CINEMA I Estreias: Homem-Aranha: Longe de Casa, Um Homem Fiel, A Árvore dos Frutos Selvagens, Cézanne e Eu

‘Homem-Aranha: Longe de Casa’ e filme protagonizado e dirigido por Louis Garrel estreiam

Homem-Aranha: Longe de Casa (Spider-Man: Far from Home). EUA, 2019. Direção: Jon Watts. Com: Tom Holland, Zendaya, Samuel L. Jackson e Jake Gyllenhaal. 130 min. 10 anos.

A Árvore dos Frutos Selvagens
Ahlat Agaci. Turquia/Macedônia/França/Alemanha/Bósnia/Bulgária/Suécia, 2018. Direção: Nuri Bilge Ceylan. Com: Dogu Demirkol, Murat Cemcir e Bennu Yildirimlar. 188 min. 14 anos.
O longa mostra um aspirante a escritor que retorna à sua aldeia natal. Lá, ele tentar juntar o máximo de dinheiro possível para sua primeira publicação. Mas dívidas deixadas pelo pai podem atrapalhar os planos. Exibido em Cannes.

Boas Intenções
Les Bonnes Intentions. França, 2018. Direção: Gilles Legrand. Com: Agnès Jaoui, Alban Ivanov e Claire Sermonne. 100 min. 12 anos.
Uma professora de francês que passa boa parte do tempo fazendo trabalho humanitário decide participar de uma competição em um centro social. A tarefa é alfabetizar adultos com a ajuda de um monitor inexperiente.

Cézanne e Eu
Cézanne et Moi. França/Bélgica, 2016. Direção: Danièle Thompson. Com: Guillaume Canet, Guillaume Gallienne e Alice Pol. 75 min. 14 anos.
O filme acompanha a amizade do pintor Paul Cézanne e do escritor Émile Zola, que se conheceram ainda na escola, no final do século 19, e romperam mais tarde por questões artísticas.

Homem-Aranha: Longe de Casa
Spider-Man: Far from Home. EUA, 2019. Direção: Jon Watts. Com: Tom Holland, Zendaya, Samuel L. Jackson e Jake Gyllenhaal. 130 min. 10 anos.
Continuação de “Homem-Aranha: De Volta ao Lar” (2017), o filme inspirado nos quadrinhos da Marvel acompanha o herói adolescente em uma viagem escolar à Europa. Nela, recebe a visita de Nick Fury, que pede sua ajuda para derrotar uma série de vilões pelo continente.

Um Homem Fiel
L’Homme Fidèle. França, 2018. Direção: Louis Garrel. Com: Louis Garrel, Laetitia Casta e Lily-Rose Depp. 75 min. 12 anos.
Uma jovem abandona o companheiro para ficar com seu melhor amigo. Anos mais tarde, ela retorna, viúva. Eles então decidem recomeçar, mas o que antes parecia uma tarefa simples se torna uma rede de dramas e suspeitas.

Neville D’Almeida: Cronista da Beleza e do Caos
Brasil, 2018. Direção: Mario Abbade. 106 min. 18 anos.
No documentário, entrevistas e imagens raras resgatam a vida e o trabalho do cineasta Neville D’Almeida, diretor de “A Dama da Lotação” (1978), desde a era do cinema marginal até o presente. Exibido na 42ª Mostra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.