Ativista Sabrina Bittencourt que reuniu mulheres para denunciar João de Deus comete suicídio, diz ONG

Sabrina Bittencourt era mãe de três filhos e deixou carta com as razões para tirar sua vida, segundo informou ONG da qual ela fazia parte

Sabrina Bittencourt Foto: Reprodução/Facebook

BARCELONA – A ONG Vítimas Unidas informou que a ativista Sabrina Bittencourt, que ajudou a reunir mulheres para denunciar os abusos sexuais cometidos pelo médium João de Deus, cometeu suicídio neste sábado. Sabrina ajudou a reunir mulheres para denunciar os abusos sexuais cometidos contra elas pelo médium João de Deus. Ela tinha 38 anos e três filhos.

“O grupo Vítimas Unidas comunica com pesar o falecimento de Sabrina de Campos Bittencourt ocorrido por volta das 21h deste sábado, 02 de fevereiro, na cidade de Barcelona, na Espanha, onde vivia atualmente. A ativista cometeu suicídio e deixou uma carta de despedida relatando os porquês de tirar sua própria vida”, diz o texto, assinado por Maria do Carmo Santos, presidente do grupo Vítimas Unidas, e por Vana Lopes, fundadora.

O GLOBO entrou em contato com Vana que, por mensagem, afirmou que estava muito abalada e havia sido medicada depois que recebeu a informação da morte através do ex-marido de Sabrina Bittencourt, Rafael Velasco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.