A Barbie dos anos 70 é a inspiração de Elle Fanning para o MET Gala 2019

Enquanto a atriz cruza o tapete vermelho do Met Gala, a sua stylist, Samantha McMillen, decodifica seu look para Vogue – desde os acessórios até sua inesperada musa de estilo
RADHIKA SETH | VOGUE INTERNACIONAL

Elle Fanning (Foto: Getty Images)

Habitué da primeira fila desde a adolescência, Elle Fanning aprimorou o momento princesa do red carpet há muito tempo – pense no modelito de tule lavanda by Rodarte que a atriz usou na estreia de “O Estranho Que Nós Amamos” em Cannes, ou o vestido de alta-costura com capa da Valentino que ela vestiu no Festival Internacional de Cinema de Berlim. Quando o tema do Met Gala 2019 pede bastante glamour com o estilo Camp, o que uma garota deve fazer? Aumentar o volume, obviamente.

“Frequentemente vamos de Prada e Miu Miu porque Elle aparece em campanhas da Miu Miu há muito tempo”, explica a stylist da atriz, Samantha McMillen, que também está por trás dos melhores looks de Brie Larson e Dakota Fanning. “Este ano ela vai com a Sra. Prada, mas será a única a usar Miu Miu.” O look? Um conjunto composto de top cropped e calças boca de sino, complementado por acessórios incríveis. Abaixo, McMillen decodifica o look de Elle para Vogue.

Sobre trabalhar com Miu Miu
“Camp é um tema muito divertido para a Sra. Prada. Durante toda sua carreira, ela executou tantos looks que são cCamp de maneira incrivelmente linda e estilosa. Ela é ótima em pegar um conceito como esse e torná-lo universal. No Met Gala, é sempre necessário levar em conta o estilista que convidou você e então pensar em como o tema poderia se fundir com a sua obra.”

Elle Fanning (Foto: Getty Images)
Elle Fanning (Foto: Getty Images)

Sobre os acessórios
“Queríamos ver o que a marca poderia trazer, mas também levamos nossas ideias a eles. Por exemplo, Prada e Miu Miu usam muitos berloques enormes – seja em chaveiros ou num broche grande – e nos inspiramos nesses colares da década de 1980 com berloques kitsch de plástico que você pode colocar e tirar. Então levamos esse conceito para a Miu Miu e eles fizeram colares grandes, grossos, para usarmos em composição. Os berloques o tornaram muito especiais. Alguns trazem as palavras: ‘Met Gala’, ‘Camp’ e ‘2019’, e os menores são os que Miu Miu usou no passado, como o do gatinho e do pardal. Um dos berloques até traz uma representação de Elle, com uma foto dela no seu último Met Gala, o de 2017, quando usou o vestido azul e tiara.”

Sobre a inesperada musa para o Met Gala
“Por conta dos colares, o restante do look precisava ser bem simples. Então quanto às roupas, buscamos uma vibe Barbie da década de 70. É bem Elle, mas elevada à milésima potência – super Barbie e super camp. Adoro também aquela cor rosa meio canela. Elle ama usar tons pastel, então quisemos que tivesse os tons de que ela gosta, mas também dando uma turbinada e um pouco mais de ousadia”.

Elle Fanning (Foto: Getty Images)
Elle Fanning (Foto: Getty Images)

Sobre dissecar o tema
“O Baile do Met é muito divertido, mas pode ser difícil dependendo do tema. No passado, não fazia muita diferença se você seguia o tema ou não, mas isso mudou completamente nos últimos seis ou sete anos. Agora, todos são super rigorosos quanto a adotá-lo. Há tanto que você pode fazer com o tema “Camp: Notes on Fashion”. Acho que a última vez que os convidados se divertiram tanto foi provavelmente com o tema “Punk: Chaos to Couture” em 2013. O pessoal  escolhe vestidos muito lindos ou algo que siga bem o tema e seja memorável, mas é legal quando se pode combinar os dois”.

Extravagante! Lady Gaga surpreende ao apresentar quatro looks no Baile do Met 2019

A cantora e atriz é chair ao lado de Anna Wintour nesta edição e voltou às raízes ao adicionar vários elementos surpresas no vestido

Lady Gaga voltou às raízes e chegou com um look para lá de extravagante no red carpet do Baile do Met, que acontece na noite de segunda-feira (06.05), no Metropolitan Museum, em Nova York.

E quem achou que ela iria manter sua fase mais comportada se enganou. A cantora surpreendeu com seus truques e conseguiu mostrar nada menos que quatro looks ao fazer um show para os fotógrafos.

A ideia foi projetada por Brandon Maxwell, que focou no exagero. Ele, inclusive, foi o responsável por abrir o primeiro vestido com luvas de ópera. Dramática, Gaga aplicou batom em frente às cameras antes do terceiro look se revelar, mas fechou com chave de ouro ao ficar só de lingerie de cristais. Além do estilista, cinco dançarinos ajudaram a popstar com suas revelações. 

Na ocasião, Lady Gaga usou um conjunto precioso de joias Tiffany & Co e um colar da Tiffany Blue Book Collection (preço sob consulta): a soma dos aneis usado pela pop star é de US$ 1.751 milhão – o equivalente a R$ 7 milhões. 

Organizada por Anna Wintour, da Vogue americana, a festa deste ano (que acontece em 06.05) celebra o estilo Camp – em sintonia com a exposição “Camp: Notes on Fashion”, com curadoria de Andrew Bolton, e inspirada pelo ensaio de 1964 escrito por Susan Sontag “Notes on Camp”.

Desde 1995, Anna Wintour atua como chair do gala e elege personalidades de destaque para atuarem a seu lado na função. Para 2019, ela convocou Lady Gaga, Alessandro Michele, Harry Styles e Serena Williams – edições anteriores tiveram Rihanna, Katy Perry e Taylor Swift, por exemplo.

Lady Gaga (Foto: Getty Images)
Lady Gaga (Foto: Getty Images)
Met Gala 2019 (Foto: Getty Images)
Met Gala 2019 (Foto: Getty Images)
Lady Gaga (Foto: Getty Images)
Lady Gaga (Foto: Getty Images)
Lady Gaga (Foto: Getty Images)
Lady Gaga (Foto: Getty Images)
Met Gala 2019 (Foto: Getty Images)
Met Gala 2019 (Foto: Getty Images)
Lady Gaga (Foto: Getty Images)
Lady Gaga (Foto: Getty Images)
Met Gala 2019 (Foto: Getty Images)
Met Gala 2019 (Foto: Getty Images)
Lady Gaga (Foto: Getty Images)
Lady Gaga (Foto: Getty Images)
Lady Gaga (Foto: Getty Images)
Lady Gaga (Foto: Getty Images)
Met Gala 2019 (Foto: Getty Images)
Lady Gaga (Foto: Getty Images)

Ashley Graham traz tendência quente de beleza para o Met Gala

A atriz combinou rabo longo com presilhas de cristais (mais de 80!) e laço para o pink carpet da noite

Ashley Graham (Foto: Getty Images)

As presilhas e laços são, sem dúvida, os acessórios de cabeça desta temporada. Das passarelas ao street style, elas vêm fazendo a cabeça das fashionistas. No pink carpet do Met Gala, não foi diferente: Ashely Graham apareceu a bordo de look full Gucci com cabelo preso em um rabo alto e repleto de presilhas (mais de 80!) cravejadas de cristais e pérolas.

Para criar a produção, a hair stylist Justine Marjan usou chapinha para deixar os fios superlisos e colados com boas camadas de spray. Já o volume,se deu a camadas de aplique longuíssimos que foram incorporados ao rabo e finalizados com grampos e presilhas de pérolas e cristais. Além dos acessórios da marca, grampos da californiana Kitsch e um superlaço vermelho arremataram a produção. Chique!

Ashely Graham  (Foto: Getty Images)
Ashely Graham (Foto: Getty Images)
A hair stylist Justine Marjan assina o cabelo de Ashely Graham  (Foto: Reprodução Instagram )
A hair stylist Justine Marjan assina o cabelo de Ashely Graham (Foto: Reprodução Instagram)

Motoristas do Uber organizam paralisação em protesto contra venda de ações

Demandas do protesto incluem melhores salários e menos desativações de motoristas

Motoristas do Uber planejam grene nesta quarta, 8

Nessa sexta-feira, 10, o Uber faz sua oferta pública inicial (IPO) na bolsa de Nova York. A expectativa é de que as ações sejam avaliadas entre US$ 44 e US$ 50 dólares, levando o valor da empresa para próximo de US$ 90 bilhões. Dois dias antes, na quarta-feira, motoristas do aplicativo de vários países prometem uma paralisação em busca de melhores condições de trabalho.

Entre as 7 e as 9 da manhã do dia 8, quarta, motoristas dos aplicativos Uber e Lyft  em Nova York, Chicago, Los Angeles e São Francisco vão parar seu trabalho, segundo o New York Taxi Workers Alliance, sindicato que reúne motoristas de táxi e aplicativos. Profissionais de cidades do Reino Unido como Londres, Birmingham e Glasgow também aderiram à paralisação, de acordo com o jornal The Independent.

Entre as demandas anunciadas pelo sindicato estão a segurança do emprego, com menos desativações de motoristas; melhores salários, com o fim do cálculo antecipado do preço das viagens; e uma regulação da tarifa, com pelo menos 80% do valor da corrida garantido para os motoristas.

Em seu pedido de abertura de capital enviado à Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (SEC), a empresa citou a insatisfação de seus motoristas como fator de risco para o futuro. Para a companhia, essa insatisfação deve aumentar no futuro, tanto pelo investimento em carros autônomos, quanto pela diminuição planejada nos incentivos para os motoristas, estratégia para aumentar os lucros. O mesmo documento mostra que, em 2018, o Uber faturou no Brasil US$ 959 milhões, aproximadamente R$ 3,8 bilhões.

O pré-candidato à presidência americana pelo Partido Democrata, Bernie Sanders, demonstrou apoio à greve em suas redes sociais: “Pessoas que trabalham para companhias de vários bilhões de dólares não deveriam ter que trabalhar 70 ou 80 horas por semana para sobreviver. Eu apoio os motoristas de Uber e Lyft que vão parar no dia 8 de maio”, tuítou. 

Cora Emmanuel – Harper’s Bazaar UK June 2019 By Richard Phibbs

The Wings Of Dove   —   Harper’s Bazaar UK June 2019   —   www.harperbazaar.co.uk
Photography: Richard Phibbs Model: Cora Emmanuel Styling: Miranda Almond Hair:  Bjorn Krischker Make-Up: Anita Keeling Manicure: Tinu Bello
Prop Styling: Ida Jacobsson-Wells

Adele faz festão de 31 anos em mansão de R$ 500 milhões

Cantora comemorou data com tema ‘Grande Gatsby’, com muita ostentação e produção dos anos 1920

Adele celebra seus 31 anos (Foto: Reprodução/Instagram)
Adele celebra seus 31 anos (Foto: Reprodução/Instagram)

Adele, que completou 31 anos no domingo (5), não deixou a data passar em branco e celebrou em grande estilo, com uma festança no melhor estilo ostentação com o tema Grande Gatsby, que retrata a riqueza nos anos 1920 pós-guerra.

“Os 31 anos… muitíssimo obrigada. Os 30 me colocaram muito à prova, mas tomei as rédeas e estou tentando meu melhor para aprender tudo. Não importa quanto tempo estamos aqui, sempre existem momentos complicados. Mudei de forma drástica nos últimos anos e ainda estou mudando. E está tudo bem”, começou ela.

“Este será um grande ano e vou dedicá-lo a mim. Pela primeira vez em uma década estou pronta para sentir o mundo ao meu redor redor e explorá-lo. Seja gentil com as pessoas, porque somos apenas humanos, desacelere, desligue o telefone e ria alto de cada oportunidade. Aprenda a amar a si mesma, perceba que você se basta e levante a cabeça”, completou Adele, que ficou solteira recentemente. 

A celebração de 31 anos de Adele, inclusive, aconteceu em uma mansão avaliada em nada menos que 500 milhões de reais (100 milhões de libras), que chegou a ser cenário do filme O Poderoso Chefão, em 1972, e foi local da lua de mel do ex-presidente dos EUA John F. Kennedy e Jaqueline Kennedy em 1953.

Entre os convidados da festa de Adele, estava justamente Leonardo DiCaprio, que interpretou o protagonista em O Grande Gatsby, filme lançado em 2013, além da mãe do astro, Irmelin, e do padrasto, David.

O local escolhido para celebrar os 31 anos foi a mansão chamada de Beverly House, que fica em Beverly Hills, na Califórnia, EUA, e tem nada menos que 29 quartos, com aluguel de 458 mil libras por mês (mais de 2,3 milhões por mês), de acordo The New York Daily News.

A mansão foi onde foi filmada a famosa cena da cabeça de um cavalo morto colocada sobre a cama do personagem John Morley (interpretado por Jack Woltz) em O Poderoso Chefão, de Francis Ford Coppola, de 1972.

A cantora, que estava com o ex-financista e fundador de um grupo de ajuda humanitária Simon Konecki, se casou em 2016. Os dois, que são pais de Angelo, de 6 anos, não revelaram o motivo da separação no anúncio oficial. “Ambos estão comprometidos a criar o filho juntos e com amor. Como sempre, os dois pedem privacidade e não vão falar mais do assunto”, dizia o comunicado do ex-casal. [Léo Gregório]

Adele celebra seus 31 anos (Foto: Reprodução/Instagram)
Adele celebra seus 31 anos (Foto: Reprodução/Instagram)
Adele celebra seus 31 anos (Foto: Reprodução/Instagram)
Adele celebra seus 31 anos (Foto: Reprodução/Instagram)
Adele celebra seus 31 anos (Foto: Reprodução/Instagram)
Adele celebra seus 31 anos (Foto: Reprodução/Instagram)
Mansão onde rolou aniversário de 31 anos de Adele (Foto:  Jade Mills. Coldwell Banker Resi)
Mansão onde rolou aniversário de 31 anos de Adele (Foto: Jade Mills. Coldwell Banker Resi)
Mansão onde rolou aniversário de 31 anos de Adele (Foto:  Jade Mills. Coldwell Banker Resi)
Mansão onde rolou aniversário de 31 anos de Adele (Foto: Jade Mills. Coldwell Banker Resi)
Mansão onde rolou aniversário de 31 anos de Adele (Foto: Jim Bartsch)
Mansão onde rolou aniversário de 31 anos de Adele (Foto: Jim Bartsch)

Apple será investigada pela União Europeia após queixas do Spotify

Disputa é relacionada à taxa cobrada sobre assinaturas da concorrente

A Apple acusa o Spotify de usar a sua loja de aplicativos para crescer, sem fazer nenhuma contribuição à plataforma

A União Europeia vai iniciar uma investigação antitruste contra a Apple nas próximas semanas, de acordo com o jornal Financial Times. Em março, o Spotify registrou uma queixa na Comissão Europeia, acusando a Apple de prejudicar a concorrência ao controlar ao mesmo tempo o sistema operacional iOS, a loja de aplicativos App Store e o serviço de streaming Apple Music, que compete diretamente com o Spotify.

Um dos pontos principais da queixa foi a taxa de 30% que a Apple cobra sobre as assinaturas realizadas dentro do aplicativo. De acordo com a empresa, essa taxa forçou o aumento das assinaturas do serviço pelo app de € 10 (R$ 44,3) para € 13 (R$ 57,6), ao mesmo tempo em que o Apple Music, serviço de streaming da rival, imune à taxa, foi lançado com uma tarifa mensal de € 10. Em sua resposta, a Apple acusou o Spotify de usar a App Store por anos para crescer sem fazer nenhuma contribuição à loja de aplicativos. 

A disputa pelo mercado de streaming de músicas segue acirrada. Nos Estados Unidos, o serviço da Apple já possui mais assinantes que o Spotify. O Spotify ainda está a frente no cenário global, com seus mais de 100 milhões de usuários pagos, o dobro da concorrente. Outra gigante da tecnologia, a Amazon, pretende entrar nessa briga, com uma versão gratuita do Amazon Music.

Segundo o Financial Times, os reguladores europeus podem obrigar empresas a mudar práticas consideradas ilegais e multá-las em até 10% de seu faturamento global. Em março, a comissão multou o Google em € 1,5 bilhões (R$ 6,6 bilhões) por práticas anticompetitivas no AdSense, serviço que coloca e administra anúncios em páginas na web. Essa foi a terceira multa antitruste que a empresa americana recebeu em três anos. O mesmo órgão regulador obrigou a Apple a pagar € 13 bilhões em impostos para a Irlanda em 2016.

A nova collab da Ikea vai agradar os órfãos da Colette

A fundadora da multimarcas assina collab com a gigante sueca

A collab Ikea x Darcel, com Sarah Andelman e Darcel Disappoints (Foto: Instagram Sarah Andelman/ Reprodução)

Faz quase dois anos que a Colette fechou suas portas na Saint Honoré, em Paris, mas a loja – uma das multimarcas mais famosas da cena fashionista -, não foi esquecida. Os famosos orfãos da Colette tem até uma hashtag, #coletteforever, que ainda perdura no Instagram.

Para quem anda com saudades do azul Colette, boas notícias: pode partir rumo à Ikea! A gigante sueca acaba de lançar uma collab com Sarah Andelman, fundadora da Colette, e Craig Redman, diretor criativo do blog Darcel Disappoints, famoso por seu personagem de um olho só.

O resultado são peças divertidas e multicoloridas – com muito azul, claro! – focadas em um público estudante: há desde cases para iPad, estojos e porta-lápis a jogos de cama ultraestampados.

A coleção, batizada de Förnyad, já está à venda nas Ikeas francesas e em breve será distribuída nas filiais internacionais. Para quem está em Paris, vale dar um pulo na loja compacta da Ikea que abriu no número 23 do Boulevard de la Madeleine – a primeira loja urbana da marca.

Satya Nadella: escolhas de desenvolvedores definirão mundo em que vivemos

Durante conferência Microsoft Build, empresa anunciou novas soluções destinadas à segurança dos sistemas de votação

CEO da Microsoft, Satya Nadella

A Microsoft anunciou nesta segunda-feira, 6/5, durante a abertura da conferência Build 2019, novas tecnologias para todos os tipos de desenvolvedores criarem soluções inteligentes e produtivas. Clientes e parceiros da gigante, incluindo empresas como Starbucks, J.P. Morgan, Kroger, Spatial e Epic Games, também apresentaram soluções no evento.

De acordo com a companhia de Redmond, os anúncios incluem novos serviços de colaboração e produtividade em aplicativos e na web e recursos de Inteligência Artificial no Microsoft 365 que permitem atender ainda mais as mudanças no ambiente de trabalho.

Papel dos desenvolvedores
Em seu discurso de abertura, o CEO da Microsoft, Satya Nadella, descreveu a visão da empresa e as oportunidades para desenvolvedores por meio do Microsoft Azure, Microsoft Dynamics 365 e Power Platform Microsoft 365, além de Microsoft Gaming.

“À medida que a computação se incorpora em todos os aspectos de nossas vidas, as escolhas que os desenvolvedores fazem definirão o mundo em que vivemos”, afirmou o executivo. “A Microsoft está comprometida em fornecer aos desenvolvedores ferramentas e plataformas confiáveis abrangendo todas as camadas do conjunto de tecnologia moderna para construir experiências mágicas que criam oportunidades para todos.”

Sistemas para eleições
Entre outras coisas, a Microsoft anunciou duas novas soluções destinadas à segurança dos sistemas de votação em todo o mundo, o ElectionGuard e o Microsoft 365 for campaigns.

O ElectionGuard é um kit de desenvolvimento de software livre, de código aberto, desenvolvido em parceria com a Galois, que fornece segurança e verificação pública para as eleições, bem como orientações e ferramentas para construir sistemas de votação mais acessíveis, aponta a empresa.

Já o Microsoft 365 for campaigns fornecerá as capacidades de segurança high-end do Microsoft 365 Business para os partidos políticos e suas campanhas, inicialmente para aqueles do Departamento Federal dos Estados Unidos. O serviço, que estará disponível em junho, baseia-se no AccountGuard, uma solução de detecção de ameaças e serviço de notificação de ataque de estado-nação anunciada em 2018 pela companhia.