Arquiteta mineira Gabriela Matos cria plataforma que reúne profissionais negras

Iniciativa foca na divulgação e no fortalecimento do trabalho de mulheres negras na arquitetura e no design
Por Feito Por Elas – Giovanna Maradei

Sem títuloNo início de 2018, a mineira Gabriela Matos se uniu à única outra arquiteta negra que ela conhecia, a recifense Bárbara Oliveira, para montar a plataforma Arquitetas Negras, uma iniciativa que busca encontrar, catalogar, divulgar e potencializar o trabalho de mulheres negras na área da arquitetura e do design.

A recém-nascida iniciativa começou em março com uma página no Facebook e um formulário que convocava arquitetas e designers negras a se apresentarem e contarem um pouco de sua realidade e seu trabalho. Foram 300 respostas na primeira semana e, com elas, a certeza de que a inquietação de Gabriela não era só dela.

“Eu estava em um emprego estável, mas insatisfeita e percebia claramente que quanto mais eu ascendia na minha profissão, menos negros em encontrava”, conta a arquiteta que largou um cargo no setor público para abrir seu próprio escritório e se dedicar ao projeto “Arquitetas Negras”.

arquitetas-negras-02

Hoje, além de começar a criar uma base de pesquisa sobre a realidade das mulheres negras brasileiras na área do design e da arquitetura, o projeto quer conectar essas profissionais, entre si e também com potenciais clientes sensíveis a sua causa. Não à toa deve até virar um site, no qual todo mundo poderá conhecer o trabalho dessas profissionais e entrar em contato com elas.

“A ideia é criar uma plataforma para divulgar e fortalecer essa produção”, explica Gabriela que se surpreendeu ao descobrir que a maior parte das pesquisadas atuam na área, embora não estejam presentes nos grandes escritórios, nas revistas ou nas mostras. Uma ausência que, para a fundadora do projeto, só é justificada pela interferência da questão racial.

“O campo da arquitetura e do design ainda é muito elitizado e muito branco. É muito comum eu ir em uma mostra, por exemplo, e perguntarem: ah, você também é arquiteta? ”, conta Gabriela que é formada pela PUC de Belo Horizonte e pós-graduada pela UFMG e – além do site e do crescimento da pesquisa já começa a planejar seminários que leve o debate da questão racial para universidades.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s