Nintendo apresenta o Switch Lite, versão básica do seu console

Novo console não se conecta à TV, como seu irmão mais velho

Nintendo apresenta o Switch Lite 

A Nintendo anunciou nesta quarta, 10, uma versão totalmente portátil e mais simples do seu principal console na atualidade, Switch. O Nintendo Switch Lite não terá conectividade com TV, como seu irmão mais velho, e terá uma tela um pouco menor, 5,5 polegadas contra 6,2 polegadas. Com chegada às lojas dos EUA marcada para 20 de setembro, será um pouco mais barato também: US$ 200 contra US$ 300.

A criação do aparelho coloca os outros consoles da empresa em situação curiosa: aos olhos da companhia nem o Switch original e nem o 3DS, o outro console portátil da empresa, ganharam um competidor. Os três devem continuar coexistindo por enquanto. 

Em termos de especificações, o Lite se aproxima bastante do original: 32 GB de armazenamento, suporte a cartão microSD, entrada para fones, carregamento via USB-C, tela com resolução de 720p, conectividade Wi-Fi e NFC, capacidade para conectar controles externos e falta de suporte a conexão Bluetooth. 

Desvantagens

O novo console tem algumas desvantagens. Os controles não são destacáveis, como no original. Além disso, nem todos os jogos do catálogo do Switch serão compatíveis – apenas aquelas que já funcionam no modo portátil.

Por ser de tamanho diferente, o novo Switch não funcionará com os kits do Labo, que permite novas de interação com os games. As respostas táteis dos controles do Switch original também deixam de existir.  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.