Jardins na cobertura de prédios transformam cenário urbano em Paris

Áreas exclusivas são parte de um projeto que oferece um refúgio verde a clientes do mercado de luxo
Doreen Carvajal, The New York Times

Delia Danciu, 24, a gardener, working at Galeries Lafayette’s department store rooftop in Paris. (Dmitry Kostyukov for The New York Times)

PARIS – É uma viagem rápida de elevador desde a seção de perfumes das Galeries Lafayette até a fazenda de luxo da loja de departamentos no 10.º andar, com o seu aroma de sálvia, alecrim e compostagem, que é a sua assinatura.

A horta no topo do prédio, com exuberantes trepadeiras, tomates, calêndulas e morangos, faz parte de um projeto que visa transformar a agricultura urbana em uma atração para compras de clientes abastados ansiosos por um refúgio verde exclusivo.

Agora, somente uma clientela seleta pode se deliciar com esta fazenda elegante em tours semanais reservados. Em algum momento, as Galeries Lafayette pretendem expandir-se para outras seções nos topos do prédio, a fim de hospedar eventos maiores e desfiles de moda entre paredes verticais de plantas, cobertas de verde ou uma vista panorâmica da Torre Eiffel e da ópera da cidade.

Este conceito de agricultura está surgindo em outras cidades – em uma proposta de desenvolvimento do hábito de fazer compras na Austrália e um shopping em Tel Aviv. Na França, a tendência está acelerando com o apoio da prefeitura, que começou uma campanha em 2016, a Parisculteurs, com o objetivo de cobrir os topos dos prédios e os muros da cidade com quase 100 hectares de vegetação até 2020.

A concorrente da loja na cidade, Le Bon Marché, também adotou uma horta no telhado para os seus funcionários. Mas as Galeries Lafayette hospedam uma fazenda em funcionamento que tem mais de 18 mil plantas com a sua marca, Farmhouse, para produtos como biscoitos crackers de ervas, bombons de morango e vodca aromatizada com sálvia.

A horta também fornece delicadas plantas aromáticas para mais de 80 chefs em Paris.

Existe inclusive uma fazendo urbana maior ainda no topo de outra loja de departamentos, a BHV. A horta, instalada no ano passado, custou mais de 300 mil dólares e também pode ser visitada em tours regulares e seletos organizados pela Airbnb.

As Galeries Lafayette tentaram experimentar novas técnicas de jardinagem em sociedade com uma start-up agrícola urbana, Sous les Fraises, que reformou e mantém o terraço no topo do edifício.

Outras start-ups agrícolas, como a Topager ou a Peas and Love, usam outro modelo de negócio, criando hortas comunitárias cuidadas por profissionais do ramo e alugadas a clientes que colhem seus próprios produtos frescos.

Pascal Barbot dirige o Astrance, um famoso restaurante parisiense que serve pratos temperados com ervas do terraço do edifício com flores comestíveis das Galeries Lafayette.

Ele disse que estava preocupado com a possibilidade de a poluição da cidade afetar as colheitas. A preocupação vem sendo tratada pelas start-ups agrícolas, segundo as quais a água da chuva é a mesma que cai no campo, e que, como alguns teste mostraram, a pior poluição urbana se localiza nas áreas de trânsito intenso, longe dos topos dos prédios.

No final, Barbot decidiu que uma horta no alto dos edifícios era o melhor lugar para obter ervas raras e flores comestíveis. A questão do custo  não é crucial para o chef, cujo cardápio para o jantar que muda diariamente custa a partir de cerca de 300 dólares.

“Uma horta como esta é boa para a saúde? É boa para o meio ambiente? É boa para as gerações do futuro?” perguntou. “São as questões que coloco”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.