‘Ninguém merece ter tanto dinheiro’, diz Mark Zuckerberg

Quinto homem mais rico do mundo, fundador do Facebook fez sessão ao vivo aberta na rede social para responder perguntas de funcionários nesta quinta-feira à noite

Sessão foi transmitida na noite dessa quinta-feira, 3, pela página pessoal de Mark Zuckerberg

Mark Zuckerberg, presidente executivo do Facebook, é hoje o quinto homem mais rico do mundo, com fortuna avaliada em US$ 67 bilhões. “Ninguém merece ter tanto dinheiro”, disse ele hoje numa sessão ao vivo em sua rede social.

A transmissão foi uma resposta à polêmica da semana: na terça-feira, 3, o site americano The Verge vazou o áudio e o conteúdo de duas horas de sessões de perguntas e respostas (Q&A, na sigla em inglês) que ele realiza, internamente, com funcionários da empresa toda semana. Ali, foi possível ouvir Zuckerberg à vontade, falando sobre política e sua empresa, de uma forma que não é possível normalmente e publicamente. 

Para mostrar que não tinha nada a esconder, Zuckerberg decidiu transmitir a sessão de Q&A ao vivo em sua página no Facebook. Durou cerca de uma hora, com alguns momentos excitantes – como quando um funcionário perguntou a ele sobre o que achava da frase do senador democrata Bernie Sanders, de que não deveriam existir bilionários. Apesar de concordar com Sanders quanto à concentração da riqueza, alegando que doará boa parte de sua fortuna para filantropia, Zuckerberg disse que tamanha quantidade de dinheiro permite o financiamento de projetos especiais – sejam eles empresariais, como o Facebook, ou na área de ciência. 

Zuckerberg também falou sobre política – disse mais uma vez que é preciso defender a liberdade de expressão – e sobre as ameaças que sua empresa vem sofrendo para ser “quebrada” ou afetada pela lei antitruste americana. “Se formos envolvidos, vamos nos defender na Justiça. É simples”, afirmou o executivo. Ele também brincou com sua própria imagem. “Eu sou horrível dando entrevistas, eu soo robótico. A gente tem que ser ruim em alguma coisa”, disse, aos risos. 

Durante a sessão, também repassou temas sobre os quais têm se pronunciado recentemente, como na entrevista exclusiva que cedeu ao Estado na semana passada. Entre eles, estão como a realidade aumentada e realidade virtual podem mudar o futuro do trabalho e a importância de dar voz às pessoas. Comentou ainda a decisão desta quinta-feira na União Europeia, de que um país poderá filtrar o conteúdo presente na rede publicado em outra nação. “Abre um precedente complicado”. 

Melinda Gates vai investir US$ 1 bilhão em projetos que aumentem o poder e a influência das mulheres

Seu objetivo é incentivar projetos que contribuam para expandir o poder e a influência das mulheres na sociedade
O Globo

Melinda Gates Foto: Divulgação

NEW YORK — Melinda Gates vai investir US$ 1 bilhão para expandir o poder e a influência das mulheres. Em artigo publicado pelo site da revista “Time”, ela afirma que o medo de que os EUA parem de olhar para a desigualdade e para a diversidade a tem feito perder o sono.

“As marchas de mulheres, o movimento #metoo contra o assédio sexual e o número recorde de candidatas nas eleições americanas podem significar uma mudança real e imediata”, escreveu a co-presidente da Fundação Bill & Melinda Gates.

Mas ela acredita que esse bom momento não vai durar para sempre. Por isso é preciso agir:

“Não há razão para acreditar que esse momento vai durar para sempre. Muitas pessoas — mulheres e homens — têm trabalhado duro para nos trazer até aqui. Há muitas soluções possíveis que ainda não experimentamos”.

Os objetivos de Melinda Gates incluem desmantelar as barreiras ao desenvolvimento das mulheres — incluindo aí a responsabilidade pelo cuidado com a casa e com os familiares e o assédio sexual — e acelerar sua presença em setores-chave da economia como tecnologia, mídia e o serviço público.

O esforço também objetiva encorajar acionistas, consumidores e empregados a pressionar as empresas por mudanças.

A ideia é que a Pivotal Ventures, empresa de Melinda Gates, invista em parceiros que tenham ações inovadoras para expandir o poder e a influência das mulheres. O plano é ambicioso, mas ela entende que será preciso ainda mais:

“Um bilhão de dólares é muito dinheiro, mas eu também reconheço que é apenas uma fração do que é necessário”.

Apple deve lançar novo iPhone SE em 2020, diz analista Ming-Chi-Kuo, da KGI Securities

O celular deve ser mais barato em relação a outros aparelhos da Apple; o iPhone SE 2 será parecido com o iPhone 8, diz Ming-Chi-Kuo

O lançamento do novo aparelho SE pode descontinuar a venda do iPhone 8

A Apple deve lançar um iPhone SE 2 no primeiro trimestre de 2020. A previsão é do analista como Ming-Chi-Kuo, da KGI Securities – uma das pessoas que mais acerta nas previsões de iPhone na indústria mundial. Segundo ele, o aparelho será mais barato do que costumam ser os celulares da Apple

Se confirmado o lançamento, o iPhone SE 2 será o sucessor do iPhone SE, que chegou ao mercado em 2016. Segundo as previsões do analista, o sucessor do iPhone SE terá tela LCD de 4,7 polegadas e será parecido com o iPhone 8, o que daria uma aparência mais moderna ao telefone pequeno da Apple. Caso tenha esse design, alguns recursos mais antigos do iPhone SE permanecerão, como o sensor de impressão digital e as bordas grossas na tela.  

Kuo também aponta que o novo aparelho virá equipado com o chip de processamento A13, o mais potente da empresa, que está presente nos novos modelos de iPhone 11

De acordo com o site 9to5Mac, é esperado que o iPhone SE 2 tenha aproximadamente o mesmo preço do antigo iPhone SE: o modelo de 32GB deve custar entre US$ 349 e US$ 399. O lançamento do novo aparelho SE pode descontinuar a venda do iPhone 8. 

Barack Obama publica declaração de amor à Michelle: ‘Obrigado pelos 27 anos incríveis’

Casal completa quase três décadas de união com foto romântica; veja

Como os Beatles disseram: está melhorando o tempo todo. Obrigado, querida, por 27 anos incríveis!

Barack Obama e Michelle Obama formam um casal admirado por muitas pessoas ao redor do mundo. Além de terem sido os primeiros negros na Casa Branca, eles chamam atenção pelo amor que demonstram um pelo outro.

Os dois estão comemorando o aniversário de casamento nesta quinta-feira, 3, e Obama homenageou a parceira com uma foto na qual estão abraçados, olhando para o horizonte.

“Como diziam os Beatles, isso está melhorando o tempo todo. Obrigado, amor, pelos 27 anos incríveis”, escreveu em menção à música Getting Better.

CINEMA I Estreias: Angry Birds 2 – O Filme, Clube dos Canibais, Coringa, De Peito Aberto, As Loucuras de Rose, Um Dia Para Susana

‘Coringa’ e filme com Maisa estão entre as 14 estreias da semana

Coringa 
Joker. EUA, 2019. Direção: Todd Phillips. Com: Joaquin Phoenix, Zazie Beetz, Frances Conroy e Robert De Niro. 121 min. 18 anos.

Clube dos Canibais
Brasil, 2018. Direção: Guto Parente. Com: Tavinho Teixeira, Ana Luiza Rios e Pedro Domingues. 81 min. 18 anos.
Um casal rico é membro de um clube de pessoas que mata e se alimenta da carne de seus empregados. Bem relacionados, eles não têm problemas para manter a aparência de normalidade. Mas a vida dos dois fica ameaçada quando ela descobre segredos de um dos líderes do clube.

Angry Birds 2 – O Filme
Angry Birds 2. EUA, 2019. Direção: Thurop Van Orman e John Rice. 97 min. Livre.
Após viverem em guerra entre si, porcos e pássaros se unem para evitar os ataques dos habitantes de uma ilha desconhecida. 

Coringa 
Joker. EUA, 2019. Direção: Todd Phillips. Com: Joaquin Phoenix, Zazie Beetz, Frances Conroy e Robert De Niro. 121 min. 18 anos.
Um aspirante a humorista que apresenta incontroláveis ataques de riso sofre com a deterioração de sua saúde mental quando o hospital em que se tratava fecha as portas. Após perder o emprego, sua revolta se converte em atos de violência que evoluem e colaboram para que se torne um temido vilão de Gotham City.

De Peito Aberto
Brasil, 2018. Direção: Graziela Mantoanelli. 80 min. 10 anos.
Documentário acompanha seis mulheres de diferentes realidades socioculturais para compreender as múltiplas interpretações do processo de amamentação.

Um Dia Para Susana
Brasil, 2018. Direção: Giovanna Giovanini e Rodrigo Boecker. 85 min. 10 anos.
Documentário acompanha a rotina de treinamentos da atleta Susana Schnarndorf, diagnosticada com atrofia de múltiplos sistemas. Diante da doença, ela mudou de categoria para competir nos Jogos Paralímpicos do Rio, em 2016.

Domingo
Brasil, 2018. Direção: Clara Linhart e Fellipe Barbosa. Com: Ittala Nandi, Camila Morgado e Chay Suede. 95 min. 16 anos.
A trama se passa em 2003, quando Lula assume a Presidência. Numa casa de campo, a matriarca de uma família burguesa transparece o medo sobre o que o novo governo pode reservar à sua classe social. Vencedor do prêmio revelação da Semana da Crítica no Festival de Cannes e do prêmio da crítica de melhor filme brasileiro na 41ª Mostra, em 2017.

Ela Disse, Ele Disse
Brasil, 2018. Direção: Cláudia Castro. Com: Maisa Silva, Marcus Bessa e Fernanda Gentil. 12 anos.
Dois alunos novos de um colégio –ela estudiosa, ele desleixado– formam um improvável amizade, por meio da qual aprendem a lidar com problemas familiares e conflitos da juventude.

Encontros
Deux Moi. França, 2019. Direção: Cédric Klapisch. Com: François Civil, Ana Girardot e Camille Cottin. 110 min. 12 anos.
Dois vizinhos lidam de formas diferentes com a solidão. Enquanto um deles se fecha para relacionamentos, o outro multiplica seus encontros nos aplicativos de relacionamento. Eles não se conhecem, mas seus destinos acabam por se cruzar.

O Homem Ideal?
M’esperarás?. Espanha, 2017. Direção: Carles Alberola. Com: Carles Alberola, Alfred Picó e Cristina García. 89 min. 14 anos.
Um casal organiza um encontro às cegas para um amigo divorciado. Mas a moça que foi convidada faz os cônjuges questionarem tudo no relacionamento que parecia estável. Adaptação de uma peça de teatro homônima.

O Homem que Cuida
El Hombre que Cuida. República Dominicana/Porto Rico/Brasil, 2017. Direção: Alejandro Andújar. Com: Héctor Aníbal, Julietta Rodriguez e Yasser Michelen. 87 min. 16 anos.
O caseiro de uma rica propriedade mergulha no trabalho para fugir do sofrimento de ter sido abandonado pela mulher. Sua rotina é alterada quando o filho de seu patrão visita o local levando uma jovem que certa vez desrespeitou a casa.

As Loucuras de Rose
Wild Rose. Reino Unido, 2018. Direção: Tom Harper Com: Jessie Buckley, Julie Walters e Sophie Okonedo. 101 min. 14 anos.
Uma cantora e ex-presidiária que vive na Escócia sonha em se mudar para Nashville, nos Estados Unidos, para se tornar uma estrela do country. Mãe solteira de dois filhos, ela precisa lidar com preconceitos e responsabilidades pessoais enquanto persegue seu objetivo.

Onde Quer Que Você Esteja
Brasil, 2018. Direção: Bel Bechara e Sandro Serpa. Com: Débora Duboc, Leonardo Medeiros e Brenda Lígia. 101 min. 10 anos.
O drama acompanha pessoas que comparecem a uma estação de rádio que transmite mensagens de quem está em busca de parentes e amigos desaparecidos. Em meio ao sofrimento, histórias se cruzam e novos laços humanos se formam.

Paulo de Tarso e a História do Cristianismo Primitivo
Brasil, 2019. Direção: André Marouço. Com: Caio Blat e Alexandre Galves. 12 anos.
Baseado nas obras bíblicas “Epístolas de Paulo” e “Atos dos Apóstolos”, o filme conta a origem de um dos principais propagadores do cristianismo: Paulo de Tarso, também conhecido como Saulo. 

A Turma do Pererê.doc
Brasil, 2018. Direção: Ricardo Favilla. 76 min. 10 anos.
Documentário exibe bastidores da criação da “Turma do Pererê”, o primeiro gibi em cores publicado no Brasil. Além de Ziraldo, principal idealizador do quadrinho, a produção conta com depoimentos artistas que foram diretamente influenciados pelo cartunista.

Príncipe Harry afirma que continente africano é seu ‘segundo lar’ em último dia de viagem

Ao lado de Meghan Markle, duque de Sussex discursou para jovens empreendedores em Joanesburgo
AGÊNCIA – REUTERS

Príncipe Harry e a duquesa Meghan Markle durante visita à África do Sul em 2019.  Foto: Facundo Arrizabalaga/Pool via REUTERS

príncipe Harry prestou uma homenagem à África e aos povos africanos nesta quarta-feira, 2, último dia de sua viagem, classificando o continente como seu “segundo lar” e prometendo fazer tudo que puder para ajudar a população a melhorar de vida.

Em um discurso a jovens empreendedores em Joanesburgo, ao lado de sua esposa, Meghan Markle, Harry disse ter se inspirado na generosidade e na resistência dos africanos.

“Apesar das adversidades extremas e dos desafios existentes em tantos níveis, as pessoas são generosas, são fortes, humildes e incrivelmente otimistas”, disse.

Adotando um tom mais intimista, o duque afirmou que visitar a África desde a infância o ajudou a aceitar a morte trágica de sua mãe, a princesa Diana, em um acidente de carro em Paris em 1997.

“A África me acolheu com um abraço que jamais esquecerei. Sempre sinto – todas as vezes em que estou neste continente – que a comunidade ao meu redor proporciona uma vida que é enriquecedora e é enraizada nas coisas mais simples: conexões, conexões com os outros e o meio ambiente natural”, avaliou.

Ecoando as palavras calorosas do marido, uma Meghan declarou que o potencial da África é “extraordinário”.

O discurso de Harry ocorreu um dia depois de o casal iniciar um processo contra o jornal Mail on Sunday devido à publicação de uma carta pessoal. O príncipe acusou setores da imprensa britânica de “bullying” e comparou o tratamento que disse que sua esposa está tendo de suportar àquele sofrido por Diana.

Uber lança aplicativo para contratação de funcionários nos EUA

Com o serviço, empresas podem contratar trabalhadores temporários para funções como garçons e seguranças
Por Agências – Reuters

O Uber está tentando diversificar seus negócios 

O aplicativo de transporte Uber lançou um aplicativo chamado Uber Works para conectar empresas com trabalhadores temporários em funções como garçons e seguranças. O app, disponível por enquanto apenas em Chicago, nos Estados Unidos, mostrará aos trabalhadores os turnos disponíveis em uma determinada área e ajudará empresas com dificuldades para atender seus clientes durante o pico de demanda, disse o Uber.

“O Uber Works tem um painel de vagas e conectamos os usuários diretamente com empresas, incluindo restaurantes e outros, para ajudá-las a preencher turnos vagos”, disse um porta-voz da empresa à agência de notícias Reuters.

Os usuários do Uber Works podem obter informações detalhadas sobre turnos em que estão interessados, incluindo informações sobre salário bruto, local de trabalho e habilidades ou vestuário necessário.

O Uber tenta diversificar seu negócio principal em um momento em que as operações de transporte da empresa enfrentam concorrência a Ásia. A companhia também convive com problemas regulatórios em alguns países por classificar seus motoristas como contratados independentes, e não funcionários.

No mês passado, o Senado do Estado da Califórnia aprovou uma lei que faz empresas como o Uber classificarem parceiros como empregados – a regra passará a valer a partir de 1º de janeiro de 2020. Horas depois da decisão, uma motorista do Uber processou a empresa por classificar seus motoristas como trabalhadores independentes.

O ano não está bom para o Uber. A empresa estreou na Bolsa de Valores de Nova York em maio deste ano com ações negociadas em US$ 42, abaixo do seu preço de IPO, que era de US$ 45. Nos últimos meses, o aplicativo de transporte vem registrando grandes prejuízos: no seu balanço do segundo trimestre, o Uber registrou uma perda de US$ 5,2 bilhões e teve receita de US$ 3,2 bilhões, abaixo das expectativas dos analistas. A companhia levanta dúvidas sobre sua capacidade de crescer e afastar a concorrência.

Kim Shattuck, vocalista da banda The Muffs, morre aos 56 anos

Artista lutava há mais de dois anos contra a esclerose lateral amiotrófica

Kim Shattuck morreu aos 56 anos 

Morreu, na quarta-feira (2), a vocalista, guitarrista, eventual baixista e também compositora do grupo The Muffs Kim Shattuck, de 56 anos. 

Kim lutava há dois anos contra a ELA (esclerose lateral amiotrófica), a mesma doença enfrentada por décadas pelo físico Stephen Hawking (1942-2018). A ELA é uma doença do sistema nervoso que enfraquece os músculos e afeta as suas funções físicas.

A notícia foi divulgada na web pelo marido de Kim, Kevin Sutherland. “Esta manhã o amor da minha vida, Kim, morreu em paz durante o sono depois de dois anos lutando contra a ELA. Sou este homem hoje por causa dela. Ela vai viver em todos nós por meio de sua música, memórias, força e espírito criativo. Eu te amarei para sempre, minha Kimmy. Obrigado por dividir sua vida comigo”, escreveu ele.

O The Muffs também lamentou a morte da sua líder. “Sentimos muito por anunciar a morte da nossa colega de banda e querida amiga Kim Shattuck. Além de uma compositora brilhante, guitarrista incrível e cantora/gritadora extraordinária, Kim era uma verdadeira força da natureza. Enquanto lutava contra a esclerose, Kim produziu o nosso último álbum, cuidando de cada parte do disco, desde a gravação até a arte. Ela era a nossa melhor amiga e tocar as músicas dela foi uma honra. Adeus Kimba. Nós te amamos mais do que poderíamos dizer.”

Antes do The Muffs, Kim integrou entre 1985 e 1990 a banda The Pandoras. Em 2001, fez parte do grupo The Beards, uma parceria com Lisa Marr e Sherri Solinger. [Léo Gregório]