Os vestidos mais glamourosos da  Alta-Costura de Paris estão aqui!

Veja abaixo os longos mais incríveis de marcas como Chanel, Dior e Valentino.

gva_hc_det_ss18_189
Giambattista Valli (FOTOSITE/Agência Fotosite)

Vestidos longos e cheios de detalhamento não são estranhos à Alta-Costura de Paris. Tradicionalíssima, a Semana de Moda da cidade-luz tem em seu line-up os ateliês mais especializados do mundo neste tipo de peça. Para você não ficar desbravando todos os desfiles da temporada em busca da peça ideal, ELLE fez uma seleção abaixo com o que há de mais glamouroso nas passarelas francesas de verão 2018. Confira!

Leanda Heler Latest Editorial Featuring Margaux Alexandra For C-Heads Magazine

Sem título.jpg
Model: Margaux Alexandra at Milk Model Management

Photography: Leanda Heler. Styled by: Helen Mcguckin. Hair & Makeup: Hayley Mcgroarty. Model: Margaux Alexandra at Milk Model Management.

Super Bowl 2018: Pantera Negra estrela comercial da Lexus

Parceria com a Marvel traz herói para promover o modelo LS 500

screen-shot-2018-01-26-at-35648-am_e6w3ozh.png
Lexus LS 500 F SPORT / Marvel Studios’ Black Panther Commercial

Estamos há quase uma semana do Super Bowl 2018, e os anúncios que serão destaques durante os intervalos do mega evento continuam saindo. Dessa vez, conferimos o comercial da Lexus, que em parceria com a Marvel apresenta o personagem Pantera Negra como estrela do vídeo “Long Live the King”.

Ao som de “Legend Has It”, do Run the Jewels, vemos tanto as habilidades do nosso herói quanto do modelo LS 500. Além de Chadwick Boseman, também estão no vídeo Letitia Wright, como sua irmã Shuri e três membros das forças especiais de Wakanda (Janeshia Adams-Ginyard, Marija Abney e Zola Williams).

O comercial foi filmado em Los Angeles e dirigido por Samuel Bayer. Algumas imagens fazem parte do filme mesmo. Outro destaque é esse anúncio estendido, com 30 segundos extras.

Pantera Negra estreia nos cinemas em 16 de fevereiro. [Soraia Alves]

Vingadores: Guerra Infinita | Gwyneth Paltrow revela detalhes sobre participação de Pepper Potts

Gwyneth Paltrow parece ter revelado, durante entrevista a Stephen Colbert, que Pepper Potts terá poderes em Vingadores: Guerra Infinita. Assista a partir do minuto 8:50:

Quando Colbert perguntou se teria alguma chance de ela ter colocado a mão na direção de alguém, usando um traje azul com bolas de ping pong, ela respondeu “sim”.

Vingadores: Guerra Infinita chega em 26 de abril de 2018Vingadores 4 também tem data, e está marcado para 2 de maio de 2019. [Mariana Canhisares]

Carnaval 2018: as coleções-cápsulas da grife nacionais

Veja quem preparou novidade especialmente para a folia

carol.jpg
Carol Trentini veste macacão Dolce & Gabbana e Sandália Saint Laurent (Foto: Rafael Pavarotti)

Carnaval chega mais cedo este ano, e diversas grifes nacionais correram para colocar nas araras coleções-cápsulas criadas especialmente para os foliões.

Aniquilação | Natalie Portman, Tessa Thompson e elenco discutem filme em novo vídeo

A Paramount Pictures divulgou novo vídeo dos bastidores de Aniquilação (Annihilation), longa do diretor de Ex-Machina Alex Garland, ganhou um novo trailer. Confira:

Baseado no livro de Jeff VanderMeer, o filme conta a história de uma bióloga (Natalie Portman) que embarca em uma expedição de quatro mulheres para um local chamado de “Área X”, que é totalmente isolado da civilização. Lá ela precisará enfrentar uma misteriosa contaminação, o desaparecimento de colegas e um animal mortal chamado de Crawler, enquanto procura pistas sobre o desaparecimento do marido. Oscar Isaac será o gênio da tecnologia Nathan e Jennifer Jason Leigh (Os 8 Odiados) também está no elenco.

A estreia no Brasil está marcada para 22 de fevereiro. [Mariana Canhisares]

Blogueira Jackie Aina faz tutorial de maquiagem em preto e branco e denuncia racismo

Jackie Aina passou mensagem poderosa através de vídeo inusitado

screen-shot-2018-01-25-at-5-47-36-pm-1516921006.png
O tutorial que parecia comum, na realidade havia sido feito com cores estranhas Foto: Youtube/ Jackie Aina

Para uma blogueira de beleza negra, é impossível não comentar sobre as dificuldades de encontrar maquiagens boas para o tom de pele. Jackie Aina é uma das maiores youtubers de beleza do mundo, com mais de 2 milhões de inscritos no seu canal, e usa o seu canal para falar também sobre questões importantes para mulheres negras. Porém, alguns seguidores de Jackie Aina reclamaram que ela falava muito sobre raça em seus vídeos.

Para silenciar aqueles que se orgulham em “não ver cor”, ela gravou um tutorial de maquiagem completamente em preto e branco. Ela conduz o vídeo como qualquer outro, aplicando máscara, base, batom e tudo mais. Porém, nos últimos minutos, ela faz uma grande revelação.

 “Quando você fala coisas como ‘eu não vejo cor’, você acaba ficando assim – parecendo bobo”, explicou a blogueira. “Meu problema é com quem acha que pode apenas ignorar questões raciais – porque você ignoraria o meu tom de chocolate? Os policiais sempre o percebem”, finalizou.

Funcionários do Net-a-porter estrelam lookbook com Balenciaga

A etiqueta espanhola dirigida por Demna Gvasalia criou uma coleção cápsula para o e-commerce de luxo.

Sem título
(Net-a-porter/Divulgação)

Não faz muito tempo que o russo Demna Gvasalia entrou na direção criativa da Balenciaga. No entanto, ele já foi capaz de repaginar por completo a cara da etiqueta espanhola e ainda uma série de hits que, agora, ganham nova vida em colaboração com o Net-a-porter. O e-commerce de luxo ganhou uma reedição exclusiva de algumas das peças de maior sucesso da grife. Lá estão as botas-meia, as botas-calça (que vão até a cintura), uma série de itens com a nova logomarca, jaquetas jeans pesadonas e oversized bem como o blazer com xadrez príncipe-de-gales que é 100% tendência no momento.

“A Balenciaga é uma das maisons de luxo mais importantes do mercado e é uma honra para nós ter fechado essa parceria com eles”, escreveu o presidente da multimarcas virtual Alison Loehnis em um comunicado à imprensa. Seguindo o mood casual e 90’s que dá o tom da nova fase da label, o Net-a-porter decidiu fotografar o lookbook da coleção usando seus funcionários londrinos como modelos. Stylists, diretoras de marketing e jornalistas se tornam alvo das lentes e arrasam usando os looks da coleção em situações cotidianas. Confira o resultado abaixo e corra para o site tentar angariar a sua peça-desejo.

Sem título.png2
(Net-a-porter/Divulgação)
Sem título.png1
(Net-a-porter/Divulgação)

Dos roteiros de Hollywood para o universo dos games

codaw_02_cs1w1_590x.jpg
O roteirista Mark Boal, que trabalhou em filmes como ‘The Hurt Locker’, participou de um título da série Call of Duty. (Activision)  

Quando Pete Samuels, fundador e diretor-executivo da Supermassive Games, começou a trabalhar num jogo de aventura do gênero horror de sobrevivência chamado Until Dawn, em 2015, ele sabia que queria que a história se desenvolvesse como a de um filme de terror.

Assim, ele se voltou para Hollywood. Samuels procurou Larry Fessenden, roteirista e diretor americano que já trabalhou em filmes de horror como “Wendigo” e “The Last Winter”, além de fazer o roteiro de “Orphanage”, uma refilmagem em andamento do filme espanhol “El Orfanato”, do diretor Guillermo del Toro.

“O público dos jogos está crescendo, e seu gosto é cada vez mais variado”, disse Samuels.

Numa era de grandes talentos na TV, serviços de streaming de alta qualidade e filmes independentes que às vezes conseguem bilheterias dignas de blockbusters, os jogos eletrônicos enfrentam uma acirrada concorrência narrativa. Assim, os criadores de jogos estão recorrendo aos roteiristas de cinema de TV para ajudar na criação das histórias.

Em 2014, a Sledgehammer Games trabalhou com o roteirista de Hollywood Mark Boal (trabalhou em filmes como “The Hurt Locker” e “Zero Dark Thirty”) na história do jogo de tiro em primeira pessoa Call of Duty: Advanced Warfare. Naquele mesmo ano, o ex-roteirista da Pixar, Stephan Bugaj, ajudou a Telltale Games a desenvolver uma narrativa para as séries de jogos de aventura Game of Thrones e The Walking Dead.

Em dezembro, a Naughty Dog, estúdio responsável por sucessos do gênero de ação e aventura como as franquias Uncharted e The Last of Us, anunciou que Halley Gross, roteirista e supervisora de produção da série “Westworld”, da HBO, ajudaria a escrever o roteiro de The Last of Us Part II. O jogo acompanhará os protagonistas Ellie e Joel na sua luta contra zumbis num planeta pós-apocalíptico.

Mas escrever roteiros para jogos eletrônicos pode trazer obstáculos. Isso porque, diferentemente do público do cinema e da TV, os jogos não têm espectadores passivos.

21VIDGAME-3-articleLarge
A trama de um título da série Call of Duty foi desenvolvida em parte pelo roteirista Mark Boal, de Hollywood. (Jeff Chiu/Associated Press)   

Com The Last of Us Part II, Haley enfrentou esse desafio ao lado de Neil Druckmann, diretor de criação da Naughty Dog. Haley, que é uma adepta dos jogos, disse ter aceitado o projeto porque era uma oportunidade de aprender mais a respeito de como criar jogos e trabalhar com personagens que ela já conhecia.

“Acredito que as narrativas dos jogos têm a oportunidade de criar um nível de empatia sem precedentes”, disse Haley. “Não somos meros espectadores. Estamos vivenciando em primeira mão a jornada de alguém”.

Haley disse que a abordagem para o jogo foi semelhante à de uma temporada de série de TV, trocando ideias a respeito da trama principal e depois escolhendo os pontos mais marcantes da narrativa. Foi aí que acabaram as semelhanças entre escrever roteiros para a TV e escrever para jogos.

“Na TV, há uma colaboração com uma equipe de roteiristas”, disse Haley, e “os outros departamentos só se envolvem depois que o roteiro fica bem definido”, explicou. “Na Naughty Dog, cada sequência narrativa é alimentada não apenas pelas ideias dos roteiristas, mas também de designers, artistas e outros”.

Por enquanto, criar narrativas robustas e dinâmicas ainda pode ser difícil, especialmente em jogos com diferentes desfechos que dependem das escolhas dos jogadores. Ao desenvolver a história de Until Dawn, Fessenden trabalhou com um colaborador, o roteirista e diretor Graham Reznick, que trabalhou em filmes como o longa-metragem de horror “I Can See You”, de 2008. Juntos, eles criaram uma sinistra história do tipo “chalé nas montanhas” centrada num grupo de adolescentes.

O jogo foi concebido em primeira pessoa, algo que, para Reznick, dava uma sensação “bem menos cinematográfica”. Então a Supermassive Games decidiu mudar para uma perspectiva em terceira pessoa, e começou a usar técnicas normalmente reservadas para os filmes, como posicionamentos de câmera fixos. “Isso nos permitiu criar diálogos e expressar ideias de maneira mais semelhante à encontrada nos filmes”, disse ele.

Na versão final, os jogadores podem alternar entre os personagens, tomando decisões que afetam o desfecho da trama. O jogo, que usa as vozes e rostos de Rami Malek e Hayden Panettiere, foi lançado para o PlayStation 4 em 2015. Ganhou um prêmio da British Academy of Film and Television Arts por sua originalidade. [Laura Parker]