Modelo aos 64 anos: a impressionante trajetória de Yazemeenah Rossiesbanja

Modelo, fotógrafa, atriz e contadora de histórias chama a atenção nas redes sociais por sua beleza e cabeleira branca
JU FERRAZ (@JUFERRAZ)

yazemeenah (Foto: Reprodução/Instagram)

Conhecem Yazemeenah Rossi? Se não, deveriam. Ela é uma modelo, fotógrafa, atriz, contadora de histórias, e muitas outras atribuições, que chama a atenção nas redes sociais por sua beleza e cabeleira branca, fruto dos seus 64 anos. 

Nascida na Córsega, ela atualmente vive em Malibu, nos Estados Unidos, país que mora desde que tinha 30 e poucos anos, época em que começou sua carreira de modelo. “Sim, comecei a modelar quando muitas da minha idade à época estavam se aposentando. E tenho orgulho de dizer que sou uma das pioneiras em assumir o meu cabelo grisalho”, conta Yazemeenah.

Yazemeenah (Foto: Reprodução/Instagram)

Ah, e o que ela acha de ter 64 anos? “Para onde todos esses anos foram? Tenho um sentimento tão esquisito sobre números, pois eles não são precisos, já que tenho a crescente sensação de ser atemporal à medida que avanço na idade. Quanto mais eu envelheço, mais o tempo parece passar mais rápido e paradoxalmente tenho um pressentimento que eu tenho todo o tempo que eu preciso, ao invés de quando eu era mais jovem, quando eu sempre tive a sensação de que nunca teria tempo suficiente…essa dimensão de tempo é misteriosamente muito elástica”, finalizou.

Yazemeenah (Foto: Reprodução/Instagram)
Yazemeenah (Foto: Reprodução/Instagram)

Apple divulga trailer completo de “The Morning Show”; “Shantaram” ganha mais detalhes

The Morning Show

A Apple já tinha divulgado, na última semana, um teaser trailer de “The Morning Show” — uma das primeiras séries a estrear no Apple TV+ e certamente uma das maiores apostas da Maçã nesse início da plataforma, considerando os talentos envolvidos. Agora, temos um trailer completo para regojizarmo-nos.

O clipe de dois minutos dá mais alguns detalhes da história da série, descrita como um mergulho nos bastidores de um jornalístico matinal dos EUA: após a demissão do âncora Mitch Kessler (Steve Carell) por denúncias de assédio sexual, sua coapresentadora de longa data, Alex Levy (Jennifer Aniston) precisa lidar com o burburinho e a escalada rápida da repórter Bradley Jackson (Reese Witherspoon), que pode não apenas ocupar o lugar de Kessler, como o de Levy — e parece ter alguns segredos na manga.

Vejam abaixo:

Billy CrudupGugu Mbatha-Raw e Mark Duplass completam o elenco principal da série, que marca o retorno de Aniston e Carell à televisão anos depois de seus papéis mais icônicos, em “Friends” e “The Office”, respectivamente. A Apple já encomendou vinte episódios do programa, divididos em duas temporadas, e “The Morning Show” estreará junto com o próprio Apple TV+, em algum momento do outono do hemisfério norte.

“Shantaram”

Enquanto isso, uma das potenciais megaproduções da Maçã ganhou mais detalhes recentemente. Refiro-me a “Shantaram”, série baseada no romance homônimo de Gregory David Roberts que acompanha a épica saga de um ladrão de bancos australiano que foge e vira um gângster poderoso das ruas de Mumbai, na Índia.

Segundo o Sydney Morning Herald, a série começará a ser filmada daqui a dois meses no estado australiano de Victoria. O cineasta Justin Kurzel, conhecido por sua adaptação de “Assassin’s Creed” para a tela grande, dirigirá os dois primeiros episódios da produção — no total, são dez capítulos encomendados pela Apple, todos escritos pelo roteirista Eric Warren Singer (“Trapaça”).

Ainda não há informações sobre o elenco da série, mas sabe-se que a produção percorrerá muitos países; o romance, afinal, tem passagens em locais como as montanhas do Afeganistão, as favelas de Mumbai e uma prisão na Austrália. Por conta dessa megalomania e das inclinações filosóficas do livro, aliás, “Shantaram” já foi considerado “infilmável” por Hollywood, com várias tentativas canceladas no meio do caminho — vamos ver se a Apple será a escolhida para levar a história às telas do jeito certo.

Com o início da produção marcado para breve, é possível que vejamos “Shantaram” no Apple TV+ já em 2020 — mas não marquem vossas agendas, ainda: uma megaprodução dessas pode levar um bom tempo até que seja finalizada. Aguardemos. [MacMagazine]

VIA CULT OF MAC

David Roemer for ELLE Germany with Julia Stegner

Photography: David Roemer at Atelier Management. Stylist: Astrid Doil Hair: Rolando Beauchamp at The Wall Group. Makeup: Misha Shahzada at Forward Artists. Model: Julia Stegner Louisa Models.

Spotify terá playlist personalizada para toda a família

O assinatura familiar do Spotify ganhará novos recursos; pais vão poder controlar o que seus filhos escutam

A playlist familiar vai reunir os gostos musicais de todo mundo da casa

Novos recursos estão chegando para quem assina o plano família do Spotify. Em breve, será possível criar uma playlist personalizada para toda a família, que vai reunir os gostos musicais de todos os usuários que compartilham a assinatura – a trilha sonora da viagem em família está garantida. 

Os pais também vão poder controlar o que seus filhos escutam: eles poderão habilitar um filtro na conta das crianças, que bloqueia músicas marcadas como “explícitas”. Esse filtro só poderá ser controlado pelos pais da família – uma senha será necessária para habilitar e desabilitar a função.  

As novidades já estão disponíveis na Irlanda e serão liberadas aos poucos para outros países. O plano família do Spotify existe desde 2014, com a ideia de oferecer um preço mais em conta para famílias que compartilharem uma assinatura. 

Kim Kardashian diz que sua carreira só aconteceu por causa de Paris Hilton: “Eu reconheço”

Socialite era personal stylist de Paris Hilton antes de ficar famosa e ganhar reality com a família Kardashian

A socialite Paris Hilton com amigas, incluindo Kim e Kourtney Kardashian, em sua festa de aniversário de 38 anos (Foto: Instagram)

A próxima temporada de ‘Keeping Up with the Kardashians’ está quase chegando às telinhas e, enquanto a estreia se aproxima, o canal americano E! tem divulgado algumas prévias dos episódios para deixar os fãs cada vez mais ansiosos. No vídeo mais recente, Kim Kardashian West admite que faria qualquer coisa pela sua antiga amiga e ex-chefe Paris Hilton.

A socialite de 38 anos participou recentemente do videoclipe de Paris para o single “Best Friend’s A**”, que foi lançado em maio. Kim diz que ficou feliz em participar do vídeo porque ela credita Paris por “dar uma carreira a ela”. Kim diz a Khloé: “Eu vou participar desse videoclipe com Paris para uma de suas novas músicas. Eu realmente gostaria de fazer qualquer coisa por ela, ela literalmente me deu uma carreira. E eu totalmente reconheço isso”.

Kim começou sua carreira com participações pequenas no reality show de Paris, ‘The Simple Life’, quando trabalhava como assistente e estilista da socialite no início dos anos 2000. Desde então, Paris tornou-se DJ, tocando em festivais de música e festas ao redor do mundo. Também no clipe, Khloé elogia sua irmã mais velha por ser tão humilde sobre o início da sua carreira.

“Muitas pessoas, não importa como conseguiram o sucesso, não dizem ‘eu consegui minha carreira por causa de Paris’, e não disseram ‘eu vou te fazer um favor’. Eles ficam tipo ‘Haha, olhe quem está no topo agora’ e você é tão gentil, e sua agenda é louca”. Kim respondeu: “Eu deixaria [minha agenda de lado] pela Paris porque isso é importante para mim, ser leal às pessoas”.

O clipe termina no momento em que Kim se prepara para o vídeo e entra para dar um abraço em Paris atrás de uma cortina no camarim. A 17ª temporada de ‘Keeping Up with the Kardashians’ estréia 8 de setembro nos Estados Unidos.

Pablo Curto for Vogue Portugal with Lena Hardt

Photography: Pablo Curto. Styling: Alba Melendo. Hair: Marina Alejandre at Kasteel. Makeup: José Carlos González Model: Lena Hardt at Oui Management.

Tim Cook para Trump: impostos sobre produtos Apple favorecem empresas como Samsung

Produtos da rival da Apple fabricados na Coréia do Sul estão isentos de tarifas nos EUA

Tim Cook acredita que tarifas sobre produtos chineses prejudicam a Apple 

Podemos dizer que a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China se tornou uma saga para as maiores fabricantes de bens de consumo afetadas pelas tarifas da Casa Branca nos EUA, entre elas a própria gigante de Cupertino.

efeito sobre a taxação de toda a linha de produtos da Maçã colocou os papéis da companhia em risco nas últimas semanas, algo que foi logo revertido quando o governo americano decidiu adiar a implantação de novos impostos para o dia 15 de dezembro.

Com o adiamento, é claro que seria no mínimo interessante para a Apple tentar amenizar a tensão do governo americano, fazendo-o enxergar as consequências de tamanha tarifação não apenas sobre Cupertino, mas para a própria economia americana — afinal, o mercado doméstico da Maçã é, sozinho, é um dos maiores da companhia.

Foi exatamente isso que o CEO1 da Apple, Tim Cook, decidiu fazer na última sexta-feira, quando se encontrou para jantar com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Os pormenores do encontro não foram divulgados mas, durante uma breve coletiva de imprensa, o chefe de estado americano contou que Cook “argumentou muito bem” ao delimitar que as tarifas sobre os produtos da Apple poderiam colocá-la em desvantagem em relação à sua rival sul-coreana, a Samsung. Como inferido pelo executivo, grande parte dos produtos da Samsung são produzidos na Coreia do Sul e, portanto, não são afetados pela rodada de impostos imposta pela Casa Branca.

Ao que tudo indica, Trump recebeu bem a opinião de Cook e disse aos repórteres que ele “está pensando sobre o assunto”. Ainda que a tarifação sobre o iPhone (que é produzido na China) tenha sido adiada para dezembro, os impostos que serão aplicados no dia 1º de setembro ainda afetarão outros gadgets da Apple, como os AirPods, o HomePod e o Apple Watch.

VIA REUTERS

Décor do dia: sala de estar com estilo pop industrial

Uma galeria de quadros divertidos e objetos com personalidade marcam o ambiente do ator Caio Castro
POR AMANDA SEQUIN | FOTO RICARDO BASSETTI

apartamento do ator Caio Castro em São Paulo reflete a personalidade do jovem ator, que gosta muito de street art e buscava um espaço para receber amigos e familiares. Ao reformar o espaço dos anos 1970, as arquitetas do MORA Estúdio apostaram num estilo industrial com uma pitada pop e divertida e a sala da estar é um dos cantos mais charmosos, que combinou uma gallery wall com quadros engraçados – a exemplo da Monalisa, que aparece de bigode!

Todo de cimento queimado, o ambiente tem como estrela o clássico sofá Chesterfield na cor caramelo. Ele serviu de guia para a montagem dos quadros, que ganharam molduras diferentes e em cores vibrantes. Os detalhes ali também chamam a atenção e traduzem a personalidade do ato – a exemplo da mesa de metal, que abriga cabeças egípcias e jogos, e a almofada da Mulher Maravilha no sofá. A iluminação também se sobressai em spots pretos e, ao centro, uma luminária industrial.