Um glossário de cultura pop para “Era Uma Vez em… Hollywood”, de Tarantino

Filme está repleto de referências a programas de TV, filmes e outros totens da Los Angeles da metade do século 20
Bruce Fretts

Leonardo DiCaprio em ‘Era Uma Vez em… Hollywood’

NOVA YORK | THE NEW YORK TIMES – Não é coincidência que o titulo “Era Uma Vez em… Hollywood” evoque, como A.O. Scott mencionou em sua critica no The New York Times, “tanto histórias de ninar bem quanto um par de obras-primas de Sergio Leone”.

O mais recente filme de Quentin Tarantino, passado em Los Angeles em 1969, combina personagens de ficção e celebridades reais, séries de TV, filmes e marcos históricos da era, ao contar a história de Rick Dalton (Leonardo DiCaprio), um astro de TV inventado, e seu dublê de ação igualmente fictício, Cliff Booth (Brad Pitt).

Na realidade alternativa de Tarantino, Rick mora em Benedict Canyon, em Cielo Drive, bem ao lado de Sharon Tate (Margot Robbie), uma atriz real casada com o cineasta polonês Roman Polanski e que estava bem adiantada no seu oitavo mês de gravidez quando foi brutalmente assassinada, em companhia de hóspedes que estavam em sua casa, por membros do culto liderado por Charles Manson.

Abaixo um glossário, para ajudar a distinguir entre as referências reais e as falsas. Alerta: diversos “spoilers” adiante!

Morey Amsterdam e Rose Marie
Os atores que interpretavam os amigos do astro em “The Dick Van Dyke Show” são mencionados como convidados da próxima semana por Allen Kincaid (Spencer Garrett), um jornalista fictício de Hollywood que abre o filme entrevistando Rick e Cliff.
 
“Batman”
A série de TV (1966-68) é mencionada zombeteiramente pelo personagem de Al Pacino, um figurão fictício do cinema chamado Marvin Schwarzs – não confundir com Marvin Schwarz, que produziu “Hard Contract”, filme de sucesso sobre um assassino de aluguel, lançado em 1969. Os astros de “Batman”, Adam West e Burt Ward, também podem ser ouvidos nos créditos finais do filme, promovendo um concurso na KHJ-AM, uma estação de rádio real.
 
“The Big Valley” e “Bonanza”

Esses westerns de TV – o primeiro estrelado por Barbara Stanwyck, o segundo por Lorne Greene – são criticados por Sam Wanamaker (ator real tornado cineasta, interpretado por Nicholas Hammond). Wanamaker diz a Rick que quer que o western de TV que eles estão fazendo juntos, “Lancer”, seja mais antenado do que essas séries antiquadas.
 
“C.C. and Company”
Esse drama sobre motociclistas, de 1970, estrelado por Joe Namath e Ann-Margret, é promovido em um trailer quando Tate vai ao cinema ver um de seus próprios filmes.
 
Cinerama Dome e The Vine Theather
Esses dois cinemas reais aparecem em uma montagem de marcos locais que também inclui a cadeia de cachorros-quentes Der Wienerschnitzel, os restaurantes El Coyote, Casa Vega e Chili John’s, e a loja de fantasias e adereços de época Supply Sergeant.
 
“Combat!”
O drama de guerra estrelado por Vic Morrow é anunciado na lateral de um ônibus.
 
Sergio Corbucci

Cineasta italiano real citado como “o segundo melhor diretor de westerns-espaguete no mundo inteiro” (presumivelmente abaixo de Leone). Os filmes reais de Corbucci incluem “The Great Silence” [no Brasil, “O Vingador Silencioso”], um favorito cult de 1968 relançado recentemente, mas Tarantino o credita como diretor do imaginário “Nebraska Jim”, estrelado por Rick. Durante a passagem de Rick pela Europa, ele também trabalha com Telly Savalas, o astro de “Kojak”, que trabalhou de fato em diversos westerns italianos, e se casa com Francesca Capucci, uma atriz fictícia.
 
“Don’t Make Waves”
Comédia erótica [no Brasil, “Não Faça Onda”], estrelada por Tate, Tony Curtis e Claudia Cardinale, em 1967, celebrada em um cartaz na casa dela em Cielo Drive.
 
Ron Ely
O astro da série de TV “Tarzan” (1966-68) é mencionado por Rick – que apareceu recentemente como convidado do programa -, e pelo personagem de Pacino, que pronuncia incorretamente o sobrenome do astro, como “I-lai” (a pronuncia certa é “I-li”)
 
Fabian
O ator-cantor é mencionado como tendo abandonado seu papel em “The 14 Fists of McCluskey”, o falso filme de Rick sobre a Segunda Guerra Mundial, depois de sofrer uma fratura no ombro nas filmagens do western televisivo “The Virginian”. Fabian fez the fato três participações em episódios de “The Virginian” entre 1963 e 1966.
 
“The FBI”
Esse drama televisivo sobre crime, no ar entre 1965 e 1974, é mencionado diversas vezes. George Spahn– proprietário do rancho em que a família Manson vive – gosta de assisti-lo. Em companhia de Cliff, Rick se vê inserido como convidado no episódio real “All the Streets Are Silent”, de 1965.
 
Wojciech Frykowski e Abigail Folger
O ator polonês e a herdeira do império Folger de café (interpretados por Costa Ronin e Samantha Robinson) estavam hospedados em Cielo Drive e foram mortos em companhia de Tate.
 
“Hobbo Kelly”
O programa infantil exibido pela TV KCOP em Los Angeles durante as décadas de 1960 e 1970 é visto em um anuncio em um ponto de ônibus.
 
“The Golden Stallion”
Um cartaz desse filme de Roy Rogers [no Brasil, “Cavalgada de Ouro”], de 1949, decora a parede da casa de Rick.
 
Robert Goulet
O cantor é visto interpretando “MacArthur Park” na TV.
 
“The Green Hornet”
Essa série de TV, de 1966-67, coestrelada por Bruce Lee (como Mike Moh), é parte de um flashback sobre o momento em que Cliff sabotou sua carreira. O dublê entra em uma briga com o mestre das artes marciais no estúdio e danifica o carro da mulher de um coordenador fictício de dublês (Kurt Russel).
 
Heaven Sent
O perfume de Helena Rubinstein é veiculado em um comercial de rádio. Outros comerciais em áudio incluem uma promoção para a adaptação de “The Illustrated Man”, romance de ficção cientifica de Ray Bradbury, adaptado para o cinema em 1969.
 
Dennis Hopper
O astro e diretor hippie de “Easy Rider” [“Sem Destino”, no Brasil] é mencionado quando Tex Watson (Austin Butler) e outros membros da família Manson aparecem em Cielo Drive. Rick, bêbado, compara Tex sarcasticamente a Hopper.
 
“Hullabaloo”
Esse programa de dança, de 1965-66, é recriado em um vídeo que mostra Rick dançando com um grupo de jovens mulheres ao som de “The Green Door” sucesso de Jim Lowe, em 1956.
 
KHJ
Essa estação real de rádio é ouvida ao longo de todo o filme, com destaque para os apresentadores Real Don Steele e Robert W. Morgan.
 
“Kid Colt Outlaw”
Quadrinho de faroeste da Marvel, visto no trailer de Cliff.
 
“Lady in Cement”
Esse mistério de 1968 [no Brasil, “A Mulher de Pedra”], com Frank Sinatra e Raquel Welch, é exibido na tela do Van Nuys Drive-In, hoje fechado.
 
“Lancer”
Foi um western da CBS (1968-70) que, na versão de Tarantino, escalou Rick como vilão convidado. No set, ele conhece os astros James Stacy e Wayne Maunder, que interpretavam irmãos nessa historia sobre rancheiros (aqui retratados por Timothy Olyphant e Luke Perry). Rick também esbarra em uma atriz jovem porém experiente chamada Trudi Fraser (Julia Butters), que pode ter sido inspirada por Jodie Foster, que trabalhou como convidada em “Gunsmoke” e outras séries de TV da era, quando criança. O patriarca de “Lancer” Andrew Duggan, é visto de relance na capa da revista TV Guide.
 
“Land of the Giants”
A série de ficção cientifica do produtor Irwin Allen (1968-70) [no Brasil, “Terra de Gigantes”], teria escalado Rick para um episódio.
 
The Mamas and the Papas
Membros da banda que gravou “California Dreamin'” -entre os quais Michelle Phillips (Rebecca Rittenhouse) e Mama Cass Elliot (Rachel Redleaf) – participam de uma festa na Playboy Mansion. Folger aparece cantando “Straight Shooter.”, sucesso da banda em 1966.
 
Membros da família Manson
Diverso acólitos de Charles Manson na vida real são retratados. Lynette “Squeaky” Fromme (Dakota Fanning), que aparece como amante de Spahn, tentou assassinar o presidente Gerald Ford em 1975. Susan “Sexy Sadie” Atkins (Mikey Madison) e Patricia “Katie” Krenwinkel (Madisen Beaty) foram condenadas pela participação nos homicídios na casa de Tate. Creditada apenas como ” Flower Child” no filme (onde ela é interpretada por Maya Hawke, filha de Uma Thurman e Ethan Hawke), Linda Kasabian serviu como olheira em Cielo Drive e mais tarde depôs contra seus cúmplices. Outros membros reais da quadrilha incluem Catherine “Gypsy” Share (Lena Dunham), e Dianne “Snake” Lake (Sydney Sweeney). Pussycat (Margaret Qualley), que flerta com Cliff, parece ser invenção de Tarantino.
 
Andrew V. McLaglen
O veterano diretor e produtor de programas de TV (“Gunsmoke”) e filmes (“The Undefeated” [no Brasil, “Jamais Foram Vencidos”]) é mencionado como grande empregador de dublês.
 
“Mannix”
Essa série passada em Los Angeles e estrelada por Mike Connors como investigador particular é uma das diversas que o agente interpretado por Pacino menciona ao tentar convencer Rick de que seu futuro está nos westerns-espaguete e não em interpretar o vilão da semana em séries como essa, Batman e outras.
 
Steve McQueen
Conhecido como “King of Cool” (interpretado por Damian Lewis), o ator fez o papel principal em “The Great Escape” [no Brasil, “Fugindo do Inferno”], supostamente derrotando Rick para conquistá-lo.
 
Terry Melcher e Dennis Wilson
Melcher, produtor de discos e filho de Doris Day, era o locatário anterior da casa em Cielo Drive e trabalhava com Wilson, baterista dos Beach Boys. Manson, um musico frustrado, era o coautor de uma versão inicial de uma canção dos Beach Boys, mas Melcher não quis lhe dar um contrato de gravação. Manson foi à casa procurando por Melcher, sem saber que os novos moradores eram Tate e Polanski. Manson mais tarde ordenou que seus seguidores voltassem ao local e matassem todos que encontrassem lá.
 
“The Mercenary”
O cartaz desse western [no Brasil, “Os Violentos Vão para o Inferno”], que Corbucci lançou em 1968, pende da parede do cinema em Bruin-Westwood Village onde Tate vai assistir a um de seus filmes.
 
Musso & Frank Grill
O lendário restaurante é o lugar do encontro em que Schwarzs tenta contratar Rick pela primeira vez.
 
“The Night They Raided Minsky’s”
Essa comédia burlesca [no Brasil, “Quando o Strip-Tease Começou”], do cineasta William Friedkin (1968) é mencionada na fachada de um cinema.
 
Paul Revere & The Raiders
O álbum “The Spirit of ’67” toca na vitrola de Tate. Ela admite que a banda não é tão bacana quando Jim Morrison e o Doors.
 
George Peppard, George Maharis e George Chakiris
Os três atores  – talvez mais conhecido por “Bonequinha de Luxo”, “Rota 66” e “Amor Sublime Amor”, respectivamente – também foram derrotados por McQueen na disputa pelo papel principal de “The Great Escape”, de acordo com Tarantino.
 
George Putnam
O veterano apresentador de noticias locais é visto em um anúncio em um ponto de ônibus.
 
“Romeu e Julieta”
A adaptação da peça de Shakespeare por Franco Zeffirelli (1968) é anunciada na fachada de um cinema.
 
Jay Sebring
O cabeleireiro de Hollywood (Emile Hirsch), teve um envolvimento romântico com Tate antes de ela se casar com Polanski, e morreu em sua companhia como vitima do clã de Manson.
 
Shorty Shea
Ex-dublê, esse empregado na propriedade de Spahn (mencionado mas não visto no filme) foi morto pela gangue de Manson.
 
Connie Stevens
A atriz e cantora (Dreama Walker) foi casada com James Stacy, coastro de “Lancer”, entre 1963 e 1966, e com o ídolo pop Eddie Fisher entre 1967 e 1969; ela faz uma cavalgada pelo Spahn Ranch, conduzida por Tex Watson.
 
“Tess of the D’Urbervilles”
O romance (1891) de Thomas Hardy é comprado por Tate como presente para Polanski. Uma década depois da morte dela, o cineasta o adaptou [no Brasil, “Tess – Um Lição de Vida”], com Nastassja Kinski no papel-título .
 
“3 In the Attic”
Essa comédia erótica de 1968, estrelada por Yvette Mimieux, passa na TV.
 
“Valley of the Dolls”
Sucesso de Tate em 1967, o filme [no Brasil, “O Vale das Bonecas”], baseado em um best-seller de Jaqueline Susann sobre abuso de remédios, é citado pela bilheteira (Kate Berlant) no cinema de Bruin-Westwood. Ela está tentando explicar ao gerente quem é Tate (ele inicialmente a confunde com Patty Duke e Barbara Parkins, suas coestrelas no filme).
 
John Wayne
O Duke aparece na capa da revista capa Time em 8 de agosto de 1969 para promover seu papel em “True Grit” [no Brasil, “Bravura Indômita”], que terminou por lhe valer um Oscar. Os homicídios em Cielo Drive ocorreram pouco depois da meia noite naquela data.
 
“The Wrecking Crew”
Tate vai ao cinema para se ver esse filme de 1969 [no Brasil, “A Arma Secreta Contra Matt Helm”], em que ela contracena com Dean Martin. O que se vê na tela é o filme original – e a Tate original.
 
Tradução de Paulo Migliacci

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.