Como Madonna se tornou ícone das mulheres quando se trata de autonomia sobre o próprio corpo

Completando 61 anos nesta sexta-feira, a rainha do pop nunca se rendeu à imagem que esperavam dela
O Globo com “The Independent”

Madonna completa 61 nesta sexta-feira, 16 de agosto Foto: Arte sobre foto de Divulgação

Madonna completa 61 anos nesta sexta-feira. E continua mais poderosa em seu Instagram do que muitas celebridades com um terço de sua idade. As influências da rainha do pop na moda e na música são bem documentadas, mas Madonna também é uma grande inspiração para muitas mulheres quando se trata de autoaceitação do corpo.

Ao longo dos anos, a rainha do pop sofreu ataques por, teoricamente, promover um modelo de corpo feminino difícil de alcançar para a maioria das mulheres. No entanto, a artista sempre deixou claro que tinha benefícios por trabalhar com as melhores equipes de treinadores e que os exercícios físicos sempre fizeram parte de sua carreira. 

Madonna nunca se colocou como um modelo a ser seguido, e sim como uma inspiração para que as mulheres não cedessem às críticas e não reformulassem o seu corpo segundo os padrões impostos. Foi o que aconteceu, por exemplo, há dez anos, quando a cantora foi duramente atacada por seus braços musculosos, sem nunca se render à imagem que esperavam dela, e, sim, abraçando a sua força, aptidão e direito de ter o corpo do jeito que quisesse.

Madonna continua não dando a mínima para o que pensam sobre seu corpo — e se está “na moda” ou não. Ela e os seus tão criticados braços musculosos inspiram até hoje mulheres a não aceitar a negatividade que recebem. Como Laura Hoggins, personal trainer de 33 anos e conhecida pelos seus bíceps.

— Tenho orgulho do meu corpo e trabalho duro para manter a minha forma. Mas nem sempre sou considerada “feminina”. Eu cresci escutando Madonna. Eu vi o seu físico evoluir ao longo dos anos. Ela sempre foi muito aberta sobre a sua paixão pela atividade física. Força não tem idade ou limite. Espero que eu continue treinando quando chegar aos 61 anos.

A personal acrescenta que Madonna sempre foi um modelo e uma influência positiva em sua vida.

— Ela sempre foi sincera e com muita convicção no que acredita. Madonna sofre diariamente com críticas sobre o seu corpo, mas se levanta desafiadora e orgulhosa.

O físico da Madonna de dez anos atrás, curiosamente, não receberia críticas nos dias de hoje, uma vez que muitas mulheres buscam sair dos padrões esbeltos e migram para corpos mais musculosos. Isso só prova que o que é considerado atraente, na verdade, é determinado pelos padrões impostos pela sociedade em determinada época. 

Carly Rowena, uma influenciadora fitness de 30 anos, diz que Madonna foi a motivação para ela se tornar mais saudável e amar o seu corpo independentemente do que outros pensam sobre ele.

— Eu amo ver todas as formas corporais sendo celebradas e sinto que Madonna abriu o caminho para que muitas mulheres se sinta empoderadas.

No final das contas, parece que, apesar das críticas, a rainha do pop fez com que muitas mulheres quisessem ter corpos com mais músculos, antes associados só aos homens, por meio da construção da autonomia feminina e do amor-próprio — quebrando padrões como ela está tão habituada a fazer.

Governo brasileiro notifica Google por captura de dados de geolocalização dos usuários

Empresa tem 10 dias para responder órgão ligado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública
Por Bruno Romani – O Estado de S. Paulo

Governo brasileiro notifica Google por captura de dados de geolocalização dos usuários

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), ligada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, notificou nesta sexta, 16, o Google por capturar dados de geolocalização de usuários brasileiros, inclusive em hipóteses em que eles tenham se manifestado contrariamente a isso. 

A Senacon quer que o Google explique se a prática existia e como isso era feito. A empresa tem o prazo de 10 dias para responder aos questionamentos do órgão de defesa do consumidor. Até a publicação deste texto, o Google ainda não havia se manifestado.  

O Google não é a primeira investigada e notificada pela Senacon. Na quarta, 14, ela notificou o Facebook pelo caso de funcionários terceirizados que escutavam os áudios dos usuários

A abordagem mais dura do Senacon junto a empresas de tecnologia faz parte também do interesse do governo brasileiro de ingressar a OCDE. “Existe uma conexão absoluta entre os fatos. Já fizemos o pedido para aderir a todo o normativo de defesa do consumidor”, disse ao Estado  Luciano Timm,  Secretário Nacional do Consumidor, na ocasião da notificação do Facebook. Ele também já havia alertado para a possibilidade de novas notificações para empresas de tecnologia. 

Jovem estilista de noivas Julia Pak é um dos destaques do IV Festival Craft Art Brasil

Coleção de Julia Pak ainda durante seu curso de Moda na FAAP. Jovem foi a 2.ª colocada no FAAP Moda 2013 (Foto: Fernando Silveira)

Formada em Moda pela FAAP, a estilista Julia Pak reúne um portfólio de criações de dar orgulho: já vestiu personagens globais como as atrizes Mariana Ximenes, na novela “Haja Coração”, e Nathalia Dill, em “Rock Story”, além da protagonista da novela “Carinha de Anjo”, do SBT, interpretada pela atriz Bia Arantes. Também foi responsável pelos figurinos da dupla de cantoras Ana e Vitória em turnês, além de ter participado do reality “Um Show de Noiva”, do canal E!.

Em 2013, levou o segundo lugar no concurso FAAP Moda, com a coleção “Universos Paralelos”, quando realizou seu primeiro desfile. “Eu nem pensava em ser estilista, mas o concurso me possibilitou materializar ideias. Foi com a máquina que ganhei no concurso que comecei a costurar as primeiras peças. Inclusive, faço até hoje a manipulação dos tecidos, com texturas, tingimentos e bordados com canutilhos que desenvolvi para o desfile”, lembra a jovem.

Julia Pak estará presente no IV Festival Craft Art Brasil, que ocorrerá de 21 a 25 de agosto, na Casa das Caldeiras, e que integra a programação do Design Weekend – semana de design que ocorrerá em vários espaços da cidade de São Paulo. Ao lado de mais 70 criativos, entre designers, artistas e artesãos de várias regiões do Brasil, apresentará duas coleções exclusivas, pensadas especialmente para noivas, mas que podem se estender para o uso do dia a dia.

Na primeira linha, o público que for ao evento poderá visualizar o trabalho manual das peças, por meio dos bordados e das texturas.  Na segunda, peças de upcycling, feitas a partir dos retalhos dos vestidos de suas clientes. “Será uma oportunidade para mostrar o trabalho artesanal do vestido de noiva, que é muito parecido com a alta-costura. O mercado de casamento é tão isolado dos demais, então eu queria ter a oportunidade de estar em um ambiente de design, mostrando o meu trabalho”, acrescenta.

As coleções estarão expostas no setor de Moda Autoral Sustentável (slow fashion). O evento também reunirá joalherias artesanais, design em madeira, cerâmica, acessórios, objetos de décor, cosmetologia natural, arte, intervenções artísticas, música, além de alimentos artesanais e gastronomia diversa e autoral.

Coleção que será apresentada durante IV Festival Craft Art Brasil é dedicada às noivas (foto: arquivo pessoal).

Craft Art Brasil + DW

De 21 a 25 de agosto, das 11 às 21h, na Casa das Caldeiras

Entrada gratuita

Instagram lança ferramenta de denuncia contra informação falsa

Os resultados considerados como falsos serão removidos de locais em que os usuários buscam conteúdo novo, como a aba “Explore”
Por Agências – Reuters

Instagram lança ferramenta de denuncia contra informação falsa

O Instagram lançou nesta quinta-feira, 15, um recurso que permite aos usuários denunciarem publicações que considerem falsas.

A publicação de informação falsa não é proibida em todos os serviços do Facebook, mas a companhia está tomando medidas para limitar o alcance de publicações erradas e alertar os usuários.

O Facebook começou a usar tecnologia de detecção de imagem no Instagram em maio e expandiu seu programa de checagem de informações para o aplicativo.

Os resultados considerados como falsos são removidos de locais em que os usuários buscam conteúdo novo, como a aba “Explore”, do Instagram, e resultados de busca por hashtags.

O Facebook tem 54 parceiros de checagem de informações e trabalha com 42 idiomas, mas o recurso no Instagram está sendo lançado apenas nos Estados Unidos.

“Este é um passo inicial conforme trabalhamos para uma abordagem mais ampla no trato de informações falsas”, disse Stephanie Otway, porta-voz do Facebook.

Levis e Wrangler prometem proteger de abuso sexual mulheres que fabricam suas roupas

Trabalhadoras de cinco fábricas eram forçadas a fazer sexo para manter empregos

Roupas da Levis, uma das marcas signatárias do acordo. Foto: REUTERS/Mike Blake

Três grandes marcas de roupas norte-americanas prometeram combater os abusos em fábricas em Lesoto nesta quinta-feira, 15, depois que uma investigação descobriu que mulheres estavam sendo forçadas a fazer sexo para manter seus empregos

Levi Strauss & Co, a Kontoor Brands -que é proprietária das marcas Wrangler e Lee – e a The Children’s Place assinaram acordos para acabar com práticas de assédio sexual disseminadas em cinco fábricas onde cerca de dez mil mulheres trabalham fazendo roupas no pequeno país no sul da África.

“Estes importantes acordos estabelecem um exemplo para o resto da indústria do vestuário sobre como abordar os problemas do assédio e do abuso”, disse Rola Abimourched, diretora de um programa do Consórcio de Direitos dos Trabalhadores (WRC, na sigla em inglês), que descobriu as violações. 

A manufatura de roupas – com foco nas exportações de jeans – cresceu e se tornou, nas últimas três décadas, o maior setor de empregos formais no país de dois milhões de habitantes, fornecendo empregos para cerca de 40 mil pessoas. 

O WRC averiguou que mulheres eram forçadas a praticar regularmente atividades sexuais com seus supervisores para conseguir ou manter seus empregos em três fábricas de propriedade da fabricante global de jeans Nie Hsign Textile, deTaiwan, que produzem jeans para as marcas norte-americanas.

A Nien Hsing Textile emprega um quarto da força de trabalho total da pequena nação africana. 

Daniela Rettore for ELLE Portugal with Roxanne Matthee

Photography: Daniela Rettore. Styling: Benedetta Ceppi. Hair Stylist: Helena Vaz Pereire using Loreal professional. Makeup: Antonia Rosa, using Maqpro Paris. Retoucher: Klaudia Przybylik. Model: Roxanne Matthee.