Conheça a brasileira Barbara Minuzzi que criou um fundo de investimentos no Vale do Silício

Barbara Minuzzi, de 30 anos, escolheu a região para ser a sede do fundo de investimentos Babel Ventures, criado em 2017; a empresa diz ter captado US$ 30 milhões e investido em 11 startups no seu primeiro ano de operação
Por Giovanna Wolf Tadini* – O Estado de S. Paulo

Sem título.jpg
Barbara Minuzzi começou a empreender aos 17 anos, na área da moda

Vale do Silício, região de São Francisco, nos Estados Unidos, abriga mais de três trilhões de dólares em valor de mercado, contando startups e gigantes de tecnologia. Não à toa, investidores injetaram quase US$ 14 bilhões em venture capital na região em 2017. Foi esse o lugar que a brasileira Barbara Minuzzi, de 30 anos, escolheu para ser a sede do fundo de investimentos Babel Ventures, criado em 2017.

No primeiro ano de operação, a empresa Babel Ventures diz ter captado US$ 30 milhões e investido em 11 startups com foco em biotecnologia, como a Cue Health, uma plataforma que permite que usuários acompanhem seus indicadores de saúde, e a Wild Earth, que desenvolve um tipo de alimento para animais de estimação que impacta menos o meio ambiente. Na lista do fundo também está a startup ZBiotics, que já recebeu aporte da aceleradora Y Combinator. Além disso, Barbara também trabalha com um fundo focado em blockchain, a tecnologia por trás do Bitcoin.

“Eu viajei muito, conheci vários ecossistemas e percebi que não tinha nenhum lugar como o Vale no sentido de abundância de capital, qualidade de profissionais e empreendedores”, conta Barbara, em entrevista ao Estado.

Fases. Barbara começou a empreender aos 17 anos. Como era estilista, ela começou a fazer negócios na área da moda. Já na escola ela vendia roupas, e depois amadureceu o negócio e criou uma marca de roupas. Insatisfeita com o retorno financeiro, resolveu se arriscar em outros lugares.

Uma personagem central que levou Barbara à área de investimentos foi a mãe de sua amiga, que era consultora no mercado imobiliário. “Ela foi a minha primeira mentora, acabei me interessando por estruturar produtos imobiliários para investidores”, conta Barbara.

O passo seguinte foi fundar o fundo imobiliário Investhaus. Entretanto, no final de 2013, ela resolveu levar o fundo para Miami, nos Estados Unidos, com o nome de Investhaus EUA. “As coisas estavam indo super bem, mas vi que mercado no Brasil estava desacelerando”, explica.

O que fez Barbara sair desse negócio para o setor de tecnologia, segundo ela,  “foi a necessidade de propósito”. “Eu estava com 25 anos, gostava dos resultados que eu tinha conseguido, mas comecei a me questionar o que eu realmente gostava”.

Agora, com a Babel Ventures, ela conta que o desafio maior é a contratação em um mercado competitivo, para um empresa que trata de assuntos bem técnicos. E, como já era de se esperar, Barbara diz que uma outra dificuldade é ser uma empreendedora mulher. “Geralmente as pessoas me olham com descrença, como se não fosse sair nada daqui. Tenho que me provar constantemente”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s