Presidente executiva do YouTube, Susan Wojcicki, critica lei de direitos autorais da UE

Susan Wojcicki disse que o artigo que estabelece o filtro de upload ameaça milhares de empregos na União Europeia, como criadores de conteúdo, empresas e artistas da região

Susan Wojcicki é a presidente executiva do YouTube
Susan Wojcicki é a presidente executiva do YouTube

A presidente executiva do YouTube, Susan Wojcicki, criticou duramente o  projeto de lei de direitos autorais da União Europeia, chamado de “Copyright Directive”, em uma publicação feita no blog da plataforma nesta segunda-feira, 22. O texto publicado foi uma carta aos criadores de conteúdos, que é escrita a cada trimestre.

A carta de Susan focou suas críticas especificamente no artigo 13, conhecido por proibir memes e obrigar a plataforma fazer um filtro nos conteúdos que armazena. Essa parte do projeto de lei estabelece que plataformas como YouTube, GitHub, Instagram e eBay façam o monitoramento de publicações de seus usuários, como forma de certificar que conteúdos postados nas redes estão de acordo com as determinações de direitos autorais.

Na opinião da executiva, a forma como essa legislação foi escrita pode “acabar com a capacidade” de milhões de pessoas fazerem upload de conteúdo no YouTube.  A executiva convocou criadores de conteúdo e a comunidade do YouTube a lutar contra a legislação nas redes sociais, usando a hashtag #SaveYoutInternet.

Na prática, esse filtro de upload pode afetar os usuários do YouTube que misturam conteúdo e fazem paródias e memes. Embora em alguns países como o Brasil a legislação proteja esse tipo de conteúdo, o filtro de upload não diferenciaria uma violação de direitos autorais e um meme.

O YouTube já tem um sistema que identifica conteúdos que violam direitos autorais, chamado de “Content ID”. Entretanto, não está claro se somente esse filtro seria suficiente para suprir a demanda da legislação – o YouTube acredita que não.

“A lei ameaça impedir que usuários da União Europeia assistam a conteúdos que já estão disponíveis nos canais de criadores de conteúdo em todos os lugares. Isso inclui a biblioteca incrível do YouTube de conteúdo educacional, como aulas de idiomas, tutoriais de físicas e outros ensinamentos”, disse Susan. Ela acrescentou também que o artigo ameaça milhares de empregos na União Europeia, como criadores de conteúdo, empresas e artistas da região.

Novas regras. Essa legislação da União Europeia sobre direitos autorais foi aprovada pelo Parlamento Europeu no mês passado, mas passará ainda por uma votação final em janeiro de 2019. Além do artigo que estabelece o filtro de upload, uma outra parte do texto é alvo de críticas: o artigo 11, chamado popularmente de imposto de link. Esse artigo pretende forçar plataformas de tecnologia a pagarem direitos autorais às companhias de mídia para poderem exibir trechos de notícias em seus sites.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s