Bruno Frisoni deixa a Roger Vivier depois de 16 anos

Designer de sapatos trabalhou por 16 anos na marca

bruno
Bruno Frisoni, Designer da Roger Vivier, Paris, France

diretor criativo Bruno Frisoni anunciou sua saída de Roger Vivier através de um comunicado oficial, na sexta (02.02).

Ele, que comandava a marca há 16 anos, é o responsável pela modernização dos sapatos da grife.

A última coleção de Frisoni será apresentada no próximo dia 27.02, na semana de moda de Paris.

WeWork traz premiação de startups ao Brasil

Coworking realizará o Creators Awards em São Paulo
Por Daniela Frabasile*

DVDyvIXX4AAdN-H
Unidade da WeWork no Brasil 

WeWork, empresa que desenvolve e administra espaços de escritórios compartilhados, decidiu levar sua premiação de starups, o Creator Awards, ao Brasil. A competição foi criada em 2017 e já teve rodadas em oito países. Nesta quinta-feira (01/02), aconteceu a primeira edição da premiação na Cidade do México.

O cofundador do WeWork, Miguel McKelvey, afirma que a ideia por trás da competição foi apoiar “profissionais que estão fazendo coisas criativas, e não apenas o empreendedor tradicional, que começou um negócio”. A maioria dos programas de investimento, diz ele, é focada em empresas de tecnologia, “mas nós vimos muita gente com iniciativas em moda, arquitetura e mídia, entre outros, que promovem o bem da sociedade”.

Na América Latina, o Brasil só perde para o México em número de unidades do coworking. “O Brasil tem sido um dos países em que temos sido mais bem-sucedidos. Será uma oportunidade de unir uma grande comunidade de pessoas que estão criando coisas novas”, diz McKelvey.

Além da premiação, o Creators Awards na Cidade do México reuniu empreendedores com masterclasses, uma feira de produtos artesanais e outra de recrutamento, da qual participaram empresas, como Uber e Microsoft.

Segundo McKelvey, foram 13 mil inscrições nas quatro categorias da premiação: Community Giver Awards, Incubate, Launch e Scale. No primeiro, destinado a iniciativas com alto impacto social, foram três os vencedores. Na categoria Incubate, para ideias de negócios que ainda estão em seus estágios iniciais, seis finalistas foram premiados com 335 mil pesos mexicanos (cerca de US$ 18 mil) cada.

Na série Launch, a vencedora foi a empresa Blooders, que criou uma plataforma para unir pessoas que precisam de doações de sangue e aqueles que podem doar. O prêmio foi de 3,4 milhões de pesos mexicanos (US$ 180 mil).

O vencedor na categoria Scale foi a empresa Someone Somewhere, que criou uma marca de roupas e acessórios que usam como matéria-prima produtos criados por artesãos mexicanos. O prêmio foi de 6,7 milhões de pesos mexicanos (US$ 360 mil).

Há também um prêmio para a startup mais votada pelo público. Nesse caso, foi a Tak Tak Tak, que desenvolve jogos de computador educativos para crianças. A iniciativa levou 3,3 milhões de pesos mexicanos (US$ 170 mil).

Todos os vencedores se classificam também para a grande final doCreators Awards, que acontece em Nova York no final do ano.

*A repórter viajou para a Cidade do México a convite do WeWork

Projeto habitacional visionário é considerado o melhor edifício da Alemanha

Projeto habitacional visionário é considerado o melhor edifício da Alemanha
Por Traduzido por Eduardo Souza

b2d53011a92c14f0
Projeto Habitacional wagnisART, Munique / bogevischs buero e SHAG Schindler Hable Architekten. Image © Julia Knop

DAM Preis de 2018 para o melhor edifício na Alemanha foi entregue a bogevischs buero e SHAG Schindler Hable Architekten por seu visionário projeto de habitação wagnisART, em Munique. Selecionado a partir de uma lista de 4 finalistas, o júri elogiou o projeto por estabelecer novos “padrões sociais, arquitetônicos e de planejamento urbano”, tornando-se um modelo para futuros projetos de habitação na Alemanha.

Os vencedores anteriores do prêmio anual incluem o Hansemuseum europeu em Lubeck, por Studio Andreas Heller (2017), a renovação do Museu Neues por David Chipperfield Architects (2010) e o Museu Kolumba, de Peter Zumthor (2008).

Saiba mais sobre o vencedor abaixo:

Quem não gostaria de viver dessa maneira, especialmente em uma grande cidade como Munique, conhecida por seu implacável mercado imobiliário? A melhor maneira de experimentar a variedade de espaços diferentes neste desenvolvimento, que compreende cinco edifícios irregulares organizados em dois pátios, é passear pelos dois níveis. No nível do solo, caminhos largos e dois pátios conectam os edifícios individuais. Enquanto isso, as pontes conectam os pisos terceiro e quarto das diferentes seções, adicionando uma camada extra de charme ao local.

WagnisART foi criado como resultado de uma luta contra um plano de desenvolvimento existente. Em 2002, o escritório Ortner & Ortner Baukunst planejava construir três edifícios retangulares dispostos na forma de um “U” no mesmo local, como parte de um plano diretor para DomagkPark, um novo distrito que foi criado no local do antigo Quartel de Domagk. Mas os futuros planejadores obtiveram uma exceção do plano ortogonal e puderam criar seu próprio empreendimento independente.

Os arquitetos incentivaram os futuros moradores a participarem do processo de planejamento. Este método projetual desafiou a autonomia dos arquitetos, permitindo que eles abordassem totalmente o que os futuros habitantes desejavam. No início da fase de planejamento, os futuros residentes apresentaram grandes modelos durante as oficinas para expressar seu desejo de um pátio e estruturas acima do solo conectando as diferentes seções do complexo. É claro que a cooperativa obteve a arquitetura comunitária que queria. Os nichos e os pequenos quadrados nos terraços do telhado e nas amplas escadarias são espaços de encontro populares. E os moradores abraçaram os muitos espaços comuns, que incluem estúdios de arte, espaços de trabalho, lavanderia, sala de costura, sala de jogos infantis, ensaios e salas de eventos de vários tamanhos. Um restaurante compartilhado também foi adicionado às comodidades.

A cooperativa oferece apartamentos de diferentes tamanhos, bem como um grande número de modelos de financiamento. 30 por cento dos apartamentos são subsidiados e 40 por cento são oferecidos como parte do München Modell, uma iniciativa para famílias de classe média com filhos. A cooperativa também oferece apartamentos para o livre mercado. Todas as unidades residenciais são fornecidas de forma idêntica e são distribuídas nos edifícios de forma a que nenhum subgrupo possa surgir com base na renda. Também estão incluídos 53 apartamentos de um quarto com banheiros individuais e kitchenettes e espaço compartilhado e terraço que formam oito aglomerados de apartamentos.

O projeto exterior dos edifícios foi a característica do antigo plano de desenvolvimento que precisava ser mantida. As fachadas são rebocadas e pintadas em cores de cinza bege que se encaixam no entorno. No entanto, o WagnisART ainda foi equipado com isolamento ecológico de construção. A estrutura do edifício é resolvida com um esqueleto de concreto armado; As paredes exteriores consistem principalmente em um quadro de madeira com uma fachada de parede cortina. Os projetos habitacionais na Alemanha terão que seguir o exemplo do wagnisART no futuro. Os membros do júri ficaram extremamente impressionados após a visita ao local e estão muito satisfeitos em premiar o DAM Preis 2018 para o WagnisART.

Veja a lista com todos os projetos indicados aqui.

Notícia via Deutsches Architekturmuseum.

Harper’s Bazaar Chile Summer 2018 Anne Vyalitsyna by Pedro Quintana

Harpers-Bazaar-Chile-Summer-2018-Anne-Vyalitsyna-Pedro-Quintana-1-2
Harper’s Bazaar Chile Summer 2018

Photography: Pedro Quintana. Styled by: DaVian Lain. Hair & Makeup: Ivan Barria. Model: Anne Vyalitsyna.

Snapchat abre sua própria lojinha dentro do aplicativo

Snap Store por enquanto só vende pelúcias do hot dog dançante e suéteres do logo da empresa

Sem título.jpg4Enquanto o Instagram segue ampliando a janela e as possibilidades para anunciantes no Stories, o Snapchat está testando seu próprio valor comercial para se manter vivo no mercado. Nesta última quinta-feira (1), a empresa lançou uma loja virtual própria dentro de seu aplicativo, uma seção nova e intituladaSnap Store onde os usuários podem comprar itens relacionados ao universo proporcionado pela companhia na rede, como um suéter com o fantasminha linguarudo que é logo da empresa ou uma pelúcia do hot-dog dançante.

Para entrar na lojinha, você pode escanear o QR code disponível no site do Snapchat ou esperar aparecer o item para o ambiente na área Discover do app, que aparecerá de vez em quando entre os conteúdos profissionais criados por anunciantes ou para lives de shows.

Esta não é a primeira vez que o Snapchat vende produtos licenciados. Anteriormente a empresa chegou a colocar alguns merchans para vender na Amazon, além de disponibilizar para a compra os Spectacles, os óculos-filmadoras que se conectam com o aplicativo.

O lado curioso desta medida comercial realizada pela empresa está na verdade na manobra de colocar a loja dentro do próprio aplicativo. É de se imaginar que o interesse maior do Snapchat esteja não no lucro da venda dos suéteres e sim no comportamento dos usuários perante uma seção de compras no aplicativo. Será um bom teste para determinar aonde melhor colocar uma área dessas na rede social e analisar se há um mercado em potencial dentro de suas próprias fronteiras.

A Snap Store por enquanto só funciona nos Estados Unidos. [Pedro Strazza]

Love Magazine Spring 2018 Kaia Gerber by Mert Alas & Marcus Piggott

kaia.jpg
Kaia Gerber by Mert Alas & Marcus Piggott

Photography: Mert Alas and Marcus Piggott. Styled by: Katie Grand. Hair: Marcia Lee, Odile Gilbert. Makeup: Charlotte Tilbury. Model: Kaia Gerber.

Presidente da Sony, Kazuo Hirai deixará o cargo em 1º de abril

Responsável por reestruturação da empresa, ‘Kaz’ será substituído por Kenichiro Yoshida, atual diretor financeiro da empresa; executivo permanecerá como presidente do conselho da Sony

sony
Kazuo Hirai, o atual presidente executivo da Sony, em coletiva em que anunciou sua saída do cargo

O presidente executivo da Sony, Kazuo Hirai, vai deixar o cargo no próximo dia 1º de abril. Responsável por uma grande reestruturação da empresa, que passou a focar em negócios como videogames e sensores de imagens para câmeras nos últimos anos, ‘Kaz’, como é conhecido, será substituído pelo diretor financeiro da japonesa, Kenichiro Yoshida, seu braço direito.

A mudança surpreendeu o mercado ao ser anunciada nesta sexta-feira, 2, mas deve ser bem recebida pelos investidores – Yoshida ajudou a Sony a se reestruturar financeiramente desde 2014. Ex-líder do mercado de eletrônicos e criadora de produtos como o Walkaman, a Sony perdeu espaço nos últimos anos com o lançamento de produtos como o iPod e o iPhone.

Juntos, Yoshida e Hirai se aproveitaram da expertise da empresa em sensores de imagem e se transformaram em um grande fornecedor deste componente para câmeras de smartphones. Após o anúncio da ascensão de Yoshida, as ações da Sony subiram 7% no pregão nesta sexta-feira, 2, na bolsa de valores Nasdaq.

O anúncio foi feito junto com os resultados financeiros da empresa para o período entre outubro e dezembro de 2017. No trimestre, a empresa teve lucro recorde para o período, em US$ 3,2 bilhões. Além disso, a empresa aumentou a previsão de lucro para o seu ano fiscal, considerado entre abril de 2017 e março de 2018, para US$ 6,5 bilhões – caso seja confirmado, será o melhor resultado da japonesa em 72 anos de história.

Para analistas, o grande desafio da empresa agora será se reestruturar para seguir em frente quando a demanda por sensores de imagens cair. “Será preciso inspirar uma nova geração de engenheiros para criar produtos novos com base no know-how que a Sony tem nos últimos anos”, disse Damian Thong, da consultoria Macquarie.

Em uma conferência com investidores, Yoshida disse que a Sony precisa ser mais competitiva globalmente – hoje, a empresa está avaliada em US$ 63 bilhões, menos de 10% do que vale a Apple. “Sinto urgência em mudar isso”, disse Yoshida.

Videogames. A Sony divulgou ainda uma nova atualização para o número de PlayStation 4 vendidos. Em 31 de dezembro, o console chegou a 76,5 milhões de unidades vendidas em todo o mundo, com 9 milhões apenas no último trimestre.

O videogame caminha a passos largos para superar seu antecessor, o PlayStation 3, que vendeu 80 milhões de unidades. Além disso, segue sendo o líder de sua geração, à frente do Switch, com 14,8 milhões de unidades, e do Xbox One, com cerca de 35 milhões. / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Morre Julio Ribeiro, fundador da agência de publicidade Talent

A empresa criou campanhas como “Não é assim uma Brastemp” e “Tipo Net”

Sem título.jpg
Morre Julio Ribeiro, fundador da agência de publicidade Talent – Gabriel Cabral/Folhapress

Considerado um dos grandes nomes da publicidade brasileira, o publicitário Julio Ribeiro morreu na madrugada desta sexta-feira (2), vítima de um AVC, aos 84 anos.

O enterro será realizado na tarde desta sexta, no Cemitério de Morumby.

Ribeiro cursou Direito na USP e chegou a trabalhar em escritórios de advocacia.

Em 1958, porém, conseguiu uma apresentação na agência McCann-Erickson. Saiu de lá com emprego e, desde então, não largou a propaganda.

Depois disso, o publicitário passou pela Denison, Alcântara Machado e pela MPM –de onde saiu para abrir, em 1980, a Talent (atual Talent Marcel).

Sob o comando de Ribeiro, a agência criou campanhas como “Bonita camisa Fernandinho”, “Não é assim uma Brastemp”, “Tipo Net” e “Pergunta lá no Posto Ipiranga”.

Ao longo de sua carreira, ele recebeu sete prêmios Caboré, um dos principais da publicidade, como agência, planejamento e dirigente.

Em 2010, parte da Talent foi vendida ao grupo francês Publicis. Ribeiro permaneceu na empresa ainda por alguns anos, até sua saída oficial, em 2014.

No ano seguinte, voltou a empreender e abriu a JRP Propaganda, ao lado de Roberto Lautert.

Em sua página pessoal, Lautert lamentou a morte do sócio: “Perdemos o Julio. Mas também ganhamos ele pra sempre nas nossas melhores lembranças, seja no plano profissional ou no pessoal.”

A Talent também postou em sua rede social uma nota: “Nós, colegas de Julio Ribeiro na Talent, lamentamos profundamente o seu falecimento. Júlio é um dos pilares de um mercado publicitário sério, especialista, ético e criativo no Brasil. Suas palavras e atos serão ouvidos para sempre. Orgulho e saudades de você, Julio”.

O estilo esportivo-sexy da SZA, a injustiçada do Grammy

190117-sza1-590x487
A dona do hit “The Weekend” é fashionista de carteirinha

SZA… já ouviu falar? Se não, é hora de prestar atenção na cantora de 27 anos, que faz um R&B delícia de se escutar e foi indicada a 5 prêmios no Grammy, incluindo o de Artista Revelação – e a gente acha que ela merecia ter ganhado. Solána Imani Rowe (seu nome verdadeiro) arrasa nos vocais e é uma ótima compositora: trabalhou com Rihanna no hit “Consideration” e com Nicki Minaj e Beyoncé para música “Feelin’ Myself“.

E a artista, cujo codinome se pronuncia “Siza”, tem um estilo incrível, uma mistura esportiva-sexy com muita referência dos anos 90 – ela sempre posta “look do dia” no seu Instagram (@sza), vale a pena seguir e se inspirar! Para premiações e shows, a cantora trabalha com a stylist Dianne Garcia, que cuida também de Kendrick Lamar, e arrasa! Aposta também entre os fashionistas, SZA é a nova estrela da campanha Remix da Gap com pegada anos 80, que traz logomania e muito jeans. [Lilian Pacce]