou 5,2 milhões de novos usuários pagantes. Ao todo, a Netflix tem hoje 57,8 milhões de assinantes globais, contra 52,8 milhões de assinantes nos Estados Unidos – a primeira vez que a estatística “internacional” superou a norte-americana foi em setembro de 2017. Desde janeiro de 2016, a Netflix está disponível em quase todos os países do mundo – fica fora apenas de Cuba, China, Chechênia, Coreia do Norte e Síria.

Para o próximo trimestre, a empresa prevê que terá 8,5 milhões de novas assinaturas, impulsionada pelas novas temporadas de séries como Love, Jessica Jones, Carbono Alterado e Grace & Frankie. A empresa diz ainda que pretende investir US$ 2 bilhões em marketing e US$ 1,3 bilhão em desenvolvimento de tecnologia ao longo de 2018.

Entre outubro e dezembro de 2017, a empresa teve receita de US$ 3,2 bilhões, em crescimento de 32,6% na comparação com o mesmo período do ano passado, e lucro de US$ 186 milhões. Para o próximo trimestre, a previsão é de que o lucro suba para US$ 282 milhões; já o faturamento deve ficar em US$ 3,7 bilhões.

Concorrência. Na carta aos investidores, o presidente executivo da empresa, Reed Hastings, ressaltou ainda a movimentação no setor de serviços de streaming, destacando a compra da Fox pela Disney. Com o negócio, ainda sob aprovação nos Estados Unidos, a empresa do Mickey Mouse deve lançar um serviço de streaming em 2019, provavelmente apoiado na estrutura do já existente Hulu.

“O mercado para entretenimento é vasto e tem espaço para diversos serviços. Além disso, cada serviço pode ter seu próprio conteúdo único”, ressaltou Hastings. A empresa anunciou ainda a chegada de Rodolphe Belmer, ex-presidente da francesa Canal+, ao seu conselho de administração.

CEO da Apple, Tim Cook não recomenda uso de redes sociais por crianças

Tim Cook disse que não permite seu sobrinho usar esse tipo de plataforma; o executivo também criticou quem passa muitas horas online

587e6a3aee14b6c7148b85eb
Presidente da Apple, Tim Cook

Em meio a críticas ferrenhas ao Facebook e seus impactos sociais, uma declaração polêmica do diretor-presidente da Apple, Tim Cook, voltou os holofotes a companhia que sofre processos em vários países por conta da lentidão proposital em iPhones. Líder da fabricante de tecnologia, Cook disse que não recomenda crianças usarem redes sociais e diz que é impossível ter sucesso estando online o tempo todo.

Na semana passada, Cook se reuniu com estudantes na Inglaterra que começariam a ter aulas de programações com apoio da Apple, conforme informou o The Guardian. Na ocasião, além de ganharem um iPad os alunos receberam dicas do executivo.

“Eu não tenho filhos, mas tenho um sobrinho em que coloco alguns limites”, disse Cook aos alunos. “E há algumas coisas que não permitirei: Eu não quero que eles usem uma rede social, por exemplo”.

Cook aproveitou a ocasião para falar da importância de se estudar programação. Na visão dele, saber programar é mais importante que falar uma segunda língua.

Apesar do incentivo ao uso de dispositivos conectados, o executivo também alfinetou as pessoas que passam muitas horas online, na internet. “Eu não sou uma pessoa que acredita que conseguimos sucesso se estiver usando [tecnologia] o tempo todo”.

Os comentários de Cook sobre as redes sociais são uma das poucas formas possíveis para o executivo criticar o tempo gasto por usuários na internet, visto que é uma das únicas plataformas que a empresa não possui produtos. A Apple fabrica computadores, tablets, possui a própria plataforma de transmissão de música, televisão, celulares, inteligência artificial, assistente virtual, relógios inteligentes entre outros.

Apesar das críticas, a Apple já tentou fazer sua própria rede social. Em 2010, a empresa anunciou o iTunes Ping, uma rede social focada em música. Nela, os usuários poderiam seguir artistas e amigos, comentar sobre músicas e álbuns, além de visualizar listas de shows e indicar quais eventos musicais gostariam de ir. O serviço, no entanto, não decolou e foi descontinuado pela companhia.

Crise. As declarações acontecem em um momento pouco favorável para Apple. A empresa foi processada em vários países, após confirmar que tornava propositalmente lento os modelos mais antigos de iPhone. O motivo, segundo a empresa, era corrigir um defeito de bateria que permitia desligar celulares automaticamente. Recentemente a companhia anunciou que irá disponibilizar uma atualização de seu sistema operacional que dará direito aos usuários optarem pela troca de bateria ou lentidão do aparelho.

No começo do mês, investidores importantes da empresa exigiram que a Apple tome medidas para diminuir o vício dos jovens em aparelhos da companhia, como o iPhone. A empresa não quis comentar.

Blogueira brasileira Camila Coelho desfila com vestido de noiva da Ralph & Russo com honra máxima durante a Semana de Alta-Costura

Camila Coelho fechou a passarela vestida de noiva

1516642410970.jpg
Vestido usado por Camila Coelho levou 200 horas para ficar pronto Foto: AP Photo/Christophe Ena

Durante a Semana de Alta-Costura de Paris, que começou nesta segunda-feira, 21, a blogueira Camila Coelho recebeu uma das maiores honras de um desfile de moda: ser a última modelo a desfilar pela passarela, usando o vestido de noiva da grife. Camila participou do desfile da Ralph & Russo e foi a primeira influencer a fazer parte de um casting da marca.

O vestido usado pela blogueira foi um tomara que caia, com decote em formato de coração, feito de seda e cetim. A saia supervolumosa da peça possui efeito 3D, com o bordado de flores feito a mão. Foram 100 mil cristais incrustados no vestido, que levou mais de 200 horas para ser finalizado, de acordo com a Vogue Brasil.

“O alcance digital e as mídias sociais são cruciais na indústria luxuosa de hoje e, como marca, consideramos as influenciadoras como relações integrantes a serem valorizadas”, explicou Tamara Ralph, diretora criativa da marca. “Estamos muito empolgados em trabalhar com Camila Coelho nesta temporada. Ela é uma verdadeira líder em seu campo e realmente encarna a mulher Ralph & Russo – não poderíamos desejado uma noiva melhor nesta temporada “. Camila já havia usado um vestido da Alta-Costura da grife, durante o casamento de Marina Ruy Barbosa.

Às vésperas do casamento com Harry, Meghan Markle já tem sua própria assessora real. Saiba quem é ela

Sem título.jpg
Meghan, Harry e, atrás do príncipe, Amy Pickerill

O poder de Meghan Markle junto aos Windsor é tão grande que a noiva do príncipe Harry agora conta com sua própria assessora real. Trata-se de Amy Pickerill, ex-funcionária do departamento de imprensa do Palácio de Kensington – a residência oficial de Harry e do irmão, o príncipe William – que a partir de agora cuidará pessoalmente da agenda e da imagem pública da atriz.

O título oficial de Amy em seu novo posto é o de ‘assistente do secretário particular do quarto na linha de sucessão ao trono britânico’, que no caso é o americano Jason Knauf, mas a profissional já foi informada que terá a missão de ficar na cola da ex-estrela de “Suits” e evitar qualquer deslize público por parte dela que possa causar dores de cabeça para a realeza.

Formada em história pela tradicional Universidade de Nottingham, uma das preferidas do rei George VI (pai da rainha Elizabeth II), Amy se especializou em jornalismo pela City University de Londres e já passou por empresas como o Royal Bank of Scotland e a gigante das relações públicas Ogilvy Public Relations, algo pouco comum em se tratando dos decanos que ocupam os bastidores dos palácios britânicos.

Além de Knauf, um dos maiores entusiastas da ideia de ver Harry se casando com uma plebeia (e estrangeira, e bonita, e hollywoodiana…), ela também vai trabalhar com Edward Lane Fox, outro fiel escudeiro do príncipe que acredita piamente que a “popularização” da família real não é somente necessária como também fundamental para seu futuro. [Anderson Antunes]

Atrizes mirins Millie Bobby Brown e Eris Baker apostam em tênis no tapete vermelho

Millie Bobby Brown e Eris Baker investiram no conforto no SAG Awards

Sem título
Os looks de Eris Baker e Millie Bobby Brown mostram como é possível usar o tênis em uma ocasião formal, sem parecer desleixado e ainda dando um toque cool a produção Foto: EFE/EPA/MIKE NELSON

Depois de muitas críticas sobre os looks “adultos demais” de Millie Bobby Brown, a atriz de 13 anos apareceu no tapete vermelho do SAG Awards, que aconteceu no último domingo, 21, com uma produção jovem. Com um vestido Calvin Klein sob medida, Millie investiu em um tênis Converse para compor a produção e também uma make leve e divertida, com glitter e muito rosa.

Eris Baker, atriz da série This Is Us, também optou por tênis no mesmo evento. Com um vestido cheio de tule, a menina de 12 anos fez questão de mostrar o que estava usando nos pés, um Puma do modelo Basket Heart, em um clique divertido.

Irmãs Kardashian-Jenner estrelam nova campanha da Calvin Klein

Elas foram clicadas juntas para as campanhas da Calvin Klein Jeans e da Calvin Klein Underwear.

00-story-calvin-klein-underwear-ss18
(Willy Vanderperre/Divulgação)

A Calvin Klein continua a elocubrar sobre os Estados Unidos e sua cultura em seus desfiles e campanhas — e é claro que uma das famílias mais polêmicas do país não ficaria de fora desse resgate: juntas, Kim, Kourtney, Khloé, Kylie e Kendall estrelam a campanha global da Calvin Klein Jeans e da Calvin Klein Underwear.

“Família é tudo”, falou Kim sobre estrelar os cliques. “Quando estamos todas juntas fazendo algo assim, significa muito. Estávamos falando por mensagem antes sobre como somos sortudas por fazer isso juntas, e como seria o melhor dia de todos.”

Sem título.jpg2.jpg
(Willy Vanderperre/Divulgação)

Elas foram clicadas por Willy Vamderperre em uma locação secreta em Los Angeles. “Somos uma família moderna, e a Calvin Klein tem falado sobre esse espírito americano”, comentou Kourtney.

Antes delas, outra houve outros capítulos da campanha no mesmo tom, falando sobre união e herança cultural — e juntava estrelas como Kelela e Dev Hynes, escolhidos a dedo por ninguém menos que Solange Knowles (aliás, ainda estamos no aguardo de uma parceria musical dessas!). Clicada no mesmo local rústico, o cobertor de patchwork da label também era parte do décor da locação. Depois, foi a vez dos irmãos Geber, filhos de Cindy Crawford.

calvin-klein-S18-01-underwear_ph_willy-vanderperre-PR02-1-800x599.jpg
Irmãs Kardashian-Jenner estrelam nova campanha da Calvin Klein 

As roupas de inspiração dos anos 1990 (é claro!), também são a cara delas: sutiãs, tops, shorts e outras peças íntimas aparecem em preto ou branco, com um quê minimalista e o logo da label. Os jeans da campanha fazem parte da linha mais cara da marca, a 205W39NYC, com peças chegando aos U$ 168. Que tal? [ELLE]

Semana de moda de Londres: as novidades do line-up do evento de fevereiro de 2018

Delpozo vai desfilar pela primeira vez na cidade

Delpozo-SS18-NYFW-Article.jpg
Delpozo (Foto: Divulgação)

Saiu o line-up completo na próxima semana de moda de Londres, marcada para os dias 15 e 20 de fevereiro. Entre as novidades desta edição: o show da Delpozo, que após dez temporadas em Nova York cruza o oceano Atlântico e apresenta a sua moda pela primeira vez na cidade britânica.

Jonathan Anderson, vencedor do prêmio de Estilista do Ano no The Fashion Awards 2017, desfila a coleção feminina e masculina da sua JW Anderson na manhã de sábado, seguido do show da incensada Halpern, marca londrina do designer Michael Halpern fundada em 2016 e que já ganhou o coração e o closet das fashionistas e da última coleção assinada por Christopher Bailey para a Burberry.

Os neo estilistas eleitos pelo BFC’s NEWGEN são Marta Jakubowski, Paula Knorr, Richard Malone e Sadie Williams. Revelado pela iniciativa, Richard Quinn integra pela primeira vez o line-up oficial. Confira mais abaixo: lineup-londres-1.jpg