Gracie Carvalho – Animale 2019

Animale 2019
Title: CLÁSSICO, MAS NEM TANTO
Model: Gracie Carvalho

Isis Bataglia por Gui Paganini

Model: Isis Bataglia
Photographer: Gui Paganini
Beauty: Clei Olivatto
Assistente de fotografia: Filipe Sardelli

Hilary Swank precisa lidar com a doença da mãe em trailer de What They Had

Drama familiar ainda tem Michael Shannon e Blythe Danner no elenco
Mariana Canhisares

O longa também ganhou um pôster (via Deadline)

Tudo o Que Tivemos (What They Had), drama familiar estrelado por Hilary Swank e Michael Shannon, ganhou seu primeiro trailer legendado. A prévia mostra como dois irmãos lidam com o diagnóstico de Alzheimer da sua mãe.

Além de Swank e Shannon, o elenco conta com Blythe DannerRobert ForsterTaissa Farmiga e Josh LucasElizabeth Chomko assina o roteiro e dirige a produção.

O filme acompanha Bridget (Swank) que se vê tendo que voltar para casa depois que seu irmão (Shannon) pede ajuda para lidar não apenas com a doença da mãe, mas com a reação do seu pai, que não quer abrir mão de tê-la em sua vida. Assim, os irmãos precisarão tomar decisões difíceis.

Tudo o Que Tivemos estreia em maio no Brasil.

Avatar | James Cameron revela detalhes da história

Jake Sully e Neytiri devem ter um filho de oito anos

James Cameron deu mais detalhes sobre Avatar 2 3. No podcast da Empire (Via CB), o cineasta falou que Jake Sully (Sam Worthington) e Neytiri (Zoe Saldana) terão um filho.

“Existe uma briga de três páginas entre Jake e Neytiri, uma disputa de casamento, muito, muito crítica para a história. Eu acabei gravando tudo pelo ponto de vista de uma criança de oito anos se escondendo em uma estrutura e observando… Graças a experiência com [Sam Worthington] em Avatar, eu sabia como escrever de uma maneira que fizesse o personagem de Jake evoluir nessa montanha-russa emocional que será esses quatro filmes. Foi duro para ele. Ele fez dois filmes seguidos, pois ele fez o dois e o três juntos. Ele teve de ir em alguns lugares sombrios”.

Zoe SaldanaSam WorthingtonSigourney WeaverStephen LangCCH PounderDileep Rao e Joel David Moore estão de volta. Entre as novidades no elenco estão o ator neozelandês Cliff Curtis, de Fear the Walking Dead, que será Tonowari, o líder dos Metkayina, um clã dos arrecifes. Kate Winslet Oona Chaplin também estão no elenco.

Avatar 2 estreia em 18 de dezembro de 2020 e Avatar 3 chegará aos cinemas em 17 de dezembro de 2021. Com um curioso hiato de três anos, Avatar 4 só poderá ser visto em 20 de dezembro de 2024 e a última parte da franquia, Avatar 5, chega em 19 de dezembro de 2025.

Anteriormente foi divulgado que os filmes podem se chamar: Avatar: The Way of Water, Avatar: The Seed Bearer, Avatar: The Tulkun Rider and Avatar: The Quest for Eywa.

Netflix anuncia fim de ‘Jessica Jones’ e ‘O Justiceiro’

Última temporada de ‘Jessica Jones’ ainda será disponibilizada, enquanto ‘O Justiceiro’ não ganhará novos episódios

Em parceria com a Marvel, a Netflix apostou em séries de super-heróis, como ‘Jessica Jones’ Foto: Netflix / Divulgação

Netflix anunciou que as séries Jessica Jones e O Justiceiro serão canceladas. A empresa confirmou as informações ao site Deadline.

O Justiceiro, da Marvel, não retornará para uma terceira temporada na Netflix. […] Além disso, em revisão à nossa programação da Marvel, nós decidimos que a terceira temporada de Jessica Jones também será a última”, informou a Netflix.

“Nós somos gratos à Marvel pelos cinco anos de uma parceria frutífera e agradecemos aos fãs apaixonados que acompanharam as séries desde o início”, completa o comunicado.

O ator Jon Bernthal, que interpreta o protagonista Frank Castle em O Justiceiro, fez uma publicação em seu Instagram se despedindo do personagem e agradecendo aos fãs.

“A todos que conhecem a perda. A todos que amam e entendem Frank e sua dor. Foi uma honra ter andado em suas botas. Tenho uma eterna gratidão aos fãs de quadrinhos e aos homens e mulheres das Forças Armadas e comunidade de agentes da lei para quem Frank significa tanto.”

NY beira irrelevância com discurso escapista em passarela murcha

Nem mesmo Marc Jacobs salvou semana atípica em que roupas eram apenas roupas
Pedro Diniz

Modelo na passarela de Marc Jacobs Caitlin Ochs/Reuters

A moda já cruzou o oceano para acompanhar os desfiles de inverno 2020 do circuito europeu, que começou em Londres, mas deve levar algumas semanas até expurgar o sentimento de catástrofe deixado pela semana de moda de Nova York, cujos desfilam terminaram na semana passada sugerindo um volumoso nada para a audiência.

Volumoso como o estudo de volumes de Marc Jacobs, um dos poucos estilistas dignos de nota dessa temporada que exaltou roupas bonitinhas enfileiradas como um supermercado de estilos sem norte criativo aparente.

Herdeiro de uma geração de designers afeitos à subversão de estilos baseados em discursos identitários —no caso dele, o grunge dos anos 1990—, Jacobs encapou as modelos com versões de sua própria história, repleta de listras, penas, alfaiataria luminosa e estampas de bicho.

A silhueta em A compôs boa parte das produções, cortadas com o exagero peculiar e ostensivo que, pelas mãos do estilista, soa elegante e quase etéreo.

Há nisso uma tentativa de resgate, uma nostalgia dos tempos áureos de sua marca, personificada no look final desfilado por Chrsty Turlington. Supermodelo dos anos 1980, ela não pisava na passarela desde quando Marc Jacobs dava seus primeiros passos na moda na última década do século 20.

Mas só um homem não levanta uma temporada. Nova York perdeu a Calvin Klein de Raf Simons, que deixou a grife na qual prometia uma revolução por causa de vendas abaixo do esperado.

Comenta-se que ele, um belga com as chefias da Dior e da Jil Sander no currículo, oferecia uma moda intelectual demais para uma grife popular demais como é a CK. 

Mas, a julgar pela overdose de jeans, pelos florais fora de contexto, pelos tecidos acetinados e pela alfaiataria francesa demais vistos nessa semana, o comentário cabe a toda a moda americana que desfilou ali.

Esperava-se algum lampejo de consciência, uma passarela que traduzisse o caldeirão de notícias jogadas todos os dias nos jornais. 

Escândalos diplomáticos, sexuais e humanitários não foram suficientes para balançar um calendário que parece ter se antecipado ao presidente americano e construiu seu próprio muro, uma bolha que oferece uma falsa sensação de segurança.

Sair da zona de conforto é imperativo num negócio movido por novidades, mesmo que costuradas em doses homeopáticas.

Michael Kors sacou o marasmo e enclausurou os fashionistas numa pista de dança, ao som de uma disco mofada, mas com lurex, couro e brilho aplicado em alfaiataria suficientes para causar o frisson momentâneo que os americanos podem querer para buscar algum conforto.

Nada explica, porém, a festa mal engendrada da Oscar de La Renta, os passos desconexos da Carolina Herrera, o minimalismo insosso da The Row e os quilos de ideias para lojas de departamento queimarem na liquidação.

E assim caminha, mais uma vez, uma semana de moda para a beira do precipício da irrelevância.

Yasmin Wijnaldum – Harper’s Bazaar US March 2019 By Sebastian Kim

Frill Seeker   —   Harper’s Bazaar US March 2019   —   www.harpersbazaar.com
Photography: Sebastian Kim Model: Yasmin Wijnaldum Styling: Miguel Enamorado Hair: Hiro+Mari Make-Up: Yumi Mori Manicure: Liang

Morre aos 95 anos marinheiro da célebre foto do beijo em Nova York

Imagem de homem beijando enfermeira correu o mundo e é uma das mais famosas do século 20

Visitante fotografa imagem célebre feita por Alfred Eisenstaedt exposta em mostra em Roma – Gabriel Bouys -30.abr.13/AFP

WASHINGTON –O marinheiro que beija uma enfermeira na Times Square, em Nova York, enquanto as pessoas comemoravam o fim da Segunda Guerra Mundial, protagonista de uma célebre foto, morreu aos 95 anos.

George Mendonsa sofreu um derrame no domingo (17), depois de cair no asilo onde morava em Middleton, no estado americano de Rhode Island. A informação é de sua filha, Sharon Molleur, ao Providence Journal.

A imagem, que rodou o mundo, é uma das quatro feitas pelo fotógrafo Alfred Eisenstadt para a revista Life. Mendonsa beija uma mulher que veste um uniforme branco de enfermeira. Ele serviu no Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial e estava de férias quando a fotografia foi tirada.

Durante muito tempo, Mendonsa afirmou ser ele o marinheiro da foto, mas isso só foi confirmado recentemente com o uso da tecnologia de reconhecimento facial.

Greta Zimmer Friedman, a mulher da foto, morreu em 2016 aos 92 anos. Na época, o fotógrafo não pediu os nomes dos dois estranhos que registrou, enquanto eles se beijavam. Mais tarde, contou o que viu na cena quando o marinheiro correu pela rua e beijou a primeira mulher que encontrou.

“Eu corri na frente dele com a minha câmera Leica, mas lembro que nenhuma das fotos me satisfez”, escreveu ele em “Eisenstadt on Eisenstadt”. 

“De repente, vi alguém pegando algo branco. Virei-me e cliquei o momento em que o marinheiro beijou a enfermeira. Se ela estivesse vestida de preto, nunca teria feito a foto.” AFP

Avião de Jennifer Aniston e Courteney Cox faz pouso de emergência

Atrizes estavam a caminho do México quando aeronave apresentou problemas

As atrizes Jennifer Aniston e Courteney Cox atuaram juntas em ‘Friends’

O avião em que estavam as atrizes Jennifer Aniston e Courteney Cox foi obrigado a realizar um pouso de emergência quando estava a caminho de Cabo San Lucas, no México, na última sexta-feira, 15.

De acordo com o TMZ, a aeronave supostamente perdeu uma roda ou um pneu durante a decolagem e, apesar de ter alcançado o espaço aéreo mexicano, o piloto optou por retornar e pousar na Califórnia como medida de precaução.

Antes de realizar a aterrissagem, o avião ainda teve de queimar combustível, já que estava com o tanque cheio e poderia apresentar riscos. Apesar do susto, ninguém se feriu.

Jennifer Aniston estava a caminho do México para comemorar seu aniversário de 50 anos, completado na última segunda-feira, 11. Além de Courteney Cox, atriz com quem contracenou na série Friends por dez anos, outras dez amigas também estavam na aeronave. Após o incidente, elas aguardaram por um novo avião particular e puderam completar a viagem.