Semana de Moda de Madri está tentando ser mais atrativa internacionalmente

Próxima edição do evento começa dia 6 de julho para se adequar ao calendário do mês fashion

1530032298502.jpg
Modelo apresenta criação da estilista Agatha Ruiz de la Prada durante a Semana de Moda de Madri Foto: REUTERS/Susana Vera/File Photo

Em sua 68ª edição, a Semana de Moda de Madri está tentando se tornar mais atrativa para o mercado internacional. Por isso, irá ocorrer dois meses mais cedo (antes, era em setembro), está mais comprometida com a sustentabilidade e está apostando na excelência.

“Melhorar a qualidade dos desfiles e colocar a moda espanhola no mapa internacional tem sido meu empenho”, explica Charo Izquierdo, diretora do evento, que estava acompanhada do presidente da Associação de Criadores de Moda da Espanha (ACME), Modesto Lomba.

A nova edição da fashion week madrilenha está marcada para ocorrer entre os dias 6 e 11 de julho, o que permite “abrir o calendário de desfiles e reforçar a internacionalização do evento”, ressalta Charo.

Com o objetivo de facilitar o relacionamento entre os estilistas e os compradores, o evento será um ponto de encontro para eles se conhecerem.

A  Instituição de Feiras de Madrid (Ifema) continua sendo a sede principal do evento, mas novos cenários serão explorados como palco para os desfiles como museus, mercados e ginásios, que foram escolhidos pelos próprios estilistas para apresentar seus novos trabalhos “alguns estão marcados para depois do pôr do sol, porque as noites de Madrid são muito interessantes”, ressalta a diretora.

O compromisso com a sustentabilidade aparece com o estilista Juanjo Oliva, que irá realizar seu primeiro desfile pensado dentro dos parâmetros da economía circular, e produziu seus tecidos a partir de materiais reciclados, principalmente de garrafas de plástico.

Entre as novidades, a apresentação da Samsung EGO – que apresenta as criações de novos talentos – entra no calendário como “uma forma de integrar uma nova plataforma nas passarelas”, aponta Charo, frisando que esta será a oportunidade de “conhecer o novo designer dos uniformes da Ibéria”.

A volta dos estilistas Roberto Torretta, María Ke Fisherman e Menches Tomas, também estão entre os destaques do evento que, no total, terá 47 desfiles.

Pilar Dalbat será a encarregada de inaugurar a Semana de Moda, junto com as marcas Oteyza, Shoop e Schlesser, que apresentarão seus novos trabalhos em diversos lugares da cidade. No mesmo dia, ocorre a terceira edição do Undress by Desigual, espaço dedicado a liberdade de expressão estética das novas gerações e como ela influi na indústria da moda, onde também terão debates sobre a recuperação de negócios e reavaliação do artesanato.

Em paralelo ao evento, a ACME sedia a sétima edição do Madri é Moda, programa que inclui exposições, concurso de vitrines e as qualidades dos criadores espanhóis. [EFE]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s