Facebook vai lançar novo óculos de realidade virtual, Oculus Quest, por US$ 399

Dispositivo, chamado anteriormente de Santa Cruz, custa o mesmo que o Oculus Rift e funcionará sem fios, da mesma forma que o modelo econômico da empresa, o Oculus Go

1538070899441.jpg
Novo dispositivo não terá fios e funcionará sem precisar de auxílio de celular ou computador

O Facebook anunciou nesta quarta-feira, 26, um novo modelo de óculos de realidade virtual: chamado de Oculus Quest, ele vai custar US$ 399. Outra de suas vantagens é que funcionará de forma independente, sem precisar de um computador ou celular para acompanhar o uso, e terá controles sensíveis ao toque, divulgou a empresa. As vendas começam no segundo trimestre de 2019.

O anúncio foi feito durante a Oculus Connect, conferência de desenvolvedores de realidade virtual do Facebook. Durante o evento, Mark Zuckerberg disse que a empresa também planeja lançar mais de 50 jogos para o equipamento de realidade virtual.

O aparelho foi visto como um avanço: o Rift, principal produto da Oculus, chegou ao mercado em 2016 e também custa hoje US$ 399, mas precisa de um computador potente para funcionar. “É uma versão parruda do Oculus Go, mas para quem não quer comprar um computador potente”, destacou André Pase, professor da PUC-RS, ao Estado.

O pesquisador faz referência ao Oculus Go, aparelho lançado pelo Facebook em maio: vendido a US$ 199, trata-se de um dos primeiros dispositivos de realidade virtual do mercado a não precisar de um computador ou smartphone para funcionar. Na época, o aparelho foi visto como uma possibilidade de popularizar a realidade virtual, uma das principais metas do Facebook para o futuro.

Entre as diferenças dos dois aparelhos, há o fato de que o Oculus Quest tem recursos mais desenvolvidos, como a presença de quatro câmeras angulares na parte da frente do dispositivo, para rastrear a posição do usuário. O controle também é um pouco diferente, mas próximo do que existe hoje em PCs, o que deve tornar mais fácil a conversão de conteúdo já existente para a realidade virtual – em seu discurso na conferência, Zuckerberg disse que a falta de conteúdo é um dos problemas do setor até hoje.

A Oculus, fundada por Palmer Luckey, foi comprada pelo Facebook em 2014 por US$ 3 bilhões. A empresa investiu pesadamente em hardware de realidade virtual na esperança de que a tecnologia, que oferece uma visão panorâmica de 360 ​​graus de espaços distantes ou imaginários, passe de um nicho de interesse para uma plataforma amplamente usada para aplicativos de comunicação, negócios e videogames.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s