11 cozinhas minimalistas e muito bem planejadas

Esta seleção vai te inspirar a livrar-se dos excessos na sua próxima reforma

minimalismo na decoração já aparece há tanto tempo nos projetos que nem pode mais ser considerado uma tendência. Ele tornou-se um estilo de vida, em que uma atmosfera clean impera e o acúmulo não tem vez. Seguindo essa máxima, reunimos, abaixo, cozinhas minimalistas que exageram apenas na elegância e na calmaria.

1. Madeira clara

Os arquitetos do escritório Studio Four depararam-se com interiores bastante confusos quando receberam a tarefa de reformar uma casa do século 19 no subúrbio de Prahram, em Melbourne, Austrália. Os moradores queriam um lar natural e repleto de iluminação e sensação de bem-estar. A cozinha ganhou revestimentos de madeira em dois tons. Os tradicionais armários foram retirados das paredes e, em seus lugares, longas prateleiras foram inseridas, permitindo que os objetos de uso diário sejam alocados de forma organizada. Para não perder o charme, vasos de laboratório são os recipientes de pequenas plantas, que levam o verde para o ambiente.


2. Contraste contemporâneo

Os tons neutros e as formas limpas predominam no décor desta cozinha minimalista integrada à sala de jantar. Ao valorizar materiais naturais, como a madeira e o design sem excessos, o ambiente, criado pela marca dinamarquesa Brdr. Krüger, prova que simplicidade e elegância andam mesmo de mãos dadas. Enquanto o balcão, ao fundo, funciona como um local para refeições rápidas, a mesa logo ao lado acolhe até oito pessoas para confraternizações sem pressa, banhadas pela luz natural que preenche o espaço, com seu pé-direito duplo e vigas de concreto aparente. Destaque para o mobiliário que homenageia a estética do movimento moderno dinamarquês, agora reinterpretada em uma abordagem contemporânea. O banco Pauline, assinado pelo OEO Studio, traz frescor ao clássico banquinho de bar combinando base de carvalho e assento revestido com tecido. Ao redor da mesa, cadeiras do artista e designer Rasmus Bækkel Fex para a Brdr. Krüger trazem o mobiliário shaker para os dias de hoje.


3. Dourado nos detalhes

Nada mais agradável do que uma cozinha organizada. Este ambiente com linhas minimalistas ganha corpo pelo jogo de materiais nobres e cores sóbrias que tiram o décor clean do lugar comum. Os armários verdes com puxadores dourados se destacam na estrutura de mármore branco. O revestimento metalizado se repete nos misturadores da pia e nas luminárias pendentes. A bancada se estende até a lateral, formando um balcão para refeições. Por ali, o azul clarinho contrasta com o tom profundo de verde, sem deixar o espaço totalmente branco.


4. Rosa + azul

Digna de qualquer board do Pinterest, esta cozinha criada pelo Studio11 para seu próprio escritório em Minsk, na Belarrusia, mistura elementos diversos para alcançar a combinação perfeita. Ao redor da única bancada com pia, reúnem se referências ao minimalismo e ao movimento modernista, reinterpretados com cores poderosas e suavizadas por formas curvas. O rosa é o protagonista, acompanhado pelo azul, que surge na parede bicolor. Para deixar tudo ainda mais interessante, arranjos tropicais pontuam mais uma dose de cor.


5. Cinza e rosa

Uma das cores mais populares do décor, o rosa fica cada vez mais distante dos ambientes infantis e mais próximos dos interiores super sofisticados – como essa cozinha assinada por Ruslan Kovalchuk, Mariya Chmut e Stephen Tsimbalyuk, que combina o cor-de-rosa com o preto e cinza escuro. O espaço minimalista, tem ar moderno, graças aos móveis de linhas retas feitos sob medida. Já o toque escandinavo vem com a madeira clara da mesa e das cadeiras e também com o décor essencial, que inclui poucos objetos de decoração e uma pontual luminária pendente.


6. Preto e rosa

A arquitetura clássica romana e mestres japoneses como o designer Shiro Kuramata estão entre as influências do Crosby Studios, que assina esta cozinha localizada em um pequeno apartamento em Moscou. Tanto o minimalismo do mobiliário quanto a composição de cores – paredes pretas e gabinetes rosa – em nada lembram a Rússia, a não ser pelo tapete floral sobre fundo negro estrategicamente posicionado sob a pia. Para finalizar, o concreto aparente presente no teto quebra a doçura da cor pink, trazendo equilíbrio a um espaço que se integra organicamente ao restante da casa.


7. Rústico chique

Junto com a retomada dos tons terrosos e a volta do vime, as texturas rústicas e naturais voltaram a ser tendência de decoração mesmo em ambientes urbanos, trazendo consigo a energia da natureza. A madeira, então, passou a ganhar protagonismo em ambientes como esta cozinha criada pela britânica Swoon Editions. Apesar de toda a estética bruta que os veios da madeira trazem, os armários e prateleiras adicionam leveza visual com suas linhas retas e formas minimalistas, sem detalhes ou puxadores. O tampo de pedra contribui para que o visual natural se instale. Como um contraponto de elegância, a parede ganha um tom escuro de azul. 


8. Clássico P&B

A designer de interiores norueguesa Therese Knutsen usou doses generosas (e muito chiques) de minimalismo na hora de compor esta cozinha: linhas retas, preto e branco e superfícies lisas configuram todo o ambiente. O destaque fica por conta dos armários. Sem puxadores, surgem com leveza e se camuflam na bancada branca e na parede negra.  Um conjunto de tábuas de madeira e um vaso de plantas temperam rusticidade na medida. Afinal, é preciso haver aconchego no espaço onde são preparadas as refeições.


9. Monocromia rosa

Nesta cozinha minimalista criada pelo arquiteto Emil Dervish, o tom toma conta de quase todas as superfícies, retas e lisas, exceto uma parede de concreto que se dirige para o cômodo seguinte. As paredes, cobertas de armários, ocultam possíveis equipamentos enquanto a iluminação embutida traz um toque de drama. para completar, uma torneira preta quebra a monocromia da decoração.


 10. Bancada dark

Na hora de reformar sua cozinha, Nina Holst distanciou-se das tradicionais cozinhas brancas e escolheu ousar. Ainda assim, apostou numa sala minimalista. O resultado é uma cozinha preta, formada por linhas retas, armários com puxadores escondidos euma torneira dourada. Os acessórios, também de formas simplificadas, completam o ambiente.


11. Azul e preto

Esta cozinha planejada criada pela sueca Ikea é um ótimo exemplo de como as cores têm o poder de ditar o clima de um ambiente. Apesar de ser uma sala minimalista, composta por linhas retas e móveis sem muitos detalhes, o azul bebê escolhido para os armários superiores resgata, imediatamente, a estética vintage das cozinhas do passado. O resultado é sofisticado e ousado, mas com uma pitada de calor nostálgico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.