Gucci Especial Para ELLE República Tcheca Julho 2018 by Andreas Ortner

Sem título.jpgPhotography: Andreas Ortner at SCHIERKE Artists. Fashion Stylist: Lenka Kermes. Hair: Hristina Georgievsk. Makeup: Miroslava Mysicka. Models: Leontyna Sirinova, Aneta Mestanova.

Duas horas diabólicas: por que “Hereditário”, de Ari Aster, é o filme mais assustador do ano

20557421_expressive-new-hereditary-trailer_84be507f_m
Toni Collette em cena de “Hereditário” || Créditos: Divulgação

Quem aí assistiria um filme que está sendo descrito pelos críticos como “o melhor sofrimento que você vai passar no cinema neste ano” (Jamie East, The Sun), “uma obra de arte carregada de sustos que contém uma verdade cruel” (Alonso Duralde, TheWrap.com), “as duas horas mais diabólicas que alguém pode viver” (Chris Nashawaty, Entertainment Weekly) e “um salto assombroso em direção ao inferno” (Matthew Norman, London Evening Standard), só para citar os “mais mais”?

Exibida no Festival de Sundance no começo do ano e em cartaz no hemisfério norte desde o último dia 8, a produção em questão é “Hereditário”, dirigida pelo estreante Ari Aster e estrelada por Toni Collette, que está fazendo o maior sucesso por abordar de maneira inteligente e extremamente assustadora o fato cada vez mais real de  que a sociedade em que vivemos pode ser auto-ameaçadora.

A trama se desenrola a partir da morte de Ellen, a matriarca da família Graham, que deixou como herança um drama familiar cheio de segredos aterrorizantes e que no fim revela um destino cruel para os herdeiros dela. Tudo isso dentro de casa, um truque usado por veteranos da sétima arte como Alfred Hitchcock para expor que o lar muitas vezes deixa de ser um santuário para se tornar uma fortaleza em ruínas e a causa de muitos problemas do mundo.

Rodado com um orçamento de meros US$ 10 milhões (R$ 37,5 milhõs), o filme tem sido descrito por Aster não como um terror, mas uma tragédia da vida real que se transforma em pesadelo. Fã confesso de clássicos como “O Bebê de Rosemary”, “Carry” e “Psicose”, ele usou elementos desses e outros longas que marcaram época para escrever um roteiro poderoso que prende o espectador do começo ao fim.

O resultado foi o melhor possível, como “Hereditário” desde já sendo considerado como um forte candidato ao Oscar de 2019, principalmente pela direção de Aster e pela atuação pontual de Collette, cujo último grande papel na telona foi no mesmo gênero – “O Sexto Sentido” – que até rendeu a ela uma indicação à estatueta como Melhor Atriz Coadjuvante.

Filmes de horror “para adultos” estão em alta em Hollywood, com “Corra!” sendo indicado a quatro Oscars neste ano e “Um Lugar Silencioso” despontando desde já como um dos prováveis grandes destaques na próxima temporada de premiações de lá, mas “Hereditário” se destaca entre todos. “É uma história de casa assombrada que vai assustar muitas gerações ainda”, escreveu Joe Morgenstern, do “The Wall Street Journal”, sobre lançamento cult do momento. [Anderson Antunes]

Daniele DaMata ensina cuidados com a região dos olhos

Aprenda a potencializar seu hidratante e seu corretivo.
Por Julia Mello

boaforma-365-81-ed-1-e1491840984233
 (Gabryel Sampaio / Isaac Silva/Divulgação)

Daniele DaMata é criadora da primeira escola de maquiagem para a pele negra — e sua expertise no assunto vai desde como escolher a base ou o corretivo ideal até os cuidados específicos com o rosto.

Você sabia que a cor do corretivo usado na pálpebra pode ajudar a realçar a sombra que será usada depois? Pois é! Daniele conta abaixo esse e outros detalhes importantes para alcançar os melhores resultados na cútis.

Como você cuida da região dos olhos?
“Me importo muito com esses cuidados direcionados”, conta ela. “Com essa área abaixo dos olhos, uso hidratantes específicos quando vou dormir, já que ela geralmente fica ressecada.”

Você vê diferença nos cuidados com as pálpebras e com a região das olheiras?
“Sim, é a região mais fina da pele, e na minha a oleosidade fica excessiva! Eu uso hidratantes também, a todo momento, antes da maquiagem ou depois de retirá-la. É importante antes da maquiagem, mas antes de dormir também.”

Como escolher corretivos para essa área?
“Normalmente escolho corretivos que têm a tonalidade laranja, porque no meu rosto essa região é mais escura. Depois uso um corretivo da cor da minha pele, isso na parte de baixo. Quando é na pálpebra, uso um corretivo um pouco mais claro, mas ele é mais amarelado, nem rosa nem branco para não aparecer demais. Isso é a base para sombras e pigmentos, ajuda a fixar e a realçar a tonalidade da base e da sombra.”

10 jeitos elegantes de usar calça jeans no frio

A melhor amiga do seu armário continua amigável também no inverno!
Por  Julia Mello

Sem título“Será que essas mil camadas e sobreposições vão dar certo com esse jeans?”, a gente se pergunta quando está escolhendo o look matinal quase no inverno. Pode dar certo sim — e o efeito overzised, apesar de belo, nem sempre é necessário!

Encontramos 10 looks que ensinam diretrizes básicas para te ajudar a se vestir com uma calça jeans no inverno. Do friozinho ao frio intenso, com t-shirt, tênis, saltinho, jaqueta, casacão ou com bota. O que manda é a elegância. Inspire-se!

Mulher-Maravilha 1984 | Heroína aparece de uniforme em nova foto

Mulher-Maravilha 1984 ganhou sua primeira foto com Diana Prince (Gal Gadot) vestida como a heroína – confira (via Twitter):

mulher maravilha 2.jpgRecentemente, foi confirmado que Patty Jenkins teve seu salário triplicado para o novo filme da DC, que terá Gal Gadot de volta ao papel principal.

Ainda não há muitos detalhes sobre a trama da sequência, mas Jenkins confirmou que a história será na década de 80. Patty Jenkins e Gal Gadot retornam e Kristen Wiig será a vilã Mulher-Leopardo. Mulher-Maravilha 1984 chega aos cinemas em 1º de novembro de 2019.

Décor do dia: cantinho vintage com folhas secas

Tons quentes e objetos com história trazem nostalgia para a casa
Por Michell Lott I Foto Divulgação

decor-do-dia-2018-06-16-01.jpgNeste espaço criado pelo estúdio Rag and Bone Man, na Alemanha, o clima é absolutamente nostálgico. Para começar, uma paleta de tons terrosos, tendêmcia que não parece ir embora tão cedo, é estabelecida ao se eleger o rosa para cobrir a parede. A família cromática permanece intacta com mapa antigo amarelado e o aparador vintage de madeira. Está formada, então, a base para que uma verdadeira instalação botânica surja – mas sem quebrar a paleta.

Fica por conta das folhas secas, colocadas em vasos antigos, trazer o toque de magia deste espaço. Uma delas, inclusive, surge pintada de dourado, criando uma conexão imediata com a luminária de piso. Como resultado, surge um ambiente que parece ter saído de um sonho!

El País Semanal Junho 2018 Tatum Marchetti by Xevi Muntane

Sem título.jpgPhotography: Xevi Muntane. Stylist: Berta Álvarez. Hair & Makeup: Paco Garrigues. Model: Tatum Marchetti.