Serpentine Pavilion de Frida Escobedo é inaugurado em Londres

Projeto permanecerá em exposição de 15 de junho a 7 de outubro de 2018

arquitetura-serpentine-pavilion-01O Serpentine Gallery Pavilion 2018, projetado pela arquiteta mexicana Frida Escobedo, acaba de ser inaugurado no Kensington Gardens, em Londres. A obra, que combina elementos da arquitetura mexicana com referências britânicas, permanecerá em exposição de 15 de junho a 7 de outubro. Depois de Zaha Hadid, a arquiteta mexicana é a segunda mulher a assinar sozinha o projeto do renomado pavilhão, que neste ano chega à 18ª edição.

Fazendo referências a arquitetura mexicana, com a composição de pátios internos, por exemplo, e explorando materiais típicos dos projetos britânicos, o mais novo Serpentine Pavilion revela um jardim composto por dois volumes retangulares, construídos com telhas de cimento escolhidas especialmente por sua textura e cor.

Essas telhas são empilhadas para formar uma celosia, uma espécie de parede permeável típica da arquitetura mexicana, que permite a circulação do ar e a passagem de luz natural. Uma piscina triangular na parte inferior do pavilhão e dois painéis espelhados que ficam na parte superior criam reflexos variados de acordo com a hora do dia.

“Meu projeto para o Serpentine Pavilion 2018 é um encontro de inspirações materiais e históricas inseparáveis da própria cidade de Londres, e de uma ideia que tem sido fundamental para a nossa produção desde o início: a expressão do tempo na arquitetura”, explicou Frida em entrevista ao site do projeto.

“Incorporamos luz e sombra, reflexão e refração, transformando o edifício em um relógio que descreve a passagem do dia”, completou a arquiteta. O diretor artístico das Serpentine Galleries descreveu o projeto como “um relógio vivo no parque, alimentado pela luz e pela linha do Meridiano Zero”.

O Serpetine Pavilion ficou conhecido por ser um mix de obra de arte com centro de eventos. Frida Escobedo é a arquiteta mais jovem a projetar a obra, que teve início em 2000, com Zaha Hadid e, segundo os organizadores, contemplou alguns dos maiores nomes da arquitetura internacional. Nos últimos anos, estão entre os criadores do pavilhão o japonês Sou Fujimoto, o dinamarquês Bjarke Ingels (BIG) e o burquinense Diébédo Francis Kéré.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s