Saoirse Ronan tem o look mais cool do tapete vermelho do BAFTA

A atriz escolheu um modelo Chanel da coleção de pre-fall desfilada em Hamburgo na Alemanha.

Saoirse Ronan.jpg
LONDON, ENGLAND – FEBRUARY 18: Saoirse Ronan attends the EE British Academy Film Awards (BAFTA) held at Royal Albert Hall on February 18, 2018 in London, England. (Photo by Jeff Spicer/Jeff Spicer/Getty Images)

O tapete vermelho do BAFTA acabou de acontecer e, mais uma vez, o movimento #TimesUP deu as caras por lá. Assim, contra o assédio sexual na indústria cinematográfica, as atrizes se uniram para povoar o red carpet com looks 100% pretos. A versão de Saoirse Ronan, indicada para o prêmio de melhor atriz pelo filme Lady Bird de Greta Gerwig, foi uma das mais decoladas do evento.

Fashionista de mão cheia, ela logo escolheu um modelo Chanel, tirado diretamente da coleção de Pre-Fall 2018 da etiqueta. Vocês se lembram do desfile incrível que a grife armou em Hamburgo, na Alemenha? Ele foi inteiramente inspirado nas tradições portuárias da cidade. Assim, referência à indumentária marítima sobraram na ocasião. A parte do vestido de Saoirse, por exemplo, remonta aos tricôs listrados usados pelos marinheiros — por isso a gola alta.

Para adicionar glamour, uma faixa de plumas pretas e uma saia transparente foram as apostas de Karl Lagerfeld, estilista da marca. Gostaram?

chanel_mda_086_.jpg
 (FOTOSITE/Agência Fotosite)

Kate Middleton foi de verde ao BAFTA e não quebrou protocolo real

Assim como no Globo de Ouro, atrizes escolheram looks pretos para dar visibilidade ao movimento Time’s Up.

5158b42a1851ec99b9cee9478c69252de5ffea2d
 (Chris Jackson/Getty Images)

Havia muita expectativa para saber se Kate Middleton aderiria ao movimento Time’s Up no tapete vermelho do BAFTA, neste domingo (18.2). Assim como no Globo de Ouro, evento que abriu a temporada de premiações nos Estados Unidos, atrizes foram convidadas a usar preto como forma de gerar mais visibilidade à campanha contra o assédio na indústria do cinema.

A duquesa, por sua vez, estava em um dilema já que se optasse pela cor estaria quebrando protocolos reais. Normalmente, membros da realeza usam preto apenas quando estão de luto e não podem se manifestar em protestos públicos. Sua escolha, então, pode ser lida como uma tentativa. Ela optou por um verde bem escuro, que dependendo da luz até poderia passar por preto, da estilista inglesa Jenny Peckham, e inseriu uma faixa na cor acima da barriga.

Em uma carta aberta anterior ao evento, quase 200 estrelas britânicas anunciaram um novo fundo para ajudar mulheres que sofreram com casos de assédio sexual no trabalho. Estima-se que a atriz Emma Watson, por exemplo, doou um milhão de libras para a iniciativa. Outras participantes são Kate Winslet e Keira Knightley.

BAFTA 2018 | Três Anúncios Para Um Crime ganha melhor filme e domina premiação britânica

Veja a lista completa de vencedores
Por Julia Sabbaga

536067-thumb
Três Anúncios Para Um Crime

Academia Britânica de Artes da Televisão e Cinema revelou hoje os vencedores do BAFTA 2018, maior premiação britânica do cinema.

Três Anúncios Para um Crime dominou a noite de premiações, ganhando estátueta de melhor filme, melhor filme britânico, roteiro original, e ainda os prêmios de melhor atriz, para Frances McDormand, e melhor ator coadjuvante, para Sam Rockwell. O prêmio de melhor diretor, no entanto, foi para Guillermo Del Toro, por A Forma da Água, que levou também as estátuetas de melhor design de produção e trilha sonora original.

Veja a lista completa abaixo, com vencedores em negrito:
Melhor filme
Me Chame Pelo Seu Nome
Dunkirk
O Destino de Uma Nação
A Forma da Água
Três Anúncios Para um Crime

Melhor Filme Britânico
O Destino de Uma Nação
The Death of Stalin
O Reino de Deus
Lady Macbeth
As Aventuras de Paddington 2
Três Anúncios Para um Crime

Estreia Notável de Um Cineasta Britânico
The Ghoul – Gareth Tunley (roteirista/diretor/produtor), Jack Healy Guttman & Tom Meeten (produtores)
I Am Not a Witch – Rungano Nyoni (roteirista/diretor), Emily Morgan (Produtor)
Jawbone – Johnny Harris (escritor/produtor), Thomas Napper (diretor)
Kingdom of Us – Lucy Cohen (diretor)
Lady Macbeth – Alice Birch (roteirista), William Oldroyd (diretor), Fodhla Cronin O’Reilly (produtor)

Melhor Filme em Língua Não-Inglesa
Elle
First They Killed My Father
The Handmaiden
Sem Amor
The Salesman

Melhor documentário
City of Ghosts
I Am Not Your Negro
Icarus
Uma Verdade Mais Inconveniente
Jane

Melhor Longa Animado
Viva – A Vida é uma Festa
Com Amor, Van Gogh
My Life as a Courgette

Melhor diretor
Denis Villeneuve, Blade Runner 2049
Luca Guadagnino, Me Chame Pelo Seu Nome
Christopher Nolan, Dunkirk
Guillermo Del Toro, A Forma da Água
Martin McDonagh, Três Anúncios Para um Crime

Melhor roteiro original
Corra!
I, Tonya
Lady Bird – É Hora de Voar
A Forma da Água
Três Anúncios Para um Crime

Melhor roteiro adaptado
Me Chame Pelo Seu Nome
The Death of Stalin
Film Stars Don’t Die in Liverpool
A Grande Jogada
As Aventuras de Paddington 2

Melhor atriz
Annette Bening, Film Stars Don’t Die in Liverpool
Frances McDormand, Três Anúncios Para um Crime
Margot Robbie, I, Tonya
Sally Hawkins, A Forma da Água
Saoirse Ronan, Lady Bird – É Hora de Voar

Melhor ator
Daniel Day-Lewis, Trama Fantasma
Daniel Kaluuya, Corra!
Gary Oldman, O Destino de Uma Nação
Jamie Bell, Film Stars Don’t Die in Liverpool
Timothée Chalamet, Me Chame Pelo Seu Nome

Melhor atriz coadjuvante
Allison Janney, I, Tonya
Kristin Scott Thomas, O Destino de Uma Nação
Laurie Metcalf, Lady Bird – É Hora de Voar
Lesley Manville, Trama Fantasma
Octavia Spencer, A Forma da Água

Melhor ator coadjuvante
Christopher Plummer, Todo o Dinheiro do Mundo
Hugh Grant, As Aventuras de Paddington 2
Sam Rockwell, Três Anúncios Para um Crime
Willem Dafoe, Projeto Flórida
Woody Harrelson, Três Anúncios Para um Crime

Melhor Trilha Sonora Original
Blade Runner 2049
O Destino de Uma Nação
Dunkirk
Trama Fantasma
A Forma da Água

Melhor fotografia
Blade Runner 2049 
O Destino de Uma Nação
Dunkirk
A Forma da Água
Três Anúncios Para um Crime

Melhor edição
Em Ritmo de Fuga
Blade Runner 2049
Dunkirk
A Forma da Água
Três Anúncios Para um Crime

Melhor Design de Produção
A Bela e a Fera
Blade Runner 2049
O Destino de Uma Nação
Dunkirk
A Forma da Água

Melhor Figurino
A Bela e a Fera
O Destino de Uma Nação
I, Tonya
Trama Fantasma
A Forma da Água

Melhor Penteado e Maquiagem
Blade Runner 2049
O Destino de Uma Nação
I, Tonya
Victoria & Abdul
Extraordinário

Melhor Som
Em Ritmo de Fuga
Blade Runner 2049
Dunkirk
A Forma da Água
Star Wars: Os Últimos Jedi

Melhores Efeitos Visuais
Blade Runner 2049
Dunkirk
A Forma da Água
Star Wars: Os Últimos Jedi
Planeta dos Macacos: A Guerra

Melhor Curta de Animação Britânico
Have Heart
Mamoon
Poles Apart

Melhor Curta Britânico
Aamir
Cowboy Dave
A Drowning Man
Work
Wren Boys

EE Rising Star Award – Estrela em ascenção
Daniel Kaluuya
Florence Pugh
Josh O’Connor
Tessa Thompson
Timothée Chalamet

Plástico ganha tratamento couture e confere ar futurista aos looks da vez

Transparente ou com brilho furta-cor, material é hit da temporada
Por Barbara Migliori

moodboard-fevereiro-2018-1
No canto esquerdo, backstage do desfile de verão 2018 da Chanel; abaixo, décor com iluminação furta-cor do restaurante Sketch, em Londres. À direita: looks Marc Jacobs (Foto: Benoit Peverelli/vogue Itália, Getty Images, Imaxtree, Thinkstock, Divulgação e Reprodução)

Transparente ou com brilho furta-cor, o plástico ganha tratamento couture e confere ar futurista aos looks da vez. As quedas-d’água de Gorges du Verdon, no sul da França, inspiraram Karl Lagerfeld a combinar tweeds rústicos em tons iridescentes a capas e acessórios de plástico translúcido para a Chanel.

moodboard-fevereiro-2018-2
Look do verão 2018 da Valentino; e, à direita, Marion Cotillard veste Balmain em festa pré-prêmio César, em janeiro. Ao lado, bolsa Sophia Webster, pulseiras Chanel e bota Alchimia Di Ballin (Foto: Benoit Peverelli/vogue Itália, Getty Images, Imaxtree, Thinkstock, Divulgação e Reprodução)

Esporte, paetês, transparências plásticas e glamour old school se encontram na coleção da Valentino, uma homenagem à corrida espacial e à chegada do homem à Lua.

moodboard-fevereiro-2018-3
No alto, à esquerda, Jake Gyllenhaal, protagonista de Jimmy Bolha (2001); abaixo, sandália Alberta Ferretti e, à direita, Jane Fonda em Barbarella (1968). No centro, look Louis Vuitton (Foto: Benoit Peverelli/vogue Itália, Getty Images, Imaxtree, Thinkstock, Divulgação e Reprodução)

moodboard-fevereiro-2018-2
À esquerda, colar Chanel e sandália Aquazzura. No centro, looks Moschino e Mugler combinados a capa plástica na Vogue italiana de janeiro. À direita, looks Balmain, Valentino e Alberta Ferretti (Foto: Benoit Peverelli/vogue Itália, Getty Images, Imaxtree, Thinkstock, Divulgação e Reprodução)

Bafta 2018: famosas vestem preto no tapete vermelho britânico

Atrizes dão sequência a protestos contra o assédio

bafta-2.jpg
Jennifer Lawrence, Margot Robbie e Lupita Nyong’o – Bafta (Foto: Getty)

tapete vermelho do Bafta 2017, maior premiação britânica dedicada ao cinema (também conhecida como o “Oscar britânico”), foi estendido neste domingo (18.02) direto do Royal Albert Hall, em South Kensington, Londres.

bafta-1
Bafta (Foto: Getty)

Depois de darem start ao movimento Time’s Up no último Golden Globes, as atrizes agora repetem a icônica manifestação, vestindo looks pretos como forma de protestar e atrair atenção à luta contra o assédio sexual, abuso de poder e desigualdade na indústria do cinema e em outros mercados.

gettyimages-919978028.jpg
Kate Middleton e Príncipe William (Foto: Chris Jackson/Getty Images)

Além das celebridades que já eram esperadas, o evento também foi abrilhantado pela presença da realeza. Aos 7 meses de gravidez, Kate Middleton surgiu em um longo verde escuro by Jenny Packham ornado por poderoso conjunto de joias em diamantes e esmeraldas, acompanhando o marido, o Príncipe William, presidente do BAFTA.

Kate Middleton, Jennifer LawrenceAngelina Jolie e Lupita Nyong’o foram algumas das que cruzaram o red carpet. Confira os melhores looks na sequência:

Bilheteria EUA: Pantera Negra, Pedro Coelho, Cinquenta Tons de Liberdade, Jumanji: Bem-Vindo à Selva, 15h17 – Trem para Paris

black-panther-dolbyNa sua semana de estreia nos Estados Unidos, Pantera Negra quebrou o recorde de Vingadores: Era de Ultron e se tornou a quinta maior bilheteria de fim de semana de estreia de todos os tempos. O novo filme da Marvel Studios arrecadou US$ 192 milhões na bilheteria.

Além de Chadwick Boseman no papel principal, o longa conta com Michael B. Jordan Forest WhitakerDanai Gurira vive Okoye e Lupita Nyong’o interpreta Nakia, as duas principais Dora Milaje do filme. Com direção de Ryan CooglerPantera Negra está em cartaz nos cinemas.

Em segundo lugar a animação Pedro Coelho, da Sony Pictures, se manteve na posição, rendendo US$17 milhões em seu segundo fim de semana em cartaz.

A trama mostrará que a rivalidade entre Rabbit (dublado no original por James Corden) e o Sr. McGregor (Domhnall Gleeson) atinge outros níveis, já que eles começam a disputar a atenção de Bea (Rose Byrne). O elenco de dubladores têm ainda Margot RobbieElizabeth Debicki e Daisy Ridley. O filme foi dirigido por Will Gluck, conhecido por Amizade Colorida e A Mentira.

Cinquenta Tons de Liberdade foi desbancado ao terceiro lugar, com a conclusão da trilogia erótica adaptada da obra de E. L. James rendendo US$16,9 milhões à Universal Pictures.

Na trama, Anastasia (Dakota Johnson) e Christian (Jamie Dornan) estão casados e, embora pareçam ter tudo, os dois precisam se adaptar: ela para não perder sua identidade no mundo do marido e ele para dominar seu impulso controlador. James Foley comanda o longa.

Jumanji: Bem-Vindo à Selva, aparece em quarto lugar. Na sua nona semana em cartaz, o filme fez US$7,9 milhões no fim de semana, e se tornou o segundo maior filme da Sony Pictures de todos os tempos.

O novo longa acompanha quatro jovens que encontram um antigo videogame com o jogo de Jumanji. Ao ligarem e escolherem um personagem, eles são transportados para a floresta. O nerd da turma entra no corpo de Dwayne Johnson, enquanto a jovem mais popular fica na pele de Jack Black. O elenco principal conta ainda com Kevin Hart e Karen Gillan. O filme está em cartaz no Brasil.

15h17 – Trem para Paris, inverteu posições com Jumanji e agora aparece em quinto lugar na bilheteria. O novo longa do diretor Clint Eastwood (Sniper Americano), fez US7,9 milhões de bilheteria para a Warner Bros. A trama acompanha soldados americanos que impedem um ataque terrorista em um trem que está viajando para Paris. Os personagens são interpretados pelos soldados reais que passaram pela situação.

Como usar pochete nos ombros

Veja como atualizar o look com o acessório da temporada.

pochete
 (WGSN/WGSN)

As pochetes são trend inegável, certo? Desde que os anos 1990 voltaram aos holofotes fashion, itens que são considerados diferentões — como as chokers e os tênis ortopédicos —  estão ganhando cada vez mais atenção, tanto na passarela quanto nas ruas.

Você já entendeu como usá-las da forma mais tradicional: pendurada na cintura. Esse jeito virou o favorito também de quem arrematou a pochete da Gucci, considerada queridinha da temporada. Mas sempre existe uma maneira nova de inserir esse item no look. E ela tem aparecido de forma constante pendurada nos ombros e também de forma transversal.

Apesar de ousado, essa forma de usar transforma o acessório em foco do look. Por isso, vale investir em itens statement. Saiba quais são as lojas que oferecem modelos estilosos e inspire-se!

Cinco exposições sobre arquitetura e urbanismo para ver em São Paulo

Foto-Sou-Fujimoto-Architects
Foto: Sou Fujimoto Architects

Casas de Vidro
A mostra relaciona casas de vidro projetadas por Philip Johnson, Charles e Ray Eames e Mies Van Der Rohe, nos Estados Unidos, com a residência do casal Bardi, no Brasil. Há, por exemplo, imagens dos projetos e maquetes inéditas. Casa de Vidro Lina Bo Bardi. R. Gal. Almério de Moura, 200, V. Morumbi, 3744-9902. 5ª a dom., 10h15, 11h45, 14h e 15h30. R$ 20. Até 4/3.

Sou Fujimoto
Em ‘Futures of the Future’, o arquiteto japonês apresenta painéis e pequenas maquetes, que retratam sua ligação com projetos que abordam a relação entre espaços internos e externos, como quintais que se confundem com ruas. Japan House. Av. Paulista, 52, metrô Brigadeiro, 3090-8900. 10h/22h (dom. e fer., 10h/18h; fecha 2ª). Grátis. Até 25/2.

Passagens – Espaço de Transição para a Cidade do Século XXI
A exposição reúne fotos, vídeos e instalações que tratam de problemas e soluções de urbanismo em diversas metrópoles do mundo. O tema principal são passagens, espaços de mobilidade como túneis, escadarias, passarelas e pontes. Museu da Casa Brasileira. Av. Brig. Faria Lima, 2.705, Jd. Paulistano, 3032-3727. Inauguração: sáb. (17), 14h30. 10h/18h (fecha 2ª). R$ 10. Até 8/4.

Zip’Up: Trauma
A cidade é o tema mais abordado por Ivan Padovani. Em sua nova mostra, ele expõe uma série de fotografias de obras de infraestrutura paralisadas. As imagens buscam abordar os impedimentos para a transformação urbana. Zipper Galeria. R. Estados Unidos, 1.494, 4306-4306.10h/19h (sáb., 11h/17h, fecha dom.). Grátis. Até 24/2.

Amar e Viver São Paulo
São 30 pinturas que retratam a capital paulista e as transformações urbanas entre os anos de 1984 e 2018, sob o olhar da artista Nilda Luz. Entre os locais, estão pontos históricos e turísticos da cidade, como a Avenida Paulista e a Faculdade de Direito do Largo São Francisco. Museu Anchieta. Cripta do Pateo do Collegio. Pça. Pateo do Collegio, 2, Centro, estação Sé, 3105-6899. 9h/16h30 (fecha 2ª). R$ 8. Até 3/8.

Giorgio Armani cria uniformes para escola pública japonesa Taimei Elementary School

070217-giorgioarmani-japao-550x454
Os alunos da Taimei Elementary School vão usar uniformes by Giorgio Armani

Já pensou se o uniforme do seu colégio fosse assinado por algum estilista famoso? Essa é a realidade de uma escola pública primária em Ginza, bairro de Tóquio no Japão (tipo os Jardins de lá). Os alunos da Taimei Elementary School vão usar trajes criados pela Giorgio Armani!

Os uniformes chegam a custar ¥ 80,000 (cerca de R$ 2.400) ou seja, 3 vezes mais caros que o preço convencional. Em uma carta aos pais, o diretor Toshitsugu Wada disse que a Taimei era um marco em Ginza, e a decisão de adotar os uniformes desenvolvidos pela Armani tem o objetivo de criar uma atmosfera adequada pra escola. O uso desse uniforme específico não é obrigatório, mas a recomendação de uso é clara, e caso muitos adotem… os que não adotam ficam numa situação complicada, né? E aí? O que você acha disso? A saber: a sede japonesa da marca italiana está apenas a 200 metros do colégio.

Enquanto isso, uma outra escola, a Kashiwanoha que fica em Kashiwa na prefeitura de Chiba (mais ou menos uma hora de carro de Tóquio), adotou outra regra em uniforme que chamou a atenção, mas que não tem a ver com marcas de luxo. Ela, que abre sua primeira turma de Ensino Médio agora, vai permitir que os alunos usem calça ou saia e gravata ou lenço independente do sexo biológico. Parece que a princípio eles não queriam adotar uniformes pros mais velhos, mas 90% dos pais pediram pra que seus filhos tivessem uniforme – isso é quase uma instituição no Japão, pra identificar estudantes com facilidade. Então foi decidido por um comitê formado por pais, estudantes, professores e moradores da região, que, em respeito aos jovens LGBTQ+, as opções não fossem fechadas em gênero. Muito bem! [Lilian Pacce]