Rihanna é artista da música mais rica do mundo, diz ‘Forbes’

Fortuna da cantora é fruto de seu trabalho na indústria da moda e da beleza

Como Rihanna criou uma fortuna de US $ 600 milhões – e se tornou a artista feminina mais rica do mundo

A cantora Rihanna, de 31 anos, foi apontada pela revista Forbes como a artista feminina da música mais rica do mundo. Segundo estimativas, ela acumula uma fortuna de 600 milhões de dólares, aproximadamente R$ 2,3 bilhões na cotação atual. A artista caribenha ultrapassa os patrimônios de nomes como Madonna, Céline Dion e Beyoncé.

Apesar de ter começado sua carreira na indústria musical, a fortuna de Rihanna é fruto de outro trabalho de destaque: sua parceria com a LVMH, conglomerado que detém as grifes Dior, Louis Vuitton e Givenchy. Desde o início de maio, a marca Fenty, criada pela cantora, integra o grupo de luxo.

Em setembro de 2017, Rihanna revolucionou o mercado da beleza ao lançar sua linha de maquiagem, Fenty Beauty, que possuía 40 tons de base. Estima-se que o valor de mercado da marca supere os 3 bilhões de dólares, cerca de R$ 11,5 bilhões.

Sebastian Hilgetag for L’Officiel Austria with Sabi Khazgaleeva

Photography & Retouch: Sebastian Hilgetag. Styling: Lisa Maria Lohman. Hair & Makeup: Melanie Hunger. Model: Sabi Khazgaleeva at Core Artist Management.

Lachlan Bailey for British Vogue with Fran Summers

Photographer: Lachlan Bailey. Stylist: Clare Richardson. Hair: David Harborow. Makeup: Mark Carrasquillo Model: Fran Summers.

Bird anuncia serviço de bicicletas elétricas compartilhadas

Startup pioneira no uso de patinetes elétricos desenvolveu modelo de bicicleta que consegue andar até 80 km sem recarregar

Bicicleta elétrica da Bird será lançada no segundo semestre em alguns países

Bird, startup americana pioneira no serviço de patinetes elétricos compartilhados, anunciou que vai oferecer bicicleta elétrica em alguns países a partir do segundo semestre do ano. O modelo, chamado de “Cruiser” será a primeira investida da Bird em veículos com bancos.

De acordo com a startup, o modelo pode ser usado como uma bicicleta normal – com o motor elétrico servindo apenas de assistência para facilitar a pedalada – ou como um modelo 100% elétrico, movimentado apenas com comandos.

A bicicleta contará com uma bateria de 52V, que consegue rodar até 80 km sem recarregar. O modelo conta ainda com frios de disco, um assento acolchoado e uma tela LCD responsável por informar ao usuário dados como velocidade e tempo de bateria restante.

Segundo o site de tecnologia americano The Verge, a Bird ainda não divulgou valores de corrida, quais cidades devem receber o Cruiser e qual será a velocidade máxima permitida pelo veículo. A expectativa, no entanto, é que a bicicleta elétrica trafegue uma média de 50 km/h.

Esta é a segunda novidade da Bird nos últimos tempos. A startup anunciou em maio o uso de um novo tipo de patinete customizado e mais durável. A empresa também disse que tem planos de vender o patinete a clientes por US$ 1,3 mil.

O novo Mac Pro customizado ao máximo poderá custar mais de meio milhão de reais

Após uma longa espera, a Apple apresentou ontem, na keynote de abertura da Worldwide Developers Conference (WWDC) 2019, o novíssimo Mac Pro. Ele parece atender todos os anseios de profissionais e empresas que fazem um uso realmente parrudo de computadores.

É como Rodrigo Ghedin colocou no Manual do Usuário:

Antes que você me xingue de burguês ou qualquer outro termo pesado do tipo, explico-me: estamos falando de equipamentos profissionais. Ninguém em sã consciência compraria um Mac Pro para fazer TCC, jogar Fortnite ou atualizar o Face da padaria do tio. Quem compra esse tipo de coisa renderiza animações pesadas, faz simulações e projetos de engenharia complexos, compila aplicativos gigantescos… você entendeu: é gente que se beneficia do poder de processamento e das possibilidades de expansão que o novo Mac Pro oferece. E gente rica sem noção, mas esses você pode xingar à vontade.

O grande problema das críticas iniciais ao novo Mac Pro — e ao seu monitor Pro Display XDR — é esse: elas vêm de um público totalmente alheio à necessidade de um equipamento como esse. O Mac Pro está num patamar completamente distinto de todos os outros Macs existentes, inclusive do próprio iMac Pro.

Novo Mac Pro e Apple Pro Display XDR

O Pro Display XDR segue o mesmo raciocínio. Há quem esteja brincando com o fato de apenas o seu suporte custar o mesmo que o monitor completo custava em 2011 (US$1.000), mas o patamar aqui agora é outro. A Apple está colocando-o frente a monitores profissionais com altíssima precisão de cores — ela citou um de US$43.000 na keynote, mas Jonathan Morrison trouxe aqui outro exemplo de pouco mais de US$29.000 (esse com resolução 4K, não 6K). Nesse cenário, os US$6.000 do Pro Display XDR (já com seu Pro Stand) vira uma pechincha.

Posto tudo isso, é divertido imaginar quanto poderá custar um Mac Pro customizado ao máximo, visto que a Apple só nos deu o preço inicial de US$6.000 para uma máquina configurada com processador Intel Xeon W de 8 núcleos, 32GB de RAM, placa gráfica AMD Radeon Pro 580X e 256GB de SSD. Com um Pro Display XDR e seu Pro Stand, já chegamos a US$12.000.

The Verge fez algumas estimativas de quanto deverá ficar para customizar o Mac Pro, obviamente com base na realidade americana porém considerando alguns preços gerais de mercado que normalmente são bem mais em conta do que a Apple costuma cobrar diretamente (o que é felizmente uma opção no caso do novo Mac Pro, afinal, ninguém precisará pagar a “taxa Apple” pelos upgrades se não quiser).

Pois bem:

  • 12 pentes de RAM DDR4 ECC 2.933MHz de 128GB cada (total de 1,5TB) = US$18.000 (a Apple cobra US$5.200 por 256GB no iMac Pro e é uma RAM inferior, de 2.666MHz, então é bem capaz que comprando por ela os 1,5TB superem os US$30.000).
  • Dois SSDs de 2TB cada = US$2.400 (preço Apple mesmo, com base no iMac Pro).
  • Um processador Intel Xeon W de 28 núcleos com 2,5GHz e Turbo Boost até 4,4GHz, com 66,5MB de cache = US$7.500
  • Duas placas gráficas AMD Radeon Pro Vega II com Infinity Fabric Link e 64GB de memória HBM2 = US$12.000
  • Uma placa aceleradora Apple Afterburner = ainda não se sabe quanto custará

Só aqui, em cima da base de US$6.000, já chegamos a US$45.900. Com a Afterburner, as rodinhas para a carcaça (Mac Pro Wheel Kit) e uma certa margem de erro, atingimos facilmente os US$50.000. Mas isso, claro, é só a torre.

Já que estamos aqui para brincar de gente grande, temos que considerar aí na conta também seis(!) Pro Display XDRs na versão Nano-Texture com um Pro Stand cada, que somarim então mais US$42.000. Total de US$92.000 pelo “kit”. 😄

Considerando que o “dólar Apple” (conversão da moeda + impostos e outros custos) está hoje na casa dos 7,5x, esse “kit” inimaginável chegaria ao Brasil por cerca de R$690.000. Pronto, agora você tem o resto do dia para digerir essa informação. [MacMagazine]

Patrick J. Adams retornará para temporada final de ‘Suits’

Patrick J. Adams em ‘Suits’ (Foto: Canal USA)

Patrick J. Adams, que durante sete anos interpretou o protagonista Mike Ross em “Suits“, voltará para a série em sua nona e última temporada, prevista para estrear em julho desse ano no canal USA.

O ator deixou a série junto com Meghan Markle, a agora duquesa de Sussex, quando os personagens dois dois se casaram e mudaram para Seattle. Nos novos episódios, ele retornará num caso que o colocará frente a frente com seu ex-mentor Harvey Spectre (Gabriel Macht) e com Samantha Wheeler (Katherine Heigl).

Apesar do fim da atração, um spin-off da produção, estrelado por Gina Torres, está prestes a estrelar nos EUA. A série “Pearson” irá acompanhar a rotina de Jéssica quando ela se muda para Chicago. [Gabriela Antunes]

Depois de susto no hospital, Kylie Jenner compartilha foto de Stormi com as primas True e Chicago

“Trigêmeas”, escreveu Kylie na legenda da foto – e recebeu elogios das irmãs Khloé e Kim

Na foto, Chicago West, True Thompson e Stormi Webster (Foto: Instagram)

Kylie Jenner compartilhou uma imagem adorável de sua filha de 16 meses, Stormi Webster, junto com as primas, True Thompson, de 14 meses, e Chicago West, de 17 meses. As crianças aparecem posando com filhotes de tubarão enquanto usavam roupas cor-de-rosa combinadas (na foto, as três posam em fileira: Chicago, True e Stormi). Tanto Kim Kardashian quanto Khloé comentaram com emojis de coração: “Meus bebês”, escreveu Kim.

A imagem foi publicada após a filha de Kylie Jenner ser hospitalizada no domingo depois de sofrer uma reação alérgica. A magnata da beleza, 21 anos, teve que levar Stormi para a emergência após a menina ficar doente de repente, e as duas passaram o dia no hospital.

A socialite também divulgou seu novo vlog de 20 minutos em seu canal no YouTube. “Eu queria dar a vocês um vislumbre de um dia típico para mim”, disse Kylie na descrição de seu vídeo. “Vocês estão pedindo para ver meu novo escritório, mas achei que seria divertido mostrar tudo desde o momento que eu acordo, então vou levá-los para minha casa, meu closet, minhas reuniões de negócios, minhas sessões de fotos…”.

Meghan Markle está entendiada com vida na realeza e gastando fortunas em compras online, diz site Radar Online

Esposa do Príncipe Harry estaria investindo em roupas para o filho recém-nascido e móveis para o quarto do bebê

Príncipe Harry, Meghan Markle

A atriz e duquesa Meghan Markle está entediada com a vida na realeza e passa grande parte de seu tempo gastando fortunas em compras online. A rotina atual da ex-estrela da série ‘Suits’ foi revelada por uma fonte ligada a ela em depoimento ao site Radar Online. De acordo com a publicação, o foco atual das compras da esposa do Príncipe Harry está em itens para o quarto de seu filho recém-nascido.

“Ela está gastando uma fortuna em roupas para o filho e decorações para o quarto dele, assim como alguns itens pessoais”, declarou o contato do site. Markle e Harry estão casados desde maio de 2018 e o filho deles nasceu no dia 6 de maio, sendo batizado com o nome Archie Harrison Mountbatten-Windsor.

“Não tem sido fácil para ela ficar dentro de casa, mas esse é um tempo que ela precisava para relaxar e criar laços com o Archie, assim como retomar a forma, antes de voltar a encarar o mundo. No momento, as compras online são o maior vício dela”, relatou a fonte ligada à atriz.

Atualmente, pouco menos de um mês após o nascimento do filho, Markle ainda se encontra em licença-maternidade. Ela inclusive aproveitou seu afastamento temporário para evitar se encontrar com Donald Trump durante a visita do presidente dos Estados Unidos ao Reino Unido.

Markle sempre foi opositora enfática do governo Trump e chegou a fazer campanha contra ele durante a corrida presidencial que ele acabou vencendo contra Hillary Clinton. Recentemente, antes de sua ida à Inglaterra, ao seu informado sobre as críticas de Markle, Trump a chamou de “detestável”.

Por que os fotógrafos ganharam grandes prêmios na WWDC

BY DAVID PIERINI • 10:22 AM, JUNE 4, 2019

A Apple tem uma boa idéia sobre como fazer fotógrafos e cineastas felizes.
Foto: Apple

O keynote da WWDC trouxe notícias excitantes para todos os usuários da Apple, mas para os fotógrafos de todas as faixas, a segunda-feira foi o seu jackpot.
Os fotógrafos e cineastas profissionais finalmente adquiriram um novo Mac Pro capaz de lidar com fluxos de trabalho ambiciosos.

As atualizações do sistema operacional que serão lançadas neste outono para Mac, iPhone e iPad trarão uma série de novos recursos para edição e organização.

O iPad será uma ferramenta ainda mais capaz no campo e as mudanças na câmera do iPhone devem conter as preocupações de que a Apple está ficando atrás de empresas como Huawei, Samsung e Google.

E nem estamos falando sobre o novo hardware que está chegando neste outono.

Assim, para os profissionais que estão pensando em mudar para o PC ou os usuários de dispositivos móveis que estão babando no smartphone Android com cinco lentes, nenhuma outra marca está superando a Apple tão cedo.

Deixe a nota de segunda-feira servir como uma lição de fé. Aqui está uma recapitulação:

iPhone

Os desenvolvedores do iOS 13 conseguiram algo muito difícil: edição de fotos que será mais sutil e poderosa, mantendo-se simples e intuitiva.

Os desenvolvedores do iOS 13 conseguiram algo muito difícil: edição de fotos que será mais sutil e poderosa, mantendo-se simples e intuitiva.iPhone
Os desenvolvedores do iOS 13 conseguiram algo muito difícil: edição de fotos que será mais sutil e poderosa, mantendo-se simples e intuitiva.

A interface de edição de fotos utiliza ideias de design de aplicativos de edição de terceiros, como o Snapseed ou o Instagram, com controles que marcam claramente as opções para ajustar a exposição, o brilho, a temperatura da cor, a iluminação e outras qualidades. A mesma interface permite aos videomakers editar imagens no aplicativo Photos com a mesma facilidade que as fotos.

O vídeo também pode ser girado no aplicativo.

Portrait mode features
O modo retrato dará ao seu estilo um impulso semelhante ao de um estúdio. Captura de tela: Apple

O modo retrato também tem novos efeitos, incluindo um recurso que simula a qualidade da luz, uma vez que parece estar mais perto ou mais distante. Assim como o bokeh, a Apple em breve ensinará as massas sobre a High Key. Há uma configuração High Key Mono para criar destaques dramáticos em uma imagem em preto e branco.

Seu rolo de câmera inchado está prestes a ficar mais fácil com uma interface refeita e uma nova guia que classifica as fotos automaticamente por datas. Ele também suportará um gesto de pinça para zoom in e out de linhas de fotos.

Photo apps upgrade
O aplicativo Fotos contará com uma nova guia que facilita a categorização de suas fotos. Foto: Apple

O layout também aparecerá diferente. Algumas fotos serão exibidas em tamanho maior e cercadas por imagens de tamanhos variados, o que deve trazer alívio aos olhos e acelerar a pesquisa de algumas fotos.

iPad

O iPad está evoluindo para um substituto do MacBook, e as notícias de segunda-feira de que a Apple está dando ao iPad seu próprio sistema operacional o aproximam, especialmente para fotógrafos que procuram um carregamento mais leve no campo.

iPadOS logo
iPadOS é o novo nome da versão para tablet do iOS. Foto: Apple

A melhor notícia pode ser suporte para discos rígidos externos. Com um aplicativo do Google Files sobrecarregado para edição e transferência de conteúdo, os fotógrafos podem deixar o MacBook Pro em casa. Em breve, o iPad suportará transferência de cartões SD, mini drives de estado sólido ou diretamente de uma câmera.

E com o Lightroom CC da Adobe e uma versão completa do iPad para o Photoshop em desenvolvimento, muitos profissionais acham o iPad a máquina certa para edição no campo.

Mas não há razão para se livrar desse MacBook Pro quando você pode usar o iPad como uma segunda tela. Um recurso do Catalina, o macOS contará com um aplicativo chamado Sidecar, que conecta o iPad a um Mac como segunda tela.

Cada vez mais fotógrafos gostam de usar o Apple Pencil com o iPad Pro para fazer ajustes e o Sidecar suporta vários aplicativos de edição de fotos e vídeos.

Mac Pro

Mac Pro
O novo Mac Pro atraiu muita atenção na sala de demonstração. Foto: Apple

Os criativos têm clamado por uma nova estação de trabalho Mac Pro e, embora a Apple tenha demorado a responder, ela entregou uma máquina dos sonhos na segunda-feira a um preço que representa um bom pagamento inicial em um carro ou vários pagamentos de hipoteca.

Por US $ 5.999, sem incluir as atualizações caras, você vai querer fazer, o Mac Pro é como uma máquina para os profissionais com clientes de alto escalão que gastam muito em fotos ou vídeos.

A mídia social imediatamente chamou de ralador de queijo, mas por trás desses orifícios de ventilação é uma poderosa besta: processador Xeon da Intel com até 28 núcleos, 12 slots de seis canais que permitem 1,5 TB de memória interna e conectividade Thunderbolt.

Os editores de filmes, em particular, serão o cartão acelerador de hardware Afterburner, da Apple, que a empresa diz que pode processar mais de 6 bilhões de pixels por segundo e comportar três fluxos de 8K ProRes RAW ou 12 Streams de 4K PRRes RAW.

O Mac Pro vem com um display HD Retina HDR de 32 polegadas com profundidade de cor de 10 bits e cor larga P3.

A Apple aparentemente testou o Mac Pro com alguns desenvolvedores selecionados, incluindo empresas da indústria de vídeo e filmes, que elogiaram seu desempenho.