Xiao Wen Ju & Li Yi Feng – Vogue ME China Fevereiro 2018

26871472_151875535533171_5232076353364295680_n
Xiao Wen Ju @ IMG

2018 February Issue Cover Story
Fashion Photographer / Jumbo Tsui
Fashion Stylist / Candy Lee
Hair Stylist / Takeo Suzuki
Make Up Artist / Akiko Owada

Model / Xiao Wen Ju @ IMG
Celebrity / Li Yi Feng
Producer / BO ZHANG @ 360PM

Vogue México Fevereiro 2018 Bruna Tenorio by Mark Veltman

838043-800w.jpg
Vogue Mexico February 2018 Bruna Tenorio by Mark Veltman

Photography: Mark Veltman. Styled by: Paul Frederick at See Management. Hair: Martin Christopher Harper using Oribe Hair Care. Makeup: Tracy Alfajora using IT Cosmetics. Manicurist: Chiharu Natsume. Model: Bruna Tenorio.

Confira o trailer de “Unsane”, terror de Steven Soderbergh filmado inteiro no iPhone

Talvez a melhor solução para escapar de um stalker não seja se internar em um manicômio…

Filmes nacionais batem recorde de lançamentos em 2017, mas público cai, diz Ancine

Foram 158 títulos brasileiros lançados no ano passado, maior número desde 1995. Mas público de filmes nacionais caiu quase pela metade, de 30 milhões para 17 milhões.

Sem título.pngr
Cena de ‘Minha mãe é uma peça 2’. Filme lançado no fim de 2016 teve a maior bilheteria nacional de 2017 entre os longas brasileiros (Foto: Divulgação)

O ano de 2017 teve um recorde no número de lançamentos de filmes nacionais, mas uma queda em seu público. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (29) pela Agência Nacional do Cinema (Ancine).

Foram 158 títulos brasileiros lançados no ano passado. Em 2016, foram 142. É o maior número de todo o período analisado pela Ancine, desde 1995.

O aumento foi puxado pelo número recorde de documentários (60) e animações (7) nacionais.

Queda de público
No entanto, o público de filmes nacionais caiu quase pela metade. Foram 17,4 milhões de espectadores em 2017, contra 30,4 milhões em 2016.

O público total das salas de cinema, somados filmes estrangeiros e brasileiros, teve uma queda mais suave. Foram 181,2 milhões de espectadores, contra 184,3 milhões em 2016.

O filme brasileiro mais assistido em 2017 foi “Minha mãe é uma peça 2” (lançado no final de 2016), com 5,2 milhões de espectadores, seguido por “Polícia Federal – A lei é para todos” e “Os parças”, ambos com 1,3 milhão.

Os filmes estrangeiros de maior público no Brasil foram “Meu malvado favorito 3” (8,9 milhões), “Velozes e furiosos 8” (8,5 milhões) e “Liga da justiça” (8,5 milhões).

Facebook vai mostrar mais notícias locais na linha do tempo de usuários

Atualização no feed de notícias dos usuários chegará primeiro aos Estados Unidos e deve atingir outros países até o final do ano, diz Mark Zuckerberg

zucker
Alteração de Zuckerberg pode afetar organizações de mídia e empresas

O Facebook vai começar a mostrar mais notícias locais na linha do tempo de seus usuários. Em uma publicação feita na sua página pessoal na rede social, o presidente executivo da empresa, Mark Zuckerberg, disse que a atualização no algoritmo da companhia começará nos Estados Unidos e deve chegar a outros países no final do ano.

“Se você segue uma publicação regional ou se algum amigo seu publica uma reportagem local, ela pode aparecer primeiro no seu Feed de Notícias”, afirmou o executivo. Após o anúncio, as ações da empresa caíram cerca de 2% na bolsa de valores Nasdaq, encerrando o pregão desta segunda-feira, 29, cotadas a US$ 185,98.

Contexto. Nos últimos dias, o Facebook tem anunciado uma série de mudanças em sua plataforma, depois da empresa ser bastante criticada por ter priorizado notícias falsas que influenciaram a opinião pública e podem ter afetado o resultado final da eleição presidencial nos Estados Unidos em 2016, bem como discussões políticas em todo o mundo.

No início deste mês, a empresa anunciou que vai priorizar publicações de amigos e familiares na linha do tempo dos usuários, reduzindo a quantidade de publicações feitas por páginas de marcas e veículos de imprensa. As alterações preocuparam investidores, que temem que os usuários passem menos tempo na rede social após as mudanças.

No último dia 19, o Facebook disse que se baseará na opinião de parte de seus 2 bilhões de usuários para priorizar veículos confiáveis – a partir dos votos dados pelos usuários, será criado um ranking de confiança da imprensa, usado pelo algoritmo da empresa para escolher quais notícias exibir na linha do tempo.

“As redes sociais permitem que as pessoas compartilhem informações mais rápido do que nunca e, se não resolvermos esses problemas (notícias falsas), vamos terminar por amplificá-los”, disse Zuckerberg na ocasião. O processo de autocrítica da empresa não parou por aí: na semana passada, a companhia afirmou em comunicado que as redes sociais podem ser prejudiciais à democracia.

“Sabemos que as redes sociais permitem que as pessoas se expressem, mas elas também [ajudam] a espalhar desinformação e corroer a democracia”, disse Samidh Chakrabarti, diretor de produto e responsável pelas políticas globais da empresa. / COM REUTERS

Estatísticas comprovam que sim, publicidade em podcasts funciona

Dados divulgados por ferramenta da Apple mostram que consumidores do formato são os mais engajados entre todas as mídias

1490951297-67163-3-1
Publicidade em podcasts funciona

Podcasts dão dinheiro? Esta é uma pergunta que atormenta diariamente a vida de toda pessoa que se dispõe a dedicar a vida a trabalhar com a mídia do áudio na internet. Embora o formato tenha estourado na gringa em 2014 e habite a rotina de muitos brasileiros, não existem dados históricos suficientes para atestar aos podcasters que o seu público está ouvindo mesmo o que eles diziam.

Graças ao sucesso internacional de “Serial” e outras séries de áudio, porém, as plataformas deste tipo de mídia começaram a se preocupar em fornecer maior material aos criadores, incluindo aí a Apple que lançou este mês o Podcast Analytics, uma ferramenta que oferece mais dados aos criadores sobre a recepção do conteúdo que produzem. E para a grande felicidade dos podcasters, as estatísticas apontam que o público do formato está realmente atento ao material que consomem.

De acordo com a ferramenta, um episódio em média tem 90% de seu conteúdo ouvido pelos usuários, sendo que são raras as vezes onde o consumidor pula os anúncios inseridos no produto. Em podcasts mais bombados – como o “Political Gabfest” do Slate ou o “Revisionist History” – os resultados são ainda melhores, com os ouvintes absorvendo cerca de 80 ou 90% do conteúdo ininterruptamente.

A melhor notícia, porém, é que essa determinação da audiência independe da estrutura ou do tamanho do episódio do podcast. Na verdade, quanto maior for o episódio mais atenção o podcast tem do seu público – mesmo quando o ouvinte pula a propaganda ele continua ouvindo o programa, não parando ao primeiro sinal de interrupção do episódio para publicidade.

Sobre estes dados, Jason Cox, o diretor-chefe de tecnologia da Panoply(produtora do “Political Gabfest” e do “Revisionist History”), afirma que eles comprovam que as pessoas estão de fato atentas ao conteúdo fornecido pelos podcasts:

“As pessoas realmente estão ouvindo e querem consumir todo o conteúdo que lhe é disponibilizado. Existe um nível de dedicação por parte dos ouvintes de podcast que você não encontra em outros lugares”

Os dados do Podcast Analytics infelizmente se baseiam em uma quantidade bastante reduzida de usuários (só contas do sistema atualizadas para o iOS 11) e não refletem o parâmetro total do público que consome o formato de áudio, mas seus resultados já apontam que o podcast é uma plataforma ideal para investimento dos anunciantes. A maior intimidade da relação entre usuário e produtor permite um maior engajamento por parte do público em relação a outras mídias como o vídeo ou o texto, algo que só favorece empresas que queiram ajuda para vender seus produtos. [Pedro Strazza]

Pantera Negra ganha novo cartaz artístico incrível

Marvel Studios divulgou um novo pôster artístico de Pantera Negra, exclusivo do Dolby Cinema (via HH):

Black-Panther-Dolby.jpg
Marvel Studios/ Divulgação

Além de  Chadwick Boseman no papel principal, o longa conta com Michael B. Jordan Forest WhitakerDanai Gurira vive Okoye e Lupita Nyong’o interpreta Nakia, as duas principais Dora Milaje do filme. Com direção de Ryan CooglerPantera Negra estreia em 15 de fevereiro. [Camila Sousa]

Kate Winslet lamenta as ‘más decisões’ de trabalhar com certos cineastas

Atriz chamou as mulheres que falaram sobre os abusos de ‘valentes’

kate-winslet-1-gl-27sep17_TomCraig
A atriz Kate Winslet

A atriz Kate Winslet admitiu que se arrepende das “más decisões” tomadas após ter trabalhado com certos cineastas, sem nomeá-los diretamente, em discurso após receber um prêmio no London Critics’ Circle Film Awards.

A atriz britânica se referiu a “diretores, produtores e homens de poder que durante décadas foram premiados e aplaudidos”.

Kate, protagonista de filmes como Titanic e O Leitor – pelo qual ganhou seu único Oscar -, trabalhou no passado com o produtor Harvey Weinstein e recentemente com o diretor Woody Allen no filme Roda-Gigante.

No final do ano passado, Weinstein foi acusado de assédio sexual por numerosas atrizes, algo que o produtor negou, enquanto Allen foi acusado há anos por sua filha adotiva Dylan Farrow de abuso sexual quando ela era pequena, um assunto que voltou a público nas últimas semanas.

“Me dou conta de que não poderia estar aqui nesta noite e guardar os arrependimentos amargos que tive pelas más decisões de trabalhar com certas pessoas”, admitiu a atriz de 42 anos, que chamou as mulheres que falaram sobre os abusos de “valentes”.

“Sei que permanecemos unidos ao esperar que este momento da história dê passagem a uma transformação no futuro para as próximas gerações”, disse a atriz.

A atriz foi criticada no ano passado por não ter comentado as acusações de Dylan Farrow sobre seu pai. [EFE]

Meghan Markle fará discurso e quebrará protocolo no casamento, diz ‘The Sunday Times’

Já queremos assistir a esse momento

meghan GettyImages-880160424
Prince Harry And Meghan

Mais um protocolo a ser quebrado para a lista de Meghan Markle. De acordo com o The Sunday Times, a noiva de Príncipe Harry dará um discurso em sua recepção de casamento, quebrando a tradição real. A tarefa, geralmente, é dada ao noivo, ao pai da noiva e ao padrinho.

Desta vez, entretanto, será diferente. Segundo fontes próximas, Markle aproveitará o momento para prestar uma homenagem ao amado e agradecer as pessoas que apoiaram o casamento.

A troca de alianças será no dia 19 de maio de 2018, na St. George’s Chapel, em Londres.