Departamento de Justiça abre investigação contra Tesla por tuítes de Musk, diz agência de notícias Bloomberg

No mês passado, Elon Musk publicou tweets em que ele propôs e depois recuou abruptamente de um acordo de fechar o capital da empresa; a Tesla já estava sendo investigada pela SEC desde agosto

Elon Musk
Elon Musk é o presidente da Tesla

A montadora de veículos elétricos Tesla está sob investigação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos devido às declarações públicas feitas pelo presidente da empresa, Elon Musk, no Twitter. A notícia é da agência de notícias Bloomberg, que conversou com duas pessoas familiarizadas com o assunto.

A investigação é resultado dos tweets que Elon Musk publicou no mês passado, em que ele propôs e depois recuou abruptamente de um acordo de fechar o capital da empresa. Desde agosto, a Tesla já está sendo investigada pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) – é uma investigação que acontece paralelamente à do Departamento de Justiça.

A notícia desanimou os investidores e fez as ações da empresa caírem 4,5% na bolsa de valores, à 13h, no horário de Brasília.

Em resposta, um porta-voz da Tesla afirmou ao site The Verge: “No mês passado, depois da declaração de Musk dizendo que ele estava considerando fechar o capital da empresa, a Tesla recebeu uma solicitação voluntária de envio de documentos feita pelo Departamento de Justiça, e cooperou em responder. Não recebemos uma intimação, ou qualquer outro processo formal. Respeitamos a ação do Departamento de Justiça de conseguir informações sobre o caso e acreditamos que a questão deve ser rapidamente solucionada à medida que eles avaliem as informações que receberam.”

Entenda o caso. No início de agosto, Elon Musk anunciou no Twitter que retiraria a Tesla da bolsa de valores caso as ações da empresa atingissem US$ 420. Inicialmente, a declaração fez as ações da companhia se valorizarem 11%.

Entretanto, no final do mês, o presidente da Tesla voltou atrás e disse que não fecharia o capital da fabricante de carros elétricos. O executivo disse que desistiu após ter acesso a um estudo feito pelos consultores da Goldman Sachs e do Morgan Stanley que mostrou que a maioria dos acionistas da Tesla não concordava com a ideia da empresa de sair da bolsa de valores. Na ocasião, as ações da fabricante de carros elétricos fecharam o dia em baixa de 1% na bolsa Nasdaq.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s