Isabella Fiorentino cria sua primeira coleção de roupas ‘autorais’

Linha da modelo foi desenvolvida em parceria com o e-commerce OQVestir

Sem título.jpg
oqvestir A bola da vez é o vestido-desejo da nova coleção exclusiva @isabellafiorentino para OQVestir.

A modelo e apresentadora Isabella Fiorentino agora investe em uma nova profissão: a de estilista. Após desenvolver três coleções para a marca Madeleine, do OQVestir, a top se uniu ao e-commerce para lançar sua grife autoral, baseado no estilo sofisticado e ultra feminino de Isabella.

As apostas do primeiro lançamento são saias mídi, vestidos, calças amplas e tops em tons terrosos e alaranjados, assim como os clássicos branco, preto e bege, que nunca saem de moda, assim como acessórios, como brincos e lenços, bolsas e sapatos. Além disso, ela investiu em uma coleção de verão com maiôs, hot pants e peças para transitar entre a praia e a cidade.

As peças já estão à venda no OQVestir com valores entre R$ 34,90 (regata) e R$ 1.278 (vestido).

A seguir, Isabella fala sobre moda, sua coleção e inspirações. Confira:

Não é a primeira vez que você colabora com o OQVestir. Foi uma experiência diferente da que você tinha tido?
Fiz três coleções com o OQVESTIR para a Madeleine, marca própria do e-commerce.  Agora estamos com uma coleção mais autoral e a diferença é que fui ganhando mais maturidade também e comecei a entender que o que eu gosto tem que estar acima de qualquer coisa. Eu assino uma coleção da qual usaria todas as peças. Comecei a entender um pouco mais da minha consumidora, para que as roupas fiquem com a minha cara, mas sendo sempre democrática. Por exemplo, não sou muito de usar peças muito curtas e nem muito decote, mas eu consegui um equilíbrio nas modelagens, onde consegui manter meu DNA de elegância e sofisticação para chegar numa mulher mais sexy também.

Como foi desenvolver essa? Que tipo de referências você usou, em que você pensou ao desenvolver a coleção?
Primeiro nós sentamos e desenhos quem seria essa mulher da Isabella Fiorentino para OQVESTIR, quem queríamos vestir e chegamos numa mulher moderna, que sai de manhã de casa e faz mil coisas. Ela leva a filha na escola, vai pro trabalho e tem um compromisso no final do dia. Em cima disso criamos uma roupa que transita em todos esses momentos do dia. Além disso, tem uma parte da coleção que é bem mais fresh, mais dia a dia, com alguns tops com a barriga de fora, saias com o short embaixo que deixam as pernas à mostra. E essa mulher que sai de casa e tem o dia todo comprometido com  diversos compromissos, encontra as peças ideais aqui na Isabella Fiorentino para OQVESTIR. Encontrei algumas advogadas que me falaram que a coleção está super coringa, com bom caimento, preço bacana, tecidos de ótima qualidade e de quebra com DNA de moda, que é o que muitas procuram hoje em dia. Uma calça de alfaiataria, por exemplo, para ter meu nome tem que ter algum diferencial: pode ser uma assimetria, a cintura um pouco mais alta, pregas, botões diferenciados… Tivemos muito cuidado com essas questões.

Quais são as suas peças favoritas?
Estou apaixonada pelos vestidos mais soltinhos. Inclusive tem um que eu amo! Ele tem um shortinho embaixo e, apesar de ter uma fenda enorme, é longo e só mostra a perna dependendo do movimento. Isso é muito Isabella, sabe? Tem uma leve sensualidade mas é muito sutil. Ele veio em preto, branco e rosa. Para a linha Resort usamos uns tecidos bem fininhos como gaze de algodão. Por exemplo, eu adoro usar preto no verão, acho super chique e elegante mas o preto é pesado, né? Conseguimos trazer peças em preto em tecidos leves. Tem as batas, tem uma camisa com elástico na barra que dá pra usar com short e biquíni por baixo… Sem contar os linhos, que é um tecido que veio tão forte há umas coleções atrás e que continua. É tipo jeans, que nunca sai de moda! Ele é gostoso de usar, pode usar amassado, dá na mala… conseguimos fazer muitas peças bacanas no linho!

Netflix chega a 130 milhões de assinantes e ações sobem 12%

Empresa viu crescimento acima do esperado graças a séries como Orange is the New Black e Bojack Horseman

netflix_hires_005
Empresa vai investir US$ 8 bilhões em conteúdo original para se diferenciar de rivais

O serviço de streaming de vídeo Netflix chegou à marca de 130,4 milhões de assinantes em todo o mundo no final de setembro, em crescimento de 6,1 milhões de usuários pagantes na comparação com o segundo trimestre deste ano. O resultado, divulgado nesta segunda-feira, 16, faz parte do balanço da empresa para o terceiro trimestre de 2018 e ficou acima da expectativa do mercado fazendo as ações da empresa saltarem 12% na bolsa de valores após o fechamento do mercado. A valorização fez a empresa ser avaliada em torno de US$ 168 bilhões.

“Nossa faixa ampla de programação original nos proporcionou um trimestre de crescimento de usuários e receitas”, disse Reed Hastings, presidente executivo da Netflix, em carta aos acionistas publicadas nesta segunda-feira, 16. Os resultados financeiros da empresa também surpreenderam: a receita no 3º trimestre ficou em US$ 4 bilhões, em crescimento de 34% ano a ano; já o lucro foi para US$ 481 bilhões, em alta de 12% contra o segundo trimestre do ano passado.

Mais uma vez, o crescimento da empresa foi puxado pelo bom número de novos assinantes no exterior: foram 5,1 milhão de adesões fora dos Estados Unidos – ao todo, a Netflix tem 73,5 milhões de contas no mundo. Nos EUA, a empresa teve 1 milhão de novos assinantes, tendo agora 57 milhões de usuários pagantes.

Além dos bons números por si só, o mercado viu com bons olhos o crescimento robusto da empresa em um momento em que novos competidores se preparam para disputar fatias de serviços de streaming de vídeo. Se hoje a Netflix já disputa com Amazon e Hulu, no ano que vem empresas como AT&T e Disney devem lançar suas próprias plataformas no setor.

Para se diferenciar, a empresa aposta em conteúdo original – ao longo de 2018, US$ 8 bilhões serão gastos com séries e filmes próprios. Além disso, a Netflix anunciou recentemente a construção de uma central de produção em Albuquerque, no Novo México, no qual gastará US$ 1 bilhão e gerará pelo menos 1 mil empregos por ano.

“Nosso trabalho é fazer a Netflix se destacar de forma que, quando os consumidores tenham tempo livre, eles escolham gastá-lo conosco”, disse Reed Hastings, na carta aos acionistas. Só no 3º trimestre, a empresa lançou 676 horas de conteúdo original, entre séries, filmes e documentários.

Lady Gaga confirma estar noiva durante o 25th Annual ‘Elle’ Women in Hollywood Celebration 

Cantora pretende se casar com o empresário Christian Carino

original
Lady Gaga durante o 25th Annual ‘Elle’ Women in Hollywood Celebration Foto: Chris Pizzello / Invision / AP

A cantora Lady Gaga, 32, confirmou que está noiva de seu empresário, Christian Carino, 49, na segunda-feira, 15.

De acordo com a revista People, o fato ocorreu durante um evento organizado pela revista Elle em um hotel em Los Angeles. Gaga recebeu um prêmio e, durante seu discurso, agradeceu: “ao meu noivo, Christian”.

Os dois estariam saindo juntos desde fevereiro de 2017, segundo a publicação.

Jony Ive fala em entrevista a Anna Wintour sobre sua carreira e a razão para a Apple ser tão secreta

W25-AmyLombard_J5A9119-w
Jony Ive fala em entrevista a Anna Wintour

Há pouco mais de 25 anos, a emblemática figura do chefão de design da Apple, Jony Ive, mudava-se de Londres para trabalhar na gigante de Cupertino. Todo esse tempo, no entanto, não significa — pelo menos para ele — que esteja em um ponto avançado da sua carreira, e sim que esse é o momento no qual ele está aprendendo mais.

Essa foi uma das declarações dadas pelo designer durante uma entrevista para a lendária revista WIRED, que completou 25 anos recentemente. Ive conversou com ninguém mais ninguém menos que Anna Wintour, diretora artística da Condé Nast e editora de longa data da revista Vogue, que fez uma série de perguntas sobre a vida pessoal e profissional do executivo.

Primeiramente, Wintour questionou Ive sobre a contribuição da Apple para o “vício digital” e perguntou para o designer se ele pensa que o mundo está “conectado demais”. Nesse sentido, Ive disse que é bom estar conectado, mas que o problema real é o que as pessoas têm feito com essa conexão — em consonância com o que ele já falou outras vezes.

Além disso, ele contou que, quando se trata de inovar, é impossível prever todas as consequências de um produto ou serviço, citando que, na sua experiência profissional, houve “consequências fabulosas e outras nem tanto”.

Ive explicou ainda que a Apple não acredita que sua responsabilidade por um produto termina quando ele é entregue e, por isso, recursos como o Tempo de Uso são criados.

f0c9d67ebcd242c0a3588edabc5a5a4c (1)Antagonicamente — ou nem tanto —, a conexão com as pessoas é o que mantém o designer na Apple (e não a tecnologia). Perguntado se planeja continuar como designer da companhia no futuro, ele respondeu afirmativamente e apontou para o ambiente de colaboração dentro da Maçã, o qual ele caracterizou como “mais diversificado do que nunca”.

Temos designers de fontes sentados ao lado de especialistas hápticos que estão sentados ao lado de coloristas — e assim por diante. A energia, a vitalidade e o senso de oportunidade são extraordinários.

Quando questionado sobre o porquê de a Apple ser tão secreta e manter seus projetos tão guardados, Ive disse que não ser secreto seria “bizarro”. Ele defendeu que não são muitas as fabricantes que querem contar o que estão fazendo enquanto ainda “estão na metade” do desenvolvimento de um produto ou serviço.

Eu tenho feito isso por tempo suficiente para saber até onde eu realmente sinto a responsabilidade de não confundir ou adicionar mais barulho sobre o que está sendo trabalhado, porque eu sei que às vezes não dá certo. Cofcof, AirPower, cofcof.

Confira a entrevista completa no site da WIRED ou, caso prefira, assista à conversa entre as duas grandes personalidades. [MacMagazine]

VIA MACRUMORS

Propostas para possível IPO avaliam Uber em US$120 bi, diz WSJ

O serviço de viagens com motorista teria a maior oferta pública de ações do setor tecnológico até hoje
Por AFP

uber af619cb0ef9ec79df7b207ee496595d5
Uber: data do início das operações em Wall Street poderia ser antecipada para a primeira metade de 2019

Uber poderia adiantar seu aguardado lançamento em Wall Streetcom avaliação de mais de 100 bilhões de dólares de capitalização, disseram nesta terça-feira, 16, à AFP fontes próximas à operação.

O serviço de viagens com motorista teria a maior oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) do setor tecnológico até hoje.

A data do início das operações em Wall Street poderia ser antecipada para a primeira metade de 2019, em vez de esperar até a segunda parte do ano, como estava previsto, acrescentou a fonte, sob condição de anonimato. A data final dependerá das condições do mercado, acrescentou.

Em setembro, a Uber tinha recebido investimento de 500 milhões de dólares da fabricante de veículos Toyota, elevando seu valor a 72 bilhões de dólares.

Mas os bancos de investimento americanos Goldman Sachs e Morgan Stanley, que devem ser os principais responsáveis pela IPO da Uber, expressaram forte interesse dos investidores, disse a fonte.

Uma das propostas para o início da listagem da Uber na Bolsa de Nova York dá à empresa um valor de até 120 bilhões em capitalização de mercado, diz o Wall Street Journal (WSJ), que revelou as informações nesta terça-feira.

Consultados pela AFP, Goldman Sachs e Morgan Stanley se recusaram a comentar, enquanto a Uber não respondeu imediatamente.

Se o valor da empresa for superior a 100 bilhões de dólares, a Uber valerá tanto no mercado quanto a soma do valor da General Motors, Ford e Fiat Chrysler, as três principais montadoras americanas, compara o WSJ.

Kim Kardashian visita África e doa dezenas de tênis da marca Yeezy para crianças locais

Modelos da marca Yeezy costumam custar mais de mil reais

Kanye-West-and-Family-
Família Kardashian West faz viagem para África. Foto: Instagram / @kimkardashian

A empresária Kim Kardashian esteve em Uganda, país no leste da África, e aproveitou a visita para fazer várias crianças felizes. Ela e o marido Kanye West distribuíram dezenas de pares dos tênis da marca Yeezy, cujos modelos são exclusivos, difíceis de encontrar e costumam chegar à casa dos milhares de reais.

As crianças que receberam os tênis comemoraram o presente com muita animação. Os registros da visita foram compartilhados por Kim no Instagram, rede social na qual acumula quase 120 milhões de seguidores.

1539704473448.jpg
Kim Kardashian compartilha momentos da doação de tênis na África. Foto: Reprodução de Stories do Instagram / @kimkardashian

LIVO lança collab colorida com a Pantone

Collab marca a primeira colaboração da Pantone com uma marca brasileira

0-2
LIVO + Pantone (Foto: Divulgação)

Após parcerias fashionistas com marcas como Cris BarrosMartha MedeirosReserva e Cotton Project – entre tantas outras -, a LIVO Eyewear está de collab nova: a marca se uniu à Pantone para lançar uma coleção exclusiva, que traz alguns dos tons da cartela de cores mais famosa do mundo para os óculos escuros da label, como nos modelos Art (que vem no cinza Falcon), Miles (na cor Forest Night), Alice e Jules (coloridos de Syrah, um vermelho escuro, e Night Sky) e os redondinhos Rita, que dentro da collab ganham a cor marrom Mole’.

 

0-3
LIVO + Pantone (Foto: Divulgação)

A barra branca tão icônica da Pantone aparece nas hastes dos óculos de acetato, que ganharam uma ponteira branca, trazendo por dentro o nome da cor e seu respectivo código. As tonalidades Pantone colorem ainda as embalagens exclusivas da coleção, que chega às lojas e site da Livo em 18.10, marcando a primeira vez que a Pantone lança uma coleção com uma marca nacional.

Pippa Middleton dá à luz seu primeiro filho

Irmã de Kate Middleton é casada com James Matthews
Agência EFE

pippa-middleton-1
Pippa Middleton, irmã de Kate Middleton, chega ao casamento da princesa Eugenie ao lado do marido, James Matthews 

Pippa Middleton, 36, irmã mais nova da duquesa de Cambridge, Kate, e seu marido, o empresário James Matthews, 43, se tornaram pais de um menino, informou um porta-voz do casal.

Pippa, de 34 anos, deu à luz na segunda-feira, 15, e tanto ela como o bebê, que pesa pouco mais de três quilos e meio, se encontram em “bom estado de saúde”.

“O duque e a duquesa de Cambridge estão encantados por Pippa e James”, afirmou o Palácio de Kensington, residência oficial de Kate e William.

Os dois se casaram em 20 de maio de 2017, em uma cerimônia privada ocorrida em uma capela inglesa do século 12.

Trilha de ‘Nasce uma estrela’ com Lady Gaga e Bradley Cooper emplaca cinco faixas de uma vez no Hot 100 da Billboard

Músicas interpretadas por Lady Gaga e Bradley Cooper em trilha sonora de filme ganham destaque após estreia de disco.

nasce uma estrela
Bradley Cooper e Lady Gaga em cena de ‘Nasce uma estrela’ — Foto: Divulgação

Cinco músicas que integram a trilha sonora do filme “Nasce uma Estrela” entraram para a lista Hot 100 da Billboard, que aponta as 100 músicas mais vendidas na semana.

A músicas são interpretadas por Lady Gaga e/ou Bradley Cooper, protagonistas do filme. As cinco faixas chegaram ao ranking após o lançamento do disco, que estreou em 1º lugar da Billboard 200, lista que contabiliza vendas de discos da semana nos Estados Unidos.

As cinco faixas da trilha sonora ocuparam as seguintes colocações na semana datada em 20 de outubro:

  • 5º – “Shallow,” Lady Gaga & Bradley Cooper
  • 36º – “I’ll Never Love Again,” Lady Gaga
  • 41º – “Always Remember Us This Way,” Lady Gaga
  • 63º – “Is That Alright?,” Lady Gaga
  • 93º – “Maybe It’s Time,” Bradley Cooper

A boa trilha de “Nasce uma Estrela” tem Mark Ronson, o homem que ajudou Amy Winehouse a moldar seu som, entre os produtores. E deve conquistar um espaçinho no Oscar. O filme tem muita quentura nas partes cantadas. Há cenas no festival americano Coachella, no inglês Glastonbury, no Grammy e no programa “Saturday Night Live”. Cooper, diretor do longa, consegue botar o espectador no palco e no backstage. Leia crítica completa do filme.

“Nasce uma estrela” não estreou bem apenas como trilha sonora, mas também nos cinemas. O filme que conta com Gaga estreando como atriz ficou com a vice-liderança nas bilheterias do Brasil, faturando R$ 5,8 milhões e vendendo 301,8 mil ingressos.