Halston vai ter sua vida contada em série de diretor de “O Assassinato de Gianni Versace”

Estilista ícone dos anos 70 e 80, Halston será vivido por Ewan McGregor

Halston e suas musas na Vogue americana em 1972 (Foto: Duane Michals/Reprodução)

Ícone da moda americana nos anos 70 e 80, habitué do Studio 54 ao lado de personagens lendárias como Liza Minnelli e Bianca Jagger e tão controverso quanto adorado, Halston terá sua vida retratada em uma minissérie estrelada por Ewan McGregor. 

Ainda sem data para começar as filmagens ou emissora responsável pela transmissão, Simply Halston tem roteiro assinado por Sharr White (The Affair) e direção de Dan Minahan (American Crime Story: O Assassinato de Gianni Versace). McGregor, White e Minahan atuam também como produtores executivos e as gravações serão encabeçadas pela Killer Films. 

Roy Halston Frowick, nome de batismo do estilista, começou sua carreira no métier dos chapéus e se tornou um dos milliners mais concorridos de Nova York, com ateliê na Bergdorf Goodmans – Jackie Kennedy usou uma de suas criações para a posse de JFK. Depois de uma mentoria de Charles James, célebre couturier americano, Halston criou seu próprio ateliê em 1968 e logo caiu nas graças das mulheres mais influentes e elegantes dos Estados Unidos – Anjelica Huston, Lauren Bacall, Margaux Hemingway, Elizabeth Taylor, para listar algumas. 

Em 1973, a grife foi vendida à Norton Simon Inc., o que deu início a mudanças irreversíveis na trajetória do designer. Em 1978, o antigo ateliê foi substituído por um andar inteiro no Olympic Tower, um edifício de 51 andares que traduzia a grandeza que a marca havia tomado. Noitadas, dependência química e boatos gravitavam em torno do estilista, que, em 1984, foi completamente desligado da companhia que havia criado e que levava seu nome – a decisão surgiu após reviravoltas na propriedade da marca, que acabou como parte do conglomerado Esmark Inc., onde foi subsidiária da International Play-tex, empresa que produzia, majoritariamente, sutiãs. 

Revoltado, Halston abandonou a criação de moda e viveu em uma espécie de exílio até sua morte, em março de 1990, por complicações decorrentes da AIDS. Ele tinha 57 anos e estava internado no Pacific Presbyterian Medical Center, em São Francisco. Mais sobre sua vida pode ser descoberto no livro Simply Halston: The Untold Story, de Steven Gaines, uma das obras-referência para a série a ser lançada. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.