Morre aos 84 anos a atriz e cantora Diahann Carroll

Indicada ao Oscar e vencedora do Tony Awards, Carroll foi a primeira mulher negra a não viver uma empregada na TV
AP

A atriz e cantora Diahann Carroll  Foto: Danny Moloshok/Reuters

A atriz e cantora Diahann Carroll, atriz e cantora indicada ao Oscar, morreu nesta sexta-feira, 4, vítima de câncer, anunciou sua filha Susan Kay à agência Associated Press. Carroll é reconhecida como a primeira mulher negra a interpretar uma personagem que não era empregada.

Durante sua extensa carreira, ela ganhou um Tony Awards pelo musical No Strings e foi indicada ao Oscar por Claudine. Mas seu trabalho mais conhecido foi na série Julia. Carroll deu vida a Julia Baker, uma enfermeira cujo marido morreu na Guerra do Vietnã, na inovadora série de comédia que foi ao ar de 1968 a 1971.

Embora ela não tenha sido a primeira mulher negra a estrelar seu próprio programa de TV (Ethel Waters interpretou uma criada em meados dos anos 50 em Beulah), ela foi a primeira a interpretar outro tipo de papel.

Os executivos da NBC temiam transmitir Julia durante a turbulência racial dos anos 60, mas a série foi um sucesso imediato.

Ela também teve críticos, incluindo alguns que disseram que o personagem de Carroll, que tem um filho pequeno, não era uma representação realista de uma mulher negra americana na década de 1960.

“Eles disseram que era uma fantasia “, lembrou Carroll em 1998. “Muito disso não era verdade. Muito da personagem de Julia era baseado na minha própria vida, na minha família”.

Sem medo de enfrentar barreiras raciais, Carroll ganhou seu Tony Awards ao interpretar uma modelo de alta costura americana que tem um caso com um escritor branco em Paris, no musical de Richard Rodgers, de 1959, No Strings.

Ela apareceu em muitos trabalhos que foram considerados exclusivos para atrizes brancas: Same Time, Next YearAgnes of GodSunset Boulevard.

“Gosto de pensar que abri portas para outras mulheres, embora essa não fosse minha intenção original”, disse ela em 2002. Sua carreira no cinema foi mais esporádica, com créditos em  Carmen JonesPorgy and BessGoodbye AgainRush Sundown, Paris Blues e The Split.

No filme de 1974, Claudine, ela ofereceu seu desempenho mais memorável como mãe solteira de seis filhos que encontra amor no Harlem, em um coletor de lixo interpretado por James Earl Jones.

Nos anos 1980, Carroll ingressou na novela americana Dynasty como Dominique Deveraux, a glamourosa meia-irmã de Blake Carrington. Ela também apareceu na série A Different World e, mais recentemente, como convidada em Grey’s Anatomy e White Collar. Além da filha, ela deixa dois netos, August e Sydney.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.