‘DNA do Facebook mudou em 2018’, diz Zuckerberg em carta de fim de ano

Presidente executivo defendeu empresa em publicação na rede social; meta pessoal do fundador este ano era “consertar o Facebook”
Por Victor Rezende – O Estado de S. Paulo

Mark Zuckerberg é presidente executivo do Facebook

O presidente executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, publicou nesta sexta-feira, 28, sua tradicional carta de fim de ano – nas últimas temporadas, Zuckerberg costuma divulgar uma meta pessoal em janeiro, e, ao encerrar do ano, escreve uma meditação sobre como isso aconteceu. Em 2018, a meta foi “consertar o Facebook” – e, para o executivo, sua experiência foi bem sucedida. 

Para ele, o Facebook alterou suas características nos últimos tempos para conter novas crises envolvendo segurança e vazamento de dados de usuários. “Tivemos nosso DNA fundamentalmente alterado para nos concentramos mais em evitar danos”. Para Zuckerberg, o Facebook de agora é “muito diferente” em relação a 2016 ou até um ano antes.

O executivo afirmou, no post, que a empresa fez progressos este ano no combate à interferência eleitoral, ao discurso de ódio e à desinformação. Zuckerberg comentou, ainda, que “abordar essas questões é mais do que um desafio de um ano”. 

Os investidores, porém, não concordaram com as considerações de Zuckerberg: nesta sexta-feira, as ações da companhia encerrou o pregão em queda de 0,98%, cotadas a US$ 133,20. A empresa fechou a última semana útil do ano avaliada em US$ 382 bilhões, em queda de 39% desde seu pico histórico, em 25 de julho deste ano. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.