Jardim vertical: como fazer a manutenção

Algumas práticas fazem toda diferença para manter seu jardim lindo e saudável
Por Marina Paschoal I Foto: Divulgação

Sem título.jpgjardim vertical transforma o clima de qualquer espaço, seja em apartamentos pequenos ou em casa. “Uma parede verde é a solução para quem busca qualidade de vida e traz benefícios acústicos, térmicos e sem contar a qualidade estética”, observa a arquiteta paisagista Rafaela Novaes. Apesar de algumas regras serem específicas para ambientes internos e externos, existem dicas gerais que fazem toda a diferença no momento da manutenção dos jardins verticais. “Acompanhar se as espécies estão se adaptando e desenvolvendo bem, e fazer a limpeza de folhas mortas, por exemplo, é muito importante”, explica a paisagista Rayra Lira Araújo, da JLira Green Life.

poda em jardins verticais é o segredo para um jardim bonito. Por isso, no momento da poda, é importante saber o que tirar e o que deixar para estimular o crescimento saudável da planta. “Sugiro uma poda a cada 45 dias. Desse jeito fica muito mais fácil manter as plantas”, Rafaela indica. Além disso, segundo Rayra, é importante respeitar o contorno de cada espécie, desde onde ela começa, até o seu final. “Não permitir que outras plantas cresçam no meio da vegetação faz parte também, já que passarinhos podem acabar levando sementes de outras espécies para o jardim”, ela explica. Essa limpeza também consiste na retirada de folhas e flores secas, para que elas não tomem o espaço das novas.

As regas na medida certa também são fundamentais para o desenvolvimento da vegetação, já que tanto a falta, como o excesso de água são ruins para as plantas. Deste modo, Rafaela indica fazer o teste do dedinho. “Coloque o dedo cerca de 2 cm abaixo da superfície. Se sair limpo, precisa de mais água. Se ficou sujo de terra, diminua a quantidade de água. O correto é sentir o substrato úmido, com um certo frescor e seu dedo sair seco, apenas com algum resquício”, ela explica.

E por falar em substrato, diferente do que a maioria imagina, um dos segredos para o sucesso do jardim vertical é a escolha do produto certo. “A terra comum permite o nascimento de muito mato, além de ser bem pesada para esse tipo de jardim”, Raya esclarece. O uso do produto incorreto também pode acabar impedindo o crescimento das raízes e a infiltração de água. Por isso, preste atenção no momento da compra, pois existem os produtos específicos para o jardim vertical.

Adubar também é uma etapa fundamental que, quando feita de maneira correta combinada à irrigação, garante plantas saudáveis. “Existem produtos que vão liberando gradativamente pequenas quantidades de adubo quando em contato com a água, durante até um ano. Acho uma ótima opção para quem busca facilidade e quer um jardim bonito”, Rafaela indica.

Você pode optar por tipos diferentes de vasos ou suportes para o seu jardim vertical. Apesar de ter instalação demorada, trabalhosa e custo mais alto, os blocos cerâmicos são a opção mais duradoura. Os vasos meia-lua são mais rápidos de colocar, mas fique ligado no tempo de uso, pois eles precisam ser trocados periodicamente. As mantas são uma boa alternativa, mas exigem sistema de irrigação mais elaborado. Os palets de madeira são opções para quem procura por projetos diferentes. “Não existe o melhor, o que existe é o sistema ideal para cada ambiente e projeto específico”, Rafaela finaliza.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s