Procurador de Washington D.C. processa Facebook por caso Cambridge Analytica

É a primeira vez que autoridades regulatórias dos Estados Unidos penalizam o Facebook pelo caso com a consultoria; ações da empresa operam em queda

Mark Zuckerberg é presidente executivo do Facebook

O procurador do Estado americano de Washington D.C., Karl Racine, entrou nesta quarta-feira, 19, com um processo contra o Facebook pelo escândalo Cambridge Analytica – a consultoria política utilizou indevidamente os dados de 87 milhões de pessoas para tentar influenciar as eleições presidenciais americanas de 2016. É a primeira vez que autoridades regulatórias dos Estados Unidos penalizam o Facebook pelo caso com a consultoria, revelado em abril deste ano. 

“O Facebook falhou em proteger a privacidade de seus usuários e os enganou quanto a quem teve acesso a seus dados e como eles foram usados”, disse Racine, em comunicado. “O Facebook colocou os usuários em risco de manipulação, permitindo que companhias como Cambridge Analytica e outras aplicações de terceiros coletassem dados pessoais sem a permissão dos usuários”. 

O procurador afirmou que o caso Cambridge Analytica expôs aproximadamente metade dos dados dos residentes do distrito de Columbia –  informações que foram usadas com propósito político durante as eleições presidenciais de 2016. Na visão do procurador, a “supervisão negligente e as configurações de privacidade enganosas” permitiram que a consultoria Cambridge Analytica acessasse as informações. 

Novo escândalo. O processo é revelado no mesmo dia da publicação de uma reportagem do The New York Times afirmou que o Facebook compartilhou, sem o devido consentimento, dados de seus usuários com parceiros comerciais, como Microsoft, Amazon e Yahoo – em troca, a rede conseguiu atrair novos usuários e turbinar seu modelo de negócios, baseado em exibição de anúncios publicitários. Nessas parcerias, Netflix e Spotify, por exemplo, podiam acessar até mensagens privadas de usuários da rede social. 

Nesta quarta-feira, 19, após o novo escândalo e o processo pelo caso Cambridge Analytica,  as ações do Facebook operavam em queda de 5%, por volta de 17h (horário de Brasília). 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s