Vampire’s Wife: a grife de Susie Cave, mulher de Nick Cave, que conquistou cool girls

Susie Cave e Nick Cave vivem uma relação bilateral alternando o papel de musa e artista: ela com sua grife de roupas, ele com suas composições
Por Antonia Petta

de_arrepiar_1.jpg
Susie Cave, nome por trás da The Vampire’s Wife (Foto: Maciek Pozoga/ Vogue Us, Polly Borland/ Vogue Uk e Divulgação)

Uma das cenas mais impactantes de Drácula, na primeira grande adaptação do romance para o cinema, de 1931, é a que introduz a imagem do vampiro ao público: em interpretação marcante, o ator Bela Lugosi desce altivo uma longa escadaria a passos lentos, mas tão assertivos que parecem alterar a atmosfera do lugar. Dá para dizer que é dessa mesma forma, com o que se chama de uma grande entrada, que surgem as mulheres do crescente grupo de adeptas da The Vampire’s Wife – ao menos, é essa a intenção da ex-modelo britânica Susie Cave ao conceber as peças da grife que fundou há três anos. “Quero que minhas criações irradiem uma aura, que carreguem seu próprio mood. É arrepiante ver o que acontece quando uma mulher usa um de meus vestidos. Há uma mudança no clima”, conta à Vogue.

Susie pegou emprestado o nome da marca de um livro (não publicado) do marido, o cantor Nick Cave. Longe de viver à sombra dele, ela explica que a escolha contém uma feliz intertextualidade da própria obra, na qual a musa aparece como fonte de energia para o criador. “E sabe que isso funciona em mão dupla? Nick também é fonte de inspiração para mim. Nos apoiamos, nos inspiramos, nos alimentamos. Canibalizamos um ao outro de maneira positiva”, explica.

Susie não quer reinventar a moda, mas resgatar, de um ponto de vista pessoal, elementos que traduzem em roupas a força da mulher nos dias de hoje. Por essa razão, cria peças com total ênfase na silhueta feminina. O vestido Falconetti, seu maior hit, tem shape old fashioned, com modelagem ajustada ao busto e à cintura, comprimento mídi e babados nas mangas e na barra. Vem confeccionado em tons preciosos, como verde-esmeralda de chiffon de seda metalizado, ou ainda em tecidos cujos motivos decorativistas comunicam uma riqueza de outrora, como o jacquard. “Há uma sensualidade melancólica neles. Minhas peças remetem a uma época que passou, na qual as mulheres podia mamar a si mesmas, suas formas físicas e seu erotismo sem sucumbir à ironia. As mulheres têm um poder nato, não são vítimas.”

GENTE-Nick-Cave-Susie-Bick-06122017
De arrepiar (Foto: Maciek Pozoga/ Vogue Us, Polly Borland/ Vogue Uk e Divulgação)

Antes de casar-se com Nick (a bordo de um vestido da amiga Bella Freud e tendo o chapeleiro Philip Treacy como padrinho) e adotar o sobrenome Cave, em 1999, ela era Susie Bick, uma garota de Cheshire que ingressou aos 15 anos na carreira de modelo. Com os cabelos negros e a pele branca como mármore, se consolidou como uma das favoritas do fotógrafo David Bailey e posou ainda para nomes como Guy Bourdin, Steven Meisel e Nick Knight (é ela uma das modelos que aparecem nuas no filme Prêt-à-Porter, de Robert Altman, lançado em 1994). “Amava a profissão, pois amava roupas. Logo entendi o que fica bom e o que não funciona para uma mulher.”

A The Vampire’s Wife ajudou Susie a lidar com a tragédia que acometeu sua família: em 2015, quando a grife estava começando, um dos gêmeos do casal, Arthur, morreu ao cair de um penhasco. “Ter algo para fazer que fosse fisicamente exigente levou-me temporariamente a não pensar em mais nada”, comentou na época. À venda no e-commerce próprio (thevampireswife.com) e na multimarcas Liberty, em Londres, a grife recentemente expandiu o rol de produtos para bolsas, com o modelo Sacred Heart, e lançou em colaboração com a joalheria Annoushka uma leva de charms inspirados nas composições de Nick (o sucesso “Red Right Hand” está lá, na forma de pingente coberto por ouro e rubis). “Nós amávamos a ideia de fazer algo divertido e subversivo com joias”, ela diz, revelando o envolvimento total de Nick, que desenhou os protótipos ao longo dos últimos dez anos.

A marca ainda não tem planos de desembarcar no Brasil, mas pode ser que vejamos Susie em solo nacional: Nick tem passagem marcada para o País este mês, como parte de uma aguardada turnê sul-americana. “Faz muito tempo que ele esteve aí pela última vez. Não gostaria de perder isso por nada.” Mal podemos esperar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s