Microsoft vence contrato de nuvem do Pentágono avaliado em US$ 10 bi

Vice-líder no mercado de computação em nuvem, empresa de Satya Nadella superou a líder Amazon em disputa cercada de polêmicas
Por Agências – Reuters

Satya Nadella é presidente executivo da Microsoft

Microsoft venceu nesta sexta-feira, 25, uma disputa importante no mercado de computação em nuvem: a empresa foi escolhida pelo Pentágono para um contrato de US$ 10 bilhões, divulgou o departamento de Defesa americano. Vice-líder do mercado de nuvem no mundo, com sua divisão Azure, a Microsoft bateu a Amazon, líder global e favorita para vencer a contenda. 

Chamado de Joint Enterprise Defense Infrastructure Cloud (JEDI), o contrato é parte de uma modernização digital do Pentágono, que pode deixar o Exército americano mais ágil – a meta é dar aos militares melhor acesso a dados, a partir de campos de batalha e localizações remotas. “Se eu estou numa guerra, quero a maior quantidade de dados o possível”, disse o general Jack Shanahan, ao explicar a repórteres em agosto o porquê do contrato – apesar de administrar o exército mais potente do mundo, o Pentágono tem tecnologia ainda bastante inadequada, dizem alguns oficiais. 

O processo foi cercado de polêmicas e conflitos de interesse – em especial, do presidente Donald Trump, um crítico conhecido da Amazon e seu fundador Jeff Bezos. Em agosto, Trump disse que sua administração estava revisando a proposta da Amazon para o contrato, após reclamações de outras empresas. 

A Oracle, que também disputou o processo, levantou várias dúvidas – uma das principais reclamações foi a de que um ex-funcionário da Amazon, trabalhando no Departamento de Defesa, acabou se demitindo para se reintegrar à Amazon durante a seleção. Nem isso, porém, levou à vitória da empresa, dizendo que se declarou “surpresa com a conclusão”. 

Em nota, a companhia disse que um “estudo detalhado das ofertas” poderia “levar claramente a uma conclusão diferente.” A Amazon está considerando recorrer da decisão final, disse uma fonte à agência de notícias Reuters. Já a Microsoft não comentou o assunto, mas se beneficiou da decisão: após a divulgação, as ações da empresa se valorizaram em 3% depois do fechamento do pregão da sexta-feira. 

Algumas empresas disseram ainda que um contrato com um único vencedor daria ao escolhido uma vantagem comercial. Em resposta, o Pentágono disse que planeja fazer diferentes acordos de nuvem com várias empresas no futuro. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.