PUMA e FUBU lançam coleção inédita

A icônica marca de streetwear dos anos 1990 revisitou sua história para a parceria com a PUMA.

bu.jpg
 (PUMA/Divulgação)

Era 1992 quando quatro amigos lançavam uma marca que não apenas estaria sob os holofotes do streetwear como alcançaria um significado e uma importância única para a comunidade negra norte-americana. A FUBU, acrônimo de “For Us By Us”, virou referência na criação de peças que traduziam, representavam e valorizavam a cultura negra e do hip-hop — um dos importantes motivos, como conta o nome, é por ela ser feita por e para pessoas de dentro dela. Não é à toa que “FUBU”, inclusive, virou título e tema de uma música de Solange Knowles sobre apropriação e valorização cultural.

E a trajetória da marca criada por Daymond John, J. Alexander Martin, Keith Perrin e Carlton Brown está sendo lembrada em uma parceria inédita com a PUMA, em uma coleção que resgata o autêntico streetwear, com looks marcados por contrastes de cor e diversidade de tecidos. Entre as peças icônicas estão a jaqueta e a calça T7, baseadas em um modelo da marca.

A coleção já está disponível no site da Puma e em lojas selecionadas. “Quando começamos a FUBU, nós éramos muito jovens. Nós procurávamos um caminho. Não para fora do gueto, mas um caminho”, contou J. Alexander Martin. Em entrevista exclusiva para à ELLE Brasil, ele conta sua visão sobre moda e sobre a marca:

O que você sobre a atual cena do streetwear? Como ela é diferente hoje e nos dias que você começou?
Eu acredito que o streetwear está passando por uma transformação. Antes ele era uma combinação de designers urbanos e do mundo do skate competindo pelo mesmo espaço. Streetwear é só o oposto de ready to wear.

Como surgiu a colaboração entre a PUMA e a FUBU?
Wille Esco é um grande designer e diretor criativo, e tinha uma boa relação com os executivos da PUMA. Ele nos apresentou a ideia de fazer uma parceria para celebrar o mês da história negra. Já tivemos algumas colaborações de sucesso durante nossa missão de relançar a marca, então caiu muito bem.

Por que você acha que as marcas combinaram bem?
A FUBU sempre foi uma marca global com vendas que vão além dos bilhões de dólares. A PUMA, por sua vez, é conhecida por seus itens atléticos, o que combinou bem com o estilos que fizeram a FUBU ser o que é hoje. Nossos looks com mix de estilo esportivo com urbano foram bem traduzidos no resultado.

Como vocês traduziram a identidade da FUBU nas roupas da PUMA?
Foi simples e começou com o logo. Uma vez que ele ficou pronto, tudo funcionou bem facilmente. Tínhamos acordos de marca registrada com a NBA e a ABA. Nosso casaco de jérsei vendeu mais que o da NFL. Com esse histórico e a qualidade da PUMA, era um encontro feito para dar certo.

O que você acha da colaboração entre a Gucci e Dapper Dan depois de toda acontrovérsia de seu desfile resort?
As cópias são o maior elogio. Dapper Dan reinterpretou a Gucci e provavelmente vendeu mais peças que a Gucci, durante seu tempo. Se não pode combatê-los, junte-se a eles.

O que você pensa dos debates de apropriação cultural na moda?
A FUBU é uma anomalia no debate de apropriação cultural porque nós criamos o que queríamos, daí o significado de “FUBU” (For Us By Us). O hip-hop sempre foi um movimento cultural no qual todos amavam a música. Eu, pessoalmente, não concordo que as pessoas roubem o estilo. Não concordo com uma estrutura hierárquica, também. Eu envolvo todos porque acho que é assim que crescemos.

Por que você acha que demorou tanto para o streetwear ser valorizado na moda?
A moda sempre saiu na frente com a mídia, mas quando a venda do streetwear superou a da alta moda, eles não puderam negar esse estilo.

Por que você acha que o streetwear é importante para o empoderamento negro?
Ele é uma representação de nossa cultura.

Como você acha que a FUBU se relaciona com os consumidores brasileiros?
Existe uma grande comunidade afro-brasileira, assim como amantes do hip-hop.

Chanel e Farfetch querem transformar o consumo de luxo

As gigantes da moda selam uma parceria que usa a tecnologia para melhorar a experiência de compra.

17khc_visuel_home_mode3-standard-1440
 (chanel.com/Divulgação)

A Chanel e a Farfetch juntaram-se para oferecer a expertise em luxo da casa francesa com a inovação tecnológica de um dos maiores e-commerces do mundo. O resultado é uma parceria que promete facilitar e valorizar a experiência do consumidor da maison. Como parte da iniciativa, a Chanel também investiu na Farfetch e agora é uma de suas acionistas.

O acordo entre as marcas será renovado ao longo dos anos — então será possível observar uma aproximação cada vez maior entre as duas gigantes ao longo do tempo. Além disso, é a primeira parceria dessa dimensão feita entre marcas dos dois segmentos, o que abre caminhos inovadores para pensar como o mercado está consumindo moda atualmente.

Chanel já afirmou que não tem intenção de vender suas roupas online. Apesar disso, “A Chanel e a Farfetch compartilham uma visão convergente sobre o futuro das compras”, contaram as marcas em um pronunciamento oficial. De acordo com as labels, elas acreditam que já existe tecnologia o suficiente para oferecer uma experiência de compra não-virtual extremamente personalizado e única — como acontece online.

Na prática, a visão da Farfetch (através da coleta de dados) será utilizada dentro das lojas da Chanel, fornecendo informações sobre os clientes dentro da boutique e fora dela. As preferências de cada consumidor ficarão mais claras para a label. Com esse tipo de recurso, a Chanel desenvolverá a própria “augmented retail experience” — em tradução literal, experiência de compra aumentada.

“Nós acreditamos que o futuro da venda de artigos de luxo se baseia em reinventar a experiência do consumidor”, conta José Neves, fundador e CEO da Farfetch. “Nós estivemos investindo mais do que todos em tecnologia e informações dos consumidores para transformar essa visão em realidade”.

Nasce Theresa, filha de Mariana Weickert e Arthur Ferraz

Apresentadora dá à luz a sua primeira filha

mariana
Mariana Weickert (Foto: Reprodução/Instagram)

Bem-vinda ao mundo, Theresa!  Mariana Weickert deu à luz sua primeira filha com Arthur Ferraz. A pequena nasceu em São Paulo nesta segunda-feira (19.02) com 3,910kg e 50cm às 15h56. O casal está junto desde o fim de 2014.

Foram dias de expectativa e espera pela pequena. Para induzir o parto normal, Mari chegou a caminhar mais de 10km a passos lentos todos os dias e fez exercícios com a bola.

mariana1
Mariana Weickert (Foto: Reprodução/Instagram)

Dias antes do nascimento, a modelo postou uma selfie deixando em evidência o barrigão de grávida de 31 semanas. Radiante, ela sorriu com a mão sobre a baby bump. Felicidades a família! [Renata Garcia]

Jennifer Lawrence vai tirar ano de folga para se dedicar ao ativismo

Atriz vai trabalhar no engajamento político de jovens em uma ONG anti-corrupção.

jennifer-lawrence-21818.jpg
Jennifer Lawrence Bafta 2018

A atriz Jennifer Lawrence vai tirar um ano de folga da carreira em Hollywood para se dedicar ao ativismo. A estrela de “Mãe!” e da série “Jogos vorazes” anunciou em entrevista ao site Entertainment Tonight que vai trabalhar no engajamento político de jovens em uma ONG anti-corrupção que atua nos Estados Unidos.

“Vou tirar o próximo ano de folga e vou trabalhar como parte da Represent.Us, tentando ajudar os jovens a se engajarem políticamente em um nível local”, disse a atriz de 27 anos.

A atriz afirma que seu envolvimento não tem relação com partidos políticos e que a ONG age contra a corrupção e a favor de leis nacionais que podem “ajudar a prevenir a corrupção e consertar a nossa democracia”.

O próximo filme de Jennifer Lawrence a estrear no Brasil é “Operação Red Sparrow”, em 1º de março, onde ela interpreta uma agente do serviço de inteligência russo.

Maquiagem cheia de glitter é aposta em desfile da London Fashion Week

Queridinho do carnaval, o glitter pode ser tendência fora da folia

1519072633195.jpg
Val Garland, diretora global da L’oreal Paris, é a maquiadora responsável pelo visual Foto: E/EPA/TOLGA AKMEN

No último domingo, 18, durante o desfile da Preen By Thornton Bregazzi para a Semana de Moda de Londres, um detalhe da beleza chamou bastante atenção. diversas modelos apareceram com aplicações de glitter na testa.

A maquiadora Val Garland, que assinou a beleza da passarela, mostrou em seu Instagram como chegou ao resultado final. De acordo com o vídeo, ela soprou as partículas brilhantes diretamente no rosto das modelos. O resto da maquiagem era bem fresca, apenas com a pele corrigida e pontos de iluminador.

Apesar de seu uso não ser comum – com exceção, no Brasil, da época de carnaval -, o glitter certamente está no radar dos fashionistas.  Vale lembrar que o produto comum é antiecológico e não pode ser, de forma alguma, aplicado na região dos olhos. Porém, alternativas biodegradáveis já estão no mercado.

Londres leva excentricidade das passarelas para o street style

Conhecida pela aura sóbria e ainda assim excêntrica, a semana de Londres teve looks com mix de alfaiataria e volumes conceituais

street-style-londres-inverno-2019_12.jpg
Street style (Foto: Jonathan Daniel Pryce)

Londres é conhecida pelos desfiles mais excêntricos, divertidos e peculiares da temporada internacional. E isso se reflete nos looks off-passarela, pontuados por um mix de alfaiataria e xadrezes – o lado sóbrio dos britânicos – com cores, shapes e texturas inusitados e quirky.

Veja abaixo alguns dos melhores visuais clicados no vai-e-vem das apresentações e se inspire.

Lady in red: Gisele Bundchen em ação para o inverno da Arezzo. Play!

Top model aparece deslumbrante em look monocromático

gisele.jpg
Gisele Bündchen (Foto: Divulgação)

Gisele Bündchen não para. Como Vogue adiantou, a über foi escolhida para estampar, mais uma vez, a campanha da Arezzo. Desta vez, a top empresta sua beleza a bordo dos modelos de acessórios de inverno 2018, no shooting realizado em Nova York.

Quem assina o styling é Pedro Sales, que vestiu a brasileira em um look sensual, baseado em um único tom: o vermelho. A “lady in red” vestiu um casaco oversized, luvas de couro e botas de cano baixo na mesma cor.

Além das fotos de autoria da dupla Luigi & Iango, a campanha conta com um vídeo, que tem direção artística de Giovanni Bianco e mostra um pouquinho mais do que o público pode esperar dos novos produtos.

Meghan e Harry assistem musical que tira sarro de antepassado dele… E adoram!

meghan
Príncipe Harry e a noiva, atriz Meghan Markle

Mais uma prova de que Meghan Markle e o príncipe Harry formam o casal mais cool da história da realeza britânica: os dois aproveitaram o feriadão de Valentine’s Day, celebrado no hemisfério norte no último dia 14, para ir assistir o musical “Hamilton”, em cartaz no West End de Londres desde dezembro. Até aí, nada demais, não fosse pelo fato de que a produção que estreou na Broadway em 2015 e logo virou hit Nova York conta a história de Alexander Hamilton, um dos “Pais Fundadores” dos Estados Unidos, ao mesmo tempo em que tira sarro de George III, que reinou na Inglaterra entre 1760 e 1820 e é antepassado direto de Harry.

Para quem não sabe, Meghan e Harry são habitués de teatros desde que começaram a namorar, já que se trata de um dos poucos programas que, bem orquestrado, eles podem fazer juntos sem chamar muita atenção. O que eles acharam de “Hamilton”? Adoraram! [Anderson Antunes]

Nars x Erdem: a paixão por floral da grife traduzida em maquiagem

Fashion house se uniu à marca de beauté para coleção inédita

erdem-for-nars-strange-flowers-collection-stylized-image-1
Nars x Erdem (Foto: Reprodução/Vogue UK)

As novidades da Erdem nesta temporada de inverno 2019 superaram o desfile desta segunda-feira (19.02), durante a London Fashion Week: o backstage apresentou a parceria mais inédita da grife no momento. A fashion house se uniu à Nars para lançar sua primeira collab de beauté, anunciada pela Vogue UK, e o poder do resultado já foi colocado à prova na pasarela.

Chamada de “Strange Flowers”, a coleção vem sendo pensada há dois anos e traduz a paixão de Erdem Moralioglu por flores, desde a paleta de cores escolhida até a finalização da embalagem — que conta com um belo floral azul pastel. Os destaques da linha incluem seis batons com nomes de flores selvagems (Moon Orchid e Carnal Carnation são alguns dos títulos escolhidos), lenços removedores de oleosidade e highlighters perolados.

erdem-for-nars-strange-flowers-collection-bts-image-3
Nars x Erdem (Foto: Reprodução/Vogue UK)

Entretanto, o verdadeiro ponto alto da collab é um produto inovador, o Lip Powder Poison Rose Palette. Como o próprio nome diz, trata-se de um pó para os lábios e, por mais diferente que possa parecer, Erdem explica o motivo pelo qual quis o item: “eu adoro o efeito de carimbo e lábios vermelhos bem mate. Eles me lembram da minha mãe, que sempre usava o batom vermelho como um sinal de que estava pronta para sair e enfrentar o mundo”.

Boa notícia: a partir de 15 de abril a coleção estará disponível nos Estados Unidos e chega ao Brasil em agosto deste ano.