Após investigação, Facebook revela nova falha de segurança

A falha permitia que terceiros acessassem dados dos usuários da rede social

Mark Zuckerberg é presidente executivo do Facebook

O Facebook afirmou nesta quarta-feira, 24, que uma falha em sua plataforma permitia que terceiros acessassem dados dos usuários da rede social. A empresa descobriu o problema durante uma revisão interna em resposta à investigação da Comissão Federal do Comércio dos EUA (FTC, na sigla em inglês), que começou em março do ano passado e culminou com um multa de US$ 5 bi contra o Facebook, anunciada oficialmente nesta quarta. 

A rede social afirma que um terceiro a avisou sobre essa nova falha. “Embora não tenhamos encontrado evidência de qualquer dado tenha sido usado em violação a nossas políticas, hoje estamos restringindo esse acesso”, disse o Facebook, em publicação no seu blog. A companhia descreveu o problema em seu site.  

Em dezembro de 2018, o Facebook afirmou que iria revisar e revogar licenças de terceiros – foi durante esse processo que a nova falha foi encontrada. “Descobrimos que, infelizmente, nossa base de códigos ainda permitia o acesso a dados por alguns desses parceiros”, afirmou a companhia.  

Apesar de o Facebook dizer que não foram encontradas evidências de mau uso de dados, o mecanismo de permitir que terceiros acessem dados de usuários da rede social é semelhante ao problema do caso Cambridge Analytica, pelo qual o Facebook foi multado em US$ 5 bi – concluiu-se que a rede social compartilhou sem consentimento informações de 87 milhões de usuários com a firma de marketing político britânica.

A companhia ainda disse que dos 12 parceiros que ainda tinham acesso a dados, apenas dois, a Microsoft e a Sony, continuaram a acessar tipos limitados de dados de amigos. Essas permissões seriam para que o Facebook funcionassem em aparelhos antigos, como o PS3 e o PS Vita. O Facebook afirmou que encerrou esses compromissos. 

A própria empresa admite que essa não deverá ser a última falha encontrada.

“Seremos responsáveis e transparentes sobre o reparo de produtos antigos que não funcionam como deveriam e no desenvolvimento de novos produtos a um padrão mais elevado. Isso significa que inevitavelmente encontraremos exemplos de situações em que nossos produtos podem ser aperfeiçoados, onde o acesso a dados pode ser restringido, e seremos transparentes em instâncias em que ficamos aquém do esperado”, afirmou a a rede social. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.