Facebook paga propaganda em jornais para pedir desculpas a usuários

A publicidade foi publicada neste domingo, mesmo dia em que foram divulgadas pesquisas de opinião de usuários contrários a plataforma

RDESController
Facebook é a rede social mais famosa do mundo

O Facebook voltou a pedir desculpas aos usuários de rede social neste domingo, 25, pagando publicações de anúncios em jornais britânicos e americanos. A publicação aparece como resposta às pesquisas de opinião publicadas nos Estados Unidos e na Alemanha que indicavam que usuários estão perdendo a confiança na rede social devido ao escândalo envolvendo a venda de dados privados. O escândalo fez o Facebook perder US$ 76 bilhões em valor de mercado em uma semana.

Segundo pesquisa da Reuters, feita na última sexta-feira, 23, menos da metade dos americanos (41%) acredita que o Facebook obedecerá às leis de privacidade definidas nos Estados Unidos. Já a pesquisa publicada pelo Bild am Sonntag revela que 60% dos alemães temem que as redes sociais impactem negativamente na democracia.

O Facebook está andando na corda bamba desde a última semana. A empresa tenta que equilibrar o desejo de legisladores do mundo inteiro que tentam regular a plataforma ao mesmo tempo em que a rede social tenta melhorar sua reputação entre usuários, anunciantes, legisladores e investidores.

Pressão. No campo regulatório, o senador americano Mark Warner, principal democrata do Comitê de Inteligência do Senado, disse em uma entrevista neste domingo que o Facebook não informou exatamente como a empresa de análise de dados, Cambridge Analytica, usou as informações dos usuários da rede social.

Warner repetiu pedidos para que Zuckerberg testemunhasse pessoalmente perante os legisladores dos EUA, dizendo que o Facebook e outras empresas de internet estavam relutantes em enfrentar “o lado sombrio da mídia social” e como ela pode ser manipulada.

Estratégia. A rede social pagou páginas inteiras em jornais importantes nos Estados Unidos e na Europa para pedir desculpas aos usuários. Entre os jornais que tiveram a propaganda publicada na edição de hoje estavam o The New York Times e o The Observer, empresas que publicaram inicialmente o escândalo no sábado, 17.

Sem título.jpgNa propaganda, Zuckerberg reconhece que um aplicativo “vazou os dados de milhões de usuários do Facebook, em 2014” e relembra os anúncios feitos na última quarta-feira, 21, para melhorar a privacidade dos dados dos usuários.

“Desculpe por não termos feito mais no momento. Estamos agora tomando providências para garantir que isso não aconteça novamente”, diz a publicação assinada por Zuckerberg. [Reuters]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s