Uma faz moda utilitária pensando em refugiados

Bolsos gigantes, amarrações e peças que se transformam permearam a coleção

200418-spfw-uma0-2
Estilista Raquel Davidowicz de mãos dadas com modelo no encerramento do desfile

A estilista Raquel Davidowicz olhou para a crise dos refugiados para construir seu inverno 2018, apresentado no Museu da Imigração na segunda (23).

O museu foi escolhido especialmente para falar desses imigrantes que vem ao Brasil e transformaram a cultura do país. No casting, Raquel procurou modelos com ascendências diversas. “Não existe uma pessoa 100% brasileira”, conclui a estilista no backstage.

A coleção tem o DNA forte da marca, com adição de cintos utilitários, bolsos enormes em calças de seda, macacões usados como calças com as mangas amarradas na cintura, um cachecol de tricô que apareceu ora como cinto, ora como véus muçulmanos.

Além de multifuncionais, as peças trazem uma sensação de proteção necessária em tempos de xenofobia exagerada. Os tons continuam sóbrios, assim como suas últimas coleções, com pontos de cor de azul.

A Uma trouxe ao Brasil Emma Ferrer, neta de Audrey Hepburn. A atriz e escritora é amiga de Raquel Davidowicz de Nova York, onde trabalharam juntas em projetos com refugiados.

“O estilo da minha avó era atemporal, sem se prender a tendências passageiras. Tento trazer isso para minha vida. Por isso me identifico com a Uma”, finaliza Ferrer. [Giuliana Mesquita]

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s