Ex-editora-executiva do NYT Jill Abramson é acusada de plágio em livro

Jornalista da Vice aponta trechos de reportagens não creditadas em obra de Jill Abramson

A então editora-executiva do jornal The New York Times, Jill Abramson, em Nova York – Kena Betancur/Reuters

SÃO PAULO –O repórter da Vice Michael Moynihan, em séries de tuítes na noite de quarta (6), acusou a ex-editora-executiva do New York Times Jill Abramson​, de reproduzir trechos de reportagens publicadas por veículos como a revista The New Yorker no recém-lançado “Merchants of Truth”, mercadores de verdade.

Abramson, que lançou o livro na terça (5), foi questionada sobre as acusações durante entrevista ao vivo na Fox News e negou plágio, citando as “70 páginas de notas de rodapé mostrando de onde veio a informação”. Acrescentou que “muitas pessoas da Vice têm reagido ao livro, não gostam do retrato da Vice”.

Os trechos citados por Moynihan são do capítulo que aborda a Vice, mas ele diz que há diversos casos. 

Outros jornalistas se somaram a ele, como Ian Frisch, que apontou também via Twitter sete trechos retirados e não creditados de uma reportagem sua para a revista Relapse.

Posteriormente, Abramson tuitou que toma “seriamente as questões levantadas e vai revisar os trechos”.

Seu livro, publicado pela ed. Simon & Schuster, aborda uma década de transformação no jornalismo, concentrando-se em NYT, que ela dirigiu por quase três anos (2011/14), Washington Post, BuzzFeed e Vice. [Nelson de Sá]


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.