Em campanha, Tommy Hilfiger fala sobre independência de pessoas com deficiência

Scroll down to content

Marca norte-americana possui uma linha com adaptações para serem mais inclusivas

1539884699894.jpg
Linha inclusiva da Tommy Hilfiger atende homens, mulheres e crianças Foto: Divulgação/Tommy Hilfiger

A grife Tommy Hilfiger tem uma linha paralela a sua marca principal que não é tão conhecida pelo grande público, a Tommy Adaptive, especializada em roupas para pessoas com deficiência física.

As peças, que atendem homens, mulheres e crianças, foram adaptadas para serem mais práticas de vestir e mais confortáveis, têm fechos magnéticos ou de velcro e aberturas que acomodam melhor as próteses.

A nova campanha, que fala sobre a independência das pessoas com deficiência física, é focada nas diferenças que fazem cada pessoa única. O filme foi dirigido por James Rath, que nasceu cego por causa de albinismo ocular e é estrelada por Dmitry Kim, dançarino de hip-hop que tem uma perna amputada, Mia Armstrong, que tem síndrome de down, Lauren ‘Lolo’ Spencer, que tem esclerose lateral amiotrófica, Gavin McHugh, um surfista com paralisia cerebral e outros portadores de deficiência.

“A democratização da moda é um dos valores centrais da marca”, explica Tommy Hilfiger ao WWD. “A coleção Adaptive continua a falar sobre inclusão, transformando o modo como a indústria da moda atende as pessoas com deficiência.”

One Reply to “Em campanha, Tommy Hilfiger fala sobre independência de pessoas com deficiência”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: